Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.



compartilhe o meio compartilhe o meio


11 de janeiro de 2017

CV e PCC querem se internacionalizar

O Comando Vermelho e o Primeiro Comando da Capital estão mais do que em guerra. Lutam para ver qual se tornará o primeiro cartel de drogas brasileiro com alcance internacional. A informação, descoberta por Tales Faria do Poder360, vem dos serviços de inteligência do governo federal. O primeiro passo foi a nacionalização. Agora, disputam se estender na direção de países vizinhos ao Brasil para explorar produção, distribuição e os mercados consumidores. O governo, porém, não tem recursos para o enfrentamento.

Todas as senhas do Planalto foram publicadas no Twitter oficial do governo. Pelo estagiário, talvez. A melhor delas – “planaltodotemer2016” – vem acompanhada de aviso em letras garrafais: não trocar a senha nunca.

Decadência carioca: o busto em bronze de Mario Filho foi roubado do Estádio Mario Filho. O Maracanã. O jornalista rubro-negro era irmão do tricolor Nelson Rodrigues. E o governo do Estado não tem como sustentar o policiamento.

Diga-se… Não é só isso que o governador Pezão não consegue bancar. O reitor da Uerj, Ruy Garcia Marques, assinou com vários ex-reitores uma carta acusando o Estado de forçar o fechamento da universidade. (Globo)

Em seu discurso de despedida, o presidente americano Barack Obama lembrou o slogan que o elegeu, em 2008. “Yes we can”, ele disse, para amarrar: “Yes, we did.” Foi um discurso que lembrou alguns de seus melhores, uma observação a respeito do estado do país. “Enfraquecemos nossos elos quando dizemos que alguns de nós somos mais americanos do que outros”, argumentou. “Se toda questão econômica for vista como uma batalha entre a classe média branca e minorias disputando espaço, então trabalhadores de todas as cores vão lutar por restos enquanto os mais ricos se isolam cada vez mais.”

O Buzzfeed publicou um dossiê sobre as relações entre o presidente americano eleito, Donald Trump, e sua extensa relação com a Rússia. Segundo o documento, Trump vem sendo ajudado faz dez anos pelo Kremlin e há descrições de orgias em Moscou. O que não há, ainda, é qualquer prova de que o dossiê seja verdadeiro. Mas é o principal assunto nas mídias sociais americanas esta manhã.

Gustavo Poli lista as inúmeras mentiras absurdas de Donald Trump.

Aliás… um documentário sobre a eleição de Trump foi selecionado pelo festival de cinema de Sundance. A sinopse do filme promete “imagens nunca vistas, sem precedentes”.

Cultura

Obras da poderosa coleção de Edemar Cid Ferreira, ex-dono do banco Santos, estão na mira do Museu de Arte Contemporânea da USP. A instituição quer ficar com algumas delas como recompensa por ter guardado as 600 obras do ex-banqueiro por mais de uma década. As peças, que vão a leilão, são avaliadas em R$ 6 milhões. (Folha)

Aliás… Obras de arte usadas para lavagem de dinheiro – e apreendidas na Operação Lava Jato – seguem no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, por decisão do juiz Sérgio Moro. Há trabalhos de Miró e Amílcar de Castro, entre outros. Foram expostas em 2016 e agora aguardam destino.

O artista suspeito de alterar letreiro de Hollywood para Hollyweed, em referência à maconha, se entregou à polícia. 

Viver

Novo estudo sobre tabagismo, divulgado pela Organização Mundial de Saúde, mostra que o cigarro mata cerca de 6 milhões de pessoas por ano. Esse número deve crescer mais de um terço até 2030.

A Iniciativa Chan Zuckerberg, ong liderada pelo fundador do Facebook, contratou o diretor da vitoriosa campanha de Barack Obama, em 2008, para assumir o braço de políticas públicas da organização. Também se juntará o grupo Ken Mehlman, diretor da igualmente vitoriosa campanha de George W. Bush, em 2004.

Galeria: O fotógrafo Christopher Thomond se dedicou a registrar um único carvalho bicentenário por um ano. As fotos estão no Guardian.

A Fifa quer uma Copa do Mundo com 48 seleções a partir de 2026. Hoje, jogam 32. Seriam necessários mais 16 jogos.

Cotidiano Digital

É só uma ideia. Mas Gavin Thomas, que preside a Associação de Superintendentes de Polícia da Inglaterra e Gales, intuiu que há um jeito melhor de punir hackers e outros criminosos digitais. Com uma tornozeleira eletrônica especial, que embaralhe o sinal de WiFi. Ao invés de prisão, tornar impossível a eles entrar na internet. Uma punição, afinal, com a cara do século 21.

Para ler com calma. A Blizard é, provavelmente, o mais importante estúdio de MMORPG. São games jogados online, com a interação simultânea de, às vezes, centenas de milhares de jogadores. É responsável pela criação de universos inteiros com regras e personagens muito próprios em ambientes como World of Warcraft, StarCraft e Diablo. A turma da CNet pôs no ar uma longa reportagem sobre a empresa, visualmente estimulante.