Newsletter

Edição de Sábado: A política da vingança

Os versos de Chico Buarque vieram à mente do conselheiro Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho na terça-feira de julgamento no Conselho Nacional de Justiça, o CNJ: “Roda mundo, roda-gigante. Rodamoinho, roda pião. O tempo rodou num instante”. A imagem de uma imensa roda empurrada ladeira acima, que muda de direção e passa por cima de quem a empurrava, dava ao conselheiro uma perspectiva menos comezinha e mais poética sobre o que ocorria no plenário. Na visão de muitos dos presentes, o relatório apresentado pelo corregedor Luís Felipe Salomão contra magistrados da Operação Lava Jato tinha ares de vingança. O texto destrinchava mandos e desmandos da força-tarefa. “Mais do que a imagem da vingança, eu prefiro ver esse processo político como uma roda-viva”, disse o conselheiro ao Meio, após o julgamento.

Israel ataca alvos militares no Irã

Governo de Teerã diz ter abatido três drones e que não houve danos expressivos, enquanto Tel Aviv não comenta o incidente. EUA teriam sido avisados previamente e não apoiaram a operação. Justiça derruba decisão do CFM que dificultava o acesso de mulheres ao aborto legal. Novo álbum de Taylor Swift chega às plataformas já com recordes quebrados. E Meta lança nova geração do Llama, sua ferramenta de IA.

Moraes e Lira têm reunião tensa na Câmara

Encontro aconteceu fora a agenda, em um momento no qual parlamentares elevam o tom de confronto com o STF. Às vésperas de votações de vetos, Lula libera R$ 2,4 bilhões em emendas, principalmente para aliados. Governo paulista troca professores por IA na elaboração de aulas online. Empresa ligada à Hyundai apresenta androide que vai ser usado em fábricas. E confira as estreias de hoje nos cinemas.

‘Mapa de apoios está desfavorável ao Irã e sua visão de futuro’, diz Abbas Milani

O professor Abbas Milani nasceu no Irã. Foi preso pelo regime do xá Reza Pahlavi. Depois, perseguido pelo regime islâmico do aiatolá Khomeini. Buscou abrigo nos Estados Unidos na década de 1980, de onde nunca deixou de lutar por uma democracia em seu país de origem. Chegou a prestar consultoria a George W. Bush e Barack Obama, numa louvável disposição de colaboração bipartidária. Seu conselho sempre foi o mesmo: o Irã deve se reencontrar com um regime democrático, secular, por sua própria conta. Sem interferências externas.

Contra STF, Senado vota por criminalizar posse de drogas

Proposta, que segue agora para a Câmara, vai na contramão da maioria já formada no Supremo para diferenciar usuários de traficantes. Lira prepara pacote de retaliação ao governo após demissão de primo em Alagoas. Estudo mostra que escolas com maioria de alunos negros têm infraestrutura pior. Documentário brasileiro sobre ianomâmis entra em mostra paralela do Festival de Cannes. E a internet no Brasil só chega com boa qualidade a 22% da população.

Governo recua e reduz meta fiscal para 2025

congresso

Projeto da LDO enviado ao Congresso prevê déficit zero no ano que vem, em vez do superávit prometido pela equipe econômica. Corregedor do CNJ afasta juízes e desembargadores ligados à investigação da Lava Jato. Reação ao ataque iraniano divide o governo de Israel. Universidades federais entram em greve. Salman Rushdie exorciza em livro atentado que sofreu em 2022. E a Apple perde a primazia no mercado de smartphones.

Líderes mundiais tentam conter conflito entre Israel e Irã

Em retaliação pelo bombardeio de sua embaixada em Damasco, Teerã lançou centenas de drones e dezenas de mísseis em seu primeiro ataque direto ao território israelense, mas 99% foram abatidos pelas defesas de Israel e de aliados. Começa nesta segunda-feira o julgamento de Donald Trump por fraude contábil. Desmatamento cai na Amazônia e cresce no Cerrado. Filme com Wagner Moura lidera as bilheterias nos EUA. E a Meta testa chatbot de IA no WhatsApp.

Edição de Sábado: A ideologia de Elon Musk

Elon Musk e alguns de seus pares do Vale do Silício têm uma visão muito específica do que é liberdade e do sistema político que lhes permite atuar sem qualquer regulação. Isso quer dizer que estão a serviço de uma rede global de extrema direita? Bem, sim e não. As ideologias não são as mesmas. Mas definitivamente têm pontos de contato. É uma aliança de conveniência. A Edição de Sábado esmiuça como pensam os libertários das big techs e os pontos de encaixe dessa ideologia com a extrema direita.

Lira declara guerra a Padilha

Presidente da Câmara chamou o ministro da Relações Institucionais de “desafeto pessoal” e “incompetente”. Confronto foi agravado pela atuação de Padilha para que os deputados mantivessem a prisão de Chiquinho Brazão. Lula veta parte do projeto que acabava com a “saidinha” de presos e abre novo flanco de atrito com o Congresso. STF decide de estados são responsáveis pelas mortes em ações policiais. Morre O.J. Simpson, astro do esporte e das telas acusado de matar a ex-mulher. E a Apple alerta para ataques a iPhones em 92 países.

Câmara mantém preso suspeito da morte de Marielle

Oposição e Centrão defendiam soltar Chiquinho Brazão para “dar um recado” ao STF, que mandou prendê-lo. Alexandre de Moraes diz que “liberdade de expressão não é liberdade de agressão”, mas, nas redes, Elon Musk está vencendo a briga. Brasil ultrapassa 3 milhões de casos de dengue. Meta anuncia nova geração de chips de IA. E confira as estreias desta quinta-feira nos cinemas.