Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.





22 de junho de 2018
Consultar edições passadas

Homem de confiança de Alckmin é preso


O momento, na campanha de Geraldo Alckimn, é de tensão. Foi preso, ontem, o presidente da Companhia Energética de São Paulo, e ex-secretário de Transportes do candidato. Laurence Casagrande Lourenço, que trabalha faz 17 anos em governos tucanos, e dirigiu a Dersa, empresa pública responsável pelas estradas paulistas. Ele, assim como outros sete presos da Dersa e das empreiteiras Mendes Júnior e OAS, são acusados de desviar recursos da obra do Rodoanel.

César Felício: “A prisão de Laurence Casagrande Lourenço é evidentemente uma notícia ruim para o ex-governador, em mais de um sentido. O mais óbvio deles é o de municiar os adversários ao jogar uma sombra sobre a lisura de sua administração. Rodoanel vai se tornando sinônimo de outra coisa, bem diferente de eficiência administrativa e estradas lisas como tapete. O mais incerto é sobre o que pode advir do aprofundamento das investigações sobre o dirigente. Lourenço, ao contrário de Paulo Preto, foi um assessor direto do pré-candidato e a extensão dos danos com sua queda ainda não pode ser medido. A produção de noticiário negativo contra Alckmin neste momento pode evitar que alianças que comecem a se desenhar se cristalizem.” (Valor)

Compartilhe:

Por incríveis 13 votos a 12, o TST condenou a Petrobras a refazer as contas relativas a benefícios para seus funcionários firmados num acordo coletivo de 2007. Além de adicionar R$ 2 bilhões anuais à folha de pagamento, cria para a empresa uma dívida de R$ 15 bilhões passados. Ainda há recursos no próprio TST e, depois, no STF. (Estadão)

Compartilhe:

Bernardo Mello Franco: “Marcos Vinícius tinha 14 anos. Foi baleado a caminho da escola, no Complexo da Maré. Antes de morrer, disse à mãe que o tiro partiu de um blindado da polícia. Moradores contam que as operações ganharam uma novidade. Agora os policiais também dispararam de helicóptero, batizado de ‘caveirão voador’. Sem protocolo de ação, os policiais abriram fogo como se estivessem numa refilmagem de Apocalypse Now. O resultado da operação foi pífio. Cerca de 120 homens entraram na comunidade com 23 mandados de prisão. Nenhum deles foi cumprido. A incursão deixou sete mortos, incluindo o estudante Marcos Vinícius. A polícia informou que os outros seis eram ‘suspeitos’, como se a lei autorizasse a matança nessas circunstâncias. Não há lógica, a não ser a da barbárie, que justifique operações de guerra em áreas densamente povoadas. É espantoso que isso ainda se repita em horário escolar, apesar dos reiterados apelos da prefeitura. Ontem, mais 17 mil alunos ficaram sem aulas na Maré. No ano passado, foram 38 paralisações provocadas pela violência. O Rio está há quatro meses sob intervenção federal na segurança. A chegada dos militares parece não ter intimidado os chefes do crime. Apesar da promessa de reforço na inteligência, a polícia insiste na tática do bangue-bangue.” (Globo)

Hoje faz 100 dias que a vereadora Marielle Franco foi assassinada, no Rio. A polícia ainda não tem uma conclusão.

Compartilhe:

A história das crianças latino-americanas vai piorar. Um grupo de advogados está tentando montar o quebra-cabeças da reunificação de pais com seus filhos, separados ao cruzar ilegalmente a fronteira dos EUA desde 5 de maio. Ao todo, a conta está 2.300 crianças. Até agora, não conseguiram reunificar uma única família. “Ou o governo não planejou como reunir essas famílias depois, ou não estava nem aí”, comenta uma das advogadas. Ao menos, esta é a impressão do momento. Os destinos de pais e filhos parece não ter sido documentado — se foi, o governo ainda não o demonstrou. Nos casos das crianças muito pequenas, há ainda o receio de que não sejam capazes de informar o nome completo de seus pais. (Washington Post)

Enquanto isso... Os EUA passaram o dia tentando interpretar por que, ao visitar as crianças, a primeira-dama Melania Trump achou por bem vestir um casaco com a frase pintada ‘Eu não estou nem aí. E você?’ Alguns a consideraram insensível com as famílias. Outros sugerem que o destino do recado era seu marido. (New York Times)

E... A história por trás da forte capa da Time, desta semana. (Estadão)

Compartilhe:

CBF e PDT tentam controlar Cirozinho Pistola

Tony de Marco

 
Canarinho-Pistola

Compartilhe:

Viver


Era um lance normal. O argentino Gabriel Mercado recuou para o goleiro Willy Caballero, que tentou tocar de volta. Errou feio. Na grande área, o croata Ante Rebić ergueu o pé, bateu de primeira, não perdoou. Golaço. Foi só o primeiro de três, e a equipe já garantiu a classificação para as oitavas de final. A Argentina de Messi tem ainda um fio de esperança. (Melhores momentos.)

Em tempo... O New York Times inaugurou uma forma nova de explicar um gol. O segundo croata, de Modrić.

Christian Leblebidjian, La Nación: “Só Lionel Messi saberá o que lhe ocorre quando se isola, não participa, quando parece desaparecer em campo. Certo: seus colegas de Barcelona dizem que isso também acontece lá, que ele se dá ao luxo de caminhar por vários minutos, mas que em algum momento algo liga e ele define o jogo. Por muitos anos, as perguntas que fizemos ao observar que ele não rende na seleção como na Espanha se repetem. ‘Quem seria o melhor parceiro para Messi?’ ‘Por que ninguém consegue fazer um serviço?’ ‘Qual esquema ou posição é melhor para Leo?’ Sempre tentamos encontrar respostas nos outros. Porque — claro — Messi é o melhor jogador do mundo. Por isso, aqueles que tiveram de se adaptar ao jogo foram seus companheiros. Aqueles que tiveram de tentar apoiá-lo foram os técnicos. Supostamente, Messi chegava melhor do que nunca nesta Copa. Sua preparação pessoal, o entrosamento com os colegas. Mas algo continua a falhar. Qualquer semelhança com situações parecidas na relação entre Messi e a seleção nos últimos dez anos não é mera coincidência. É hora de o 10 assumir as mesmas responsabilidades que os outros. Ele também faz parte do problema.”

Já na Espanha... “Messi não merece esta Argentina.”

E a internet não perdoa. A web explodiu em memes após o novo tropeço de nossos hermanos argentinos.

Enquanto isso... O Nexo mostra como a Croácia assumiu o legado da extinta Iugoslávia no futebol. O país começou a ter destaque internacional no esporte logo após a independência, na década de 1990, e participa de sua quinta Copa do Mundo.

Quem também se classificou para a próxima fase do torneio foi a França, uma das favoritas ao título. Ganhou de 1 a 0 da seleção peruana, que deu adeus ao campeonato. Quem marcou foi a estrela Kylian Mbappé, de 19 anos, o jogador mais jovem a fazer gol pelos bleus em Mundiais. (Melhores momentos.)

Já o jogo entre Dinamarca e Austrália terminou em empate, mas não sem emoção. Pela segunda vez na Copa, o árbitro de vídeo marcou um pênalti contra os dinamarqueses. Foi o que ajudou os australianos a empatarem o jogo em 1 a 1. As equipes seguem na disputa pela segunda vaga do grupo C — a primeira ficou com a França. (Melhores momentos.)

O jogo para assistir hoje: o nosso, é claro. A seleção brasileira enfrenta a Costa Rica logo mais, às 9h. E haverá mudanças no time: Danilo foi diagnosticado com uma lesão e será substituído por Fagner na lateral direita. O zagueiro Thiago Silva volta como capitão da equipe. Tal qual na Copa brasileira.

Aliás... Ontem à noite, um assessor do presidente da CBF quebrou um copo na cabeça de um torcedor que o criticava, conta Ancelmo Gois. (Globo)

O jogo para assistir amanhã: Alemanha e Suécia, às 15h. Depois da derrota para o México na estreia, a dona do título e favorita ao bicampeonato precisa correr atrás do prejuízo. A última vez que a seleção ficou duas partidas sem balançar as redes em uma Copa do Mundo foi em 1978.

O jogo para assistir domingo: Polônia e Colômbia, às 15h. A seleção polonesa, que era vista como uma das favoritas à classificação, perdeu para o Senegal na estreia e precisa ganhar para ter chance. A Colômbia também perdeu, para o Japão, e vai com tudo atrás da vitória. O jogo promete ser disputado.

Romelu Lukaku, atacante belga: “Lembro do momento exato em que soube que estávamos quebrados. Ainda consigo visualizar minha mãe na geladeira e seu olhar. Eu tinha seis anos, cheguei em casa para almoçar durante o intervalo da escola. Ela me dava a mesma coisa todos os dias: pão e leite. Quando você é criança, nem pensa sobre isso. Mas acho que era tudo que podíamos comprar. Naquele dia, cheguei, entrei na cozinha e vi minha mãe à geladeira com uma caixa de leite. Como sempre. Mas, naquele, ela estava misturando. Balançando, sabe? Não entendi o que estava acontecendo. Ela me trouxe o almoço sorrindo, como se tudo estivesse bem. Mas eu percebi na hora o que estava acontecendo. Ela estava misturando água no leite.” A Bélgica joga sua segunda partida, contra a Tunísia, amanhã às 9h. O ensaio inteiro de Lukaku, no original em inglês, e traduzido para o português.

Compartilhe:

Cultura


Em São Paulo, o rapper Don L apresenta hoje o disco Roteiro pra Aïnouz Vol. 3 no Sesc Pinheiros. Toninho Horta e Yuri Popoff, dois gigantes da música instrumental, se apresentam hoje e amanhã no JazzB. E domingo, no Sesc Belenzinho, o dia é de rabeca: Thomas Rohrer e Nelson da Rabeca lançam o disco Tradição Improvisada no teatro.

No Rio, Hamilton de Holanda homenageia Dona Ivone Lara com seu Baile do Almeidinha hoje, no Circo Voador — amanhã, a noite especial tem Tom Zé e Rogério Skylab. No sábado, Mano Brown e Criolo se apresentam em um encontro de gerações do rap nacional, na Fundição Progresso. E no domingo, tem aula de passinho no IMS, como parte da exposição Corpo a Corpo.

Para mais indicações culturais, assine a newsletter semanal da Bravo!

Compartilhe:

Um vulcão está para entrar em erupção na Ilha Nublar, lar dos dinossauros. E as personagens de Chris Pratt e Bryce Dallas Howard estão de volta para resgatar a velociraptor Blue em Jurassic World: Reino Ameaçado (trailer). No francês O Amante Duplo (trailer), de François Ozon, uma jovem sexualmente reprimida se apaixona pelo psicanalista, que tem um irmão gêmeo. A trama perfeita, para o típico thriller erótico de Ozon. Veja as outras estreias da semana.

Compartilhe:

Cotidiano Digital


Um funcionário da Tesla demitido no fim de semana está em confronto direto com o fundador e CEO, Elon Musk. Musk o acusa de ter sabotado a fábrica, divulgado informações confidenciais e hackeado os sistemas. Martin Tripp, um técnico de 40 anos, nega sabotagem. Afirma, o contrário, que denunciou à imprensa o fato de que a companhia gera uma quantidade imensa de lixo e que o controle de qualidade é frágil, permitindo levar às ruas carros com sérios problemas de segurança. A Tesla abriu processo contra Tripp, que ao saber disparou um email para Musk. “Você vai ver o que lhe espera por conta das mentiras que contou ao público e a seus investidores”, afirmou. O executivo respondeu: “Me ameaçar faz apenas as coisas piores para você.” Ainda não está claro quem tem razão.

Compartilhe:

Muito em breve, os canais de YouTube com mais de 100 mil assinantes poderão cobrar um valor mensal — US$ 4,99 — por conteúdo extra. Começa nos EUA. Não é a única ferramenta nova de monetização lançada. Canais com mais de 10 mil assinantes poderão vender merchandising com suas marcas.

Compartilhe:

O Vivo NEX S é o primeiro smartphone sem moldura. A tela ocupa todo o espaço da frente. Ou quase lá.

Compartilhe:

Nessa lanchonete de San Francisco, um robô monta os búrgueres. Foi o dono que desenhou a máquina. Vídeo.

Compartilhe:


Share Tweet


Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.





22 de junho de 2018
Consultar edições passadas