Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.



14 de junho de 2022
Consultar edições passadas



Vazamento de conversa pela Casa Branca irrita Bolsonaro


O presidente Jair Bolsonaro (PL) negou ontem que tenha pedido ajuda ao governo americano para vencer Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições deste ano. “Olha, não existe isso daí. Houve uma reunião bilateral. O que nós tratamos ali é reservado. Cada um pode falar o que bem entender”, disse ele, em entrevista à CBN Recife (íntegra). Relatos passados à agência Bloomberg por fontes americanas que estiveram na reunião dão conta de que Bolsonaro argumentou que a eleição de Lula “contrariaria interesses americanos”. A informação foi confirmada pelo colunista Jamil Chade com diplomatas brasileiros. Biden, em todas as versões da história, desconversou. (UOL)

Valdo Cruz: “O vazamento de informações de bastidores do encontro de Bolsonaro e Biden irritou a equipe do brasileiro. Assessores de Bolsonaro dizem que o presidente não confirma as informações e reclamam que conversa reservada deveria ter sido mantida em sigilo. O objetivo da equipe do presidente americano seria desgastar a imagem do brasileiro, criticado por suas declarações contra as urnas eletrônicas e sua política ambiental.” (g1)

Meio em vídeo. O presidente Jair Bolsonaro aproveitou o momento em que se encontrou olho no olho com o americano Joe Biden e pediu ajuda nas eleições por aqui, contra Lula. Crime de alta traição. Mas, olha, essa notícia quer dizer muito mais. Confira o comentário de Pedro Doria no Ponto de Partida. (YouTube)

O vazamento da conversa com Biden não foi o único motivo de irritação para Bolsonaro ontem. A mais recente pesquisa BTG/FSB mostra Lula na liderança com 44%, apenas um ponto atrás da soma dos adversários: Bolsonaro, com 32%; Ciro Gomes (PDT), com 9%; Simone Tebet (MDB), com 2%; e André Janones (Avante) e Felipe D’Ávila (Novo), ambos com 1%. Num eventual segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 54% a 36%. (Poder360)

Então... O Planalto de hoje observa a Casa Branca de ontem. Mas, nos EUA, a tentativa de interromper a homologação das eleições mediante um levante trumpista pode terminar mal para o ex-presidente. Os aliados e conselheiros mais próximos de Donald Trump o alertaram de que ele havia perdido a eleição de 2020, que as denúncias de fraude eram falsas e que tentativas de mudar o resultado não prosperariam, mas foram ignorados. Essa foi a tônica do segundo dia de audiências públicas da comissão parlamentar que investiga a invasão do Capitólio em janeiro do ano passado. Em depoimento, o ex-procurador-geral (equivalente a ministro da Justiça) William P. Barr descreveu pelo menos três reuniões nas quais Trump o criticou por não usar a estrutura da instituição a seu favor. Os deputados na comissão estão tratando o episódio como tentativa de golpe de Estado e os testemunhos até o momento sugerem que o levante foi incitado propositalmente pelo ex-presidente. (Washington Post)

Criticadas por serem “100% petistas”, as diretrizes para o programa de governo da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) devem sofrer a primeira mudança para acenar a policiais, hoje um público cativo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Na nova versão, a “valorização profissional dos policiais” passa a ser um dos nortes da política de segurança pública. Uma reunião com partidos aliados deve enfatizar no texto a pauta ambiental e eliminar a revogação completa da reforma trabalhista, substituída pela ideia de “revogar marcos regressivos” somente. (Globo)

Terceiro colocado nas pesquisas, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) inaugurou ontem as sabatinas do podcast O Assunto prometendo fazer reformas generalizadas, “uma reconstitucionalização do país”, nos primeiros seis meses de governo, em troca de desistir de uma eventual reeleição. Ele também defendeu um projeto de renda mínima contra a fome. Veja os principais trechos da entrevista concedida à jornalista Renata Lo Prete. (g1)

Criada em 1995 pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, a Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos (CDEMP) pode acabar no próximo dia 28, revela Marcelo Godoy. Seu presidente, o advogado bolsonarista Marco Vinícius Pereira de Carvalho, convocou para esse dia uma reunião na qual pretende aprovar um relatório final e encerrar os trabalhos, mesmo com o baixo número de corpos localizados. O Grupo de Trabalho Memória e Verdade, da Procuradoria da República, apresentou parecer contrário ao encerramento. (Estadão)

Enquanto isso... No Chile, quase 50 anos após o golpe que iniciou a sangrenta ditadura de Augusto Pinochet, o presidente Gabriel Boric anunciou um esforço do Ministério da Justiça para localizar os corpos de 1.162 pessoas que ainda estão desaparecidos. (Globo)

Pressionado pelo PSDB a desistir da candidatura ao Planalto, o ex-governador de São Paulo João Doria anunciou ontem que estava deixando a vida pública e retornando à iniciativa privada. “Deixo com senso de dever cumprido. Pelos meus erros, peço desculpas. Pelos meus acertos, cumpri minha obrigação”, escreveu no Twitter. (CNN Brasil)

Derrotado por Doria nas prévias tucanas, o ex-governador gaúcho Eduardo Leite lançou ontem a pré-candidatura para voltar ao Palácio Piratini, descumprindo sua promessa de não tentar se reeleger. “Eu mudei de opinião, mas não de princípios”, disse Leite, que renunciou ao cargo em março visando a eleição presidencial, diante da resistência do PSDB a Doria, mas acabou desistindo da disputa. De acordo com Leite, concorrer ao cargo fora do governo torna a disputa justa. (Folha)

A Polícia Federal e a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) negaram ontem que tivessem encontrado os corpos do indigenista Bruno Araújo e do jornalista inglês Dom Phillips, desaparecidos desde o dia 5 no Vale do Javari (AM). A informação teria sido passada à família de Phillips por um funcionário da embaixada brasileira em Londres. A imprensa procurou o funcionário, mas não obteve resposta. Neste fim de semana, mergulhadores dos bombeiros encontraram objetos pessoais deles escondidos em uma mochila e uma lona amarradas a uma árvore. A perícia está analisando vestígios de sangue na lona, e o resultado deve sair ainda esta semana. (g1)

Investigadores que atuam no caso dizem serem cada vez mais fortes os indícios de envolvimento de pescadores ilegais no desaparecimento. (Folha)

Para o ex-presidente da Funai, Sydney Possuelo, Araújo e Phillips “sofreram uma emboscada”. Em entrevista ao Roda Viva (íntegra), ele acusou o governo de atraso no início das buscas. “As forças que atuam ali fizeram um corpo mole inicial e depois, na medida em que a questão tomou uma forma nacional e internacional, aí o Estado entrou com um pouco mais de vigor”, disse. (Poder360)


Nossa assinatura premium não tem pegadinha, daquelas que é mais barata nos primeiros meses e depois dá um salto, ou daquelas outras que você precisa falar com sei lá quantos atendentes para cancelar, precisa dar um tempo? É só ir em nosso site premium e cancelar, depois você pode voltar, quando quiser. Sempre pelo mesmo preço, mais barato do que um lanche na padaria. Assine.

Viver


Embora seja uma das menos povoadas do Brasil, a Região Norte é líder na emissão de gases do efeito estufa, segundo o Sistema de Estimativas de Emissões e Remoções de Gases de Efeito Estufa (SEEG). Oito dos dez municípios que mais emitem estão na Amazônia, cinco deles no Pará, incluindo Altamira, “campeã” isolada com 35,2 milhões de toneladas de dióxido de carbono equivalente (CO2e) — a unidade de medida que reúne todos os gases, do carbônico ao metano. Maior município do país, Altamira tem 117 mil habitantes, cerca de 1% da população de São Paulo, mas emite o dobro de gases da capital paulista. Segundo o levantamento, 90% das emissões da cidade paraense vêm do desmatamento. São Paulo e Rio de Janeiro, as cidades mais populosas do Brasil, estão em 5º e 8º lugares, e nelas as emissões decorrem, respectivamente, da geração de energia e da produção de resíduos. (g1)

O governo está negociando a compra de doses da vacina contra varíola de macaco, revelou ontem o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros. Segundo ele, a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) está intermediando a negociação com um fabricante. No domingo foi confirmado o terceiro caso da doença no Brasil, e há pelo menos oito suspeitos em seis estados. Medeiros explica que não haverá vacinação em massa. Os imunizantes são para profissionais de saúde e pessoas que tiveram contato com doentes confirmados. (Metrópoles)

Enquanto isso. A Secretaria de Saúde de Minas Gerais investiga a suspeita do que pode ser a primeira morte por varíola de macaco no país. Um homem de 41 anos, morador de Araguari, morreu no fim de semana em hospital de Uberlândia com os sintomas da doença. Ainda não foi confirmado o diagnóstico nem divulgada a forma como ele teria contraído o vírus. Todos os três casos já confirmados, dois em São Paulo e um no Rio Grande do Sul, foram de pessoas que estiveram em Portugal ou Espanha, países afetados mais drasticamente pelo surto. (Estado de Minas)

Panelinha no Meio. Em tempos de carestia, uma boa maneira de economizar nas refeições é preparar uma quantidade maior e congelar parte. Quando a fome bate, em vez de apelar para o delivery, é só apelar para o micro-ondas. Uma ótima opção é o quibe assado. Esta receita tradicional do Oriente Médio rende oito porções, e você pode escolher a quantidade a ser congelada. Mas atenção, o recheio tem de ser soltinho e suculento. Para acompanhar e agregar frescor, uma salada de pepino com hortelã e iogurte.

Cultura


Se as canções que nossos pais nos cantam ficam marcadas, imaginem as que eles compõem na nossa frente. Essa é a experiência que Beto Lee, de 45 anos, filho de Rita Lee e Roberto de Carvalho, quer levar ao público com o show CeLeeBration, nome também da banda que o acompanha. Segundo o cantor e guitarrista, a parte complicada foi selecionar as 25 canções do repertório da mãe, desde os Mutantes até a longa parceria com Roberto. No fim das contas, ele revela, o casal fez os ajustes. Rita, que acaba de se recuperar de um câncer de pulmão, é ainda tema de uma exposição em São Paulo. (Folha)

Os Rolling Stones cancelaram o show que fariam ontem em Amsterdã após um teste feito já no estádio onde aconteceria a apresentação constatar que o vocalista Mick Jagger contraiu covid-19. O cantor de 78 anos apresentou sintomas leves. Num comunicado, a produção avisou que o show será reagendado e que os ingressos seguem valendo. A banda tem ainda três outras apresentações agendadas, a próxima em Berna, na Suíça, no dia 17. (Rolling Stone)

A atriz Amber Heard deu sua primeira entrevista após a derrota para o ex-marido Johnny Depp no julgamento de acusações mútuas de difamação. Os dois foram condenados, mas ela levou a pior e terá de pagar uma indenização de US$ 8,35 milhões (R$ 42,6 milhões), dinheiro que ela já disse não ter. Na entrevista, cuja íntegra vai ao ar hoje na NBC, Heard diz não culpar o júri pelo veredito. “Eu não os culpo. Eu realmente entendo”, disse ela. “Ele é um personagem amado e as pessoas sentem que o conhecem. Ele é um ator fantástico.” Ela também reclamou do tratamento que recebeu nas redes sociais ao longo do julgamento. (NBC)

Cotidiano Digital


O Google concordou em pagar US$ 118 milhões para encerrar uma ação judicial coletiva em que a empresa é acusada de discriminação de gênero. O processo inclui mais de 15 mil mulheres e foi iniciado em 2017, depois que três funcionárias apresentaram uma queixa contra a gigante de tecnologia alegando que os salários das mulheres eram menores que os dos homens. A queixa também alega que o Google mantinha funcionárias mulheres em cargos mais baixos e com salários e bônus menores quando comparados aos homens. Em alguns casos, a diferença salarial anual chegava a US$ 17 mil. Além da multa, o Google terá que fazer estudos sobre a equidade de gênero dentro da companhia e contratar consultores independentes para avaliar suas práticas de contratação. (g1)

O fundador e CEO do Telegram, Pavel Durov, acusa a Apple de limitar as funcionalidades da versão web do aplicativo em dispositivos iOS. Em um texto publicado ontem em seu perfil no Telegram, Durov afirmou que a versão web do Telegram não consegue atingir o mesmo nível de qualidade que o aplicativo de mensagens no iOS pois a Apple limita as opções do desenvolvedor. (Telegram)

E após quase 27 anos de existência, o Internet Explorer será oficialmente descontinuado na quarta-feira. Com isso, o IE 11, última versão do navegador, deixará de ter suporte no Windows 10. Atualmente, o navegador padrão do Windows é o Microsoft Edge. (TechTudo)

Você já conhece o Pioneiros? O programa de membros traz vários benefícios a quem indica o Meio para os amigos. De newsletter exclusiva a ecobags personalizadas. Faça parte do Pioneiros. Não custa nada.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



14 de junho de 2022
Consultar edições passadas