Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.





Share Tweet
30 de novembro de 2016
Consultar edições passadas

30 de novembro de 2016

O mundo adota #forçaChape

Eram 19h em Brasília, 15h na Colômbia, quando foi encerrada a operação de resgate do avião que fazia a rota Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) a Medellín (Colômbia) pela companhia LaMia. Morreram 71 pessoas e sobreviveram seis. A suspeita é de falha elétrica. Levava para a primeira de duas partidas da final da Copa Sul-Americana o time da Chapecoense, equipe técnica, dirigentes, jornalistas. É a maior tragédia da história do futebol brasileiro.

Sobreviveram o lateral Alan Ruschel, o goleiro Jackson Follman, o zagueiro Hélio Neto, os tripulantes Ximena Suárez e Erwin Tumiri, além do repórter Rafael Henzel. O goleiro Danilo chegou a ser levado para um hospital com vida, mas não resistiu.

Para ler com calma: Luís Felipe dos Santos conta em texto e vídeos um tanto da história de Chapecó, em Santa Catarina, e da Chapecoense dentro da cidade. Seus antigos ídolos e a saga. Porque trata-se de uma saga: chegou à série C em 2010. À série B, em 2013. Alcançou a primeira divisão do Brasileirão em 2014, com fragilidade. Manteve-se. Se classificou em 2015 para a Copa Sul-Americana, saiu nas quartas. Novamente em 2016 – e foi à final. (O artigo é de 2015.)

A hashtag #forçaChape foi adotada no Facebook e no Twitter, com cedilha, por todo mundo.

Além das duas partidas finais da Sul-Americana, a Chape teria ainda um último jogo pelo Brasileirão, contra o Atlético Mineiro, no dia 11. Falta definir o que ocorrerá nos três casos.

Cedo pela manhã, o zagueiro Gilberto García, do Atlético Nacional, anunciou que ele e os companheiros gostariam de ver o título oferecido à Chapecoense. As finais seriam suspensas e o campeão decretado. Mais tarde, em mensagem de vídeo, o presidente do clube colombiano que disputaria a final com os brasileiros reiterou oficialmente o pedido.

A Chape precisará montar um novo time. Atlético-PR, Botafogo, Coritiba, Cruzeiro, Fluminense, Palmeiras, Portuguesa, Santos, São Paulo e Vasco ofereceram o empréstimo gratuito de jogadores de bom nível para a temporada de 2017. Através da AFA, o futebol argentino também se prontificou a ceder bons atletas.

Aliás… A Chapecoense enfrentará um ano difícil. Há planos baratos para se tornar sócio-torcedor.

Na quarta-feira passada, a Chapecoense se classificou para a inédita final da Copa Sul-Americana. Foi um jogo suado, disputado até o último segundo com uma defesa heroica do goleiro Danilo. Uma história rara, como lembra Idelber Avelar, do time do interior que chega longe. Neste vídeo, o momento é narrado por Deva Pascovicci, da Fox Sports. Ambos, goleiro e jornalista, morreram no acidente de ontem.

Iluminaram-se de verde: o Cristo Redentor, no Rio; a Torre Eiffel, em Paris; a Allianz Arena, em Munique; o Palácio do Planalto, em Brasília; o estádio de Wembley, em Londres; o Elevador Lacerda, em Salvador.

O Palmeiras pediu permissão à CBF para jogar sua última partida, já campeão brasileiro, com o uniforme da Chapecoense.

Liverpool, Leeds e o público fizeram um minuto de silêncio absoluto.

David Butter reflete sobre o que é a paixão por futebol no momento da tragédia.

Em tempo: o acidente foi, também, a maior tragédia da história da imprensa brasileira. Morreram vinte jornalistas.

A primeira turma do Supremo determinou, para um caso específico, que aborto não é crime se realizado até o terceiro mês de gestação.  A decisão poderá ser adotada em situações similares por juízes de todo o país. Não é, porém, vinculante. Ela abre uma linha mas não é definitiva. Perante a decisão, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia,  abriu uma comissão especial para discutir o tema. (Estadão)

Um grupo de taxistas em fúria invadiu o saguão do Aeroporto Santos Dumont, no Rio, e destruiu a murros e chutes o stand do Uber.

Política

Enquanto o país vivia o luto, durante a madrugada, a Câmara dos Deputados desfigurou por completo as Dez Medidas contra a Corrupção. Destruiu o projeto. Trabalharam duro até as 4h19, aprovando emendas uma após a outra, de autoria principalmente de PT e PP, mas com apoio amplo. (Folha)
 
Facilitaram a punição de juízes e promotores que venham a processá-los.
 
A tipificação do crime de enriquecimento ilícito de funcionário público foi derrubada.
 
A facilitação de retirada dos bens adquiridos com corrupção foi derrubada.
 
A maior dificuldade para prescrição dos crimes, derrubada.
 
A figura do delator do bem, que recebe prêmio por denunciar crimes dos quais não participa, derrubada.
 
Ficou a criminalização do Caixa Dois. Nessa, como prometido por Maia, Renan e Temer domingo, não mexeram. Atacou-se o resto.
 
Ao final, cantaram parabéns para você em homenagem aos deputados que faziam aniversário.

O Senado aprovou a PEC do Teto de gastos públicos em primeiro turno. O placar, de 61 a 14, tem o peso que o governo esperava para mostrar força. O plano é fazer a segunda votação em duas semanas. A partir daí, vai a sanção presidencial. (Globo)

Do lado de fora do Congresso, uma manifestação contra Temer, a fixação de um teto para os gastos públicos e a reforma do ensino médio tornou-se violenta. A PM e a Polícia Legislativa atiraram bombas de gás lacrimogêneo e deram tiros de borracha. Os manifestantes viraram um carro da TV Record e incendiaram outros, espatifaram os vidros de alguns ministérios e atiraram coquetéis molotov contra os policiais. Eram 12 mil de acordo com a PM ou 50, conforme os organizadores. (Folha)

Galeria: os embates em Brasília.

Vazaram as transcrições de conversas gravadas pelo ex-ministro Marcelo Calero. A com o presidente Michel Temer é um pedido de demissão cordial. Mas, com Gustavo Rocha, secretário da Casa Civil, o tom é outro. Rocha diz ter recebido pedido do presidente para tirar do Iphan e entregar à AGU o processo para liberar o prédio de Salvador. (Globo)

Cotidiano Digital

A DirecTV vai lançar um serviço de streaming. É uma das maiores operadoras de TV paga dos EUA, pertencente à gigante de telecomunicações AT&T. O foco é a geração de jovens que não faz assinaturas de TV a cabo e prefere serviços via internet como o Netflix. O DirecTV Now oferece um misto. É um pacote de canais tradicional, mas é mais barato e é consumido via apps, seja na TV, seja nos apetrechos digitais. É a primeira vez que a indústria tenta algo do tipo.

Cultura

A Warner Bros cancelou o lançamento do filme Sully (trailer), que chegaria esta semana aos cinemas. É a história do piloto americano que fez um pouso de emergência no rio Hudson de Nova York, em 2009. A decisão ocorreu em respeito à tragédia.

Walcyr Carrasco descreve a sensação de vencer um Emmy, o Oscar da TV, num texto com pesada carga emocional.

Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.





Share Tweet



Consultar edições passadas