Ponto de Partida

Esteja você na direita ou na esquerda, comece por aqui. Pedro Doria explica didaticamente o início, o fim e o meio da política nacional.

Segundas, quartas e sextas, sempre ao final do dia.

Mas é problema o Enem ser de esquerda?

Não dá para ignorar que, para adolescentes progressistas, o Enem se torna mais intuitivo — os conservadores precisam fazer um esforço a mais para ignorar suas convicções. É justo? E vamos falar um pouco mais da esquerda identitária.

A esquerda que nasceu na internet.

Ciro Gomes reapareceu esses dias, e reapareceu criticando Lula e fazendo troça da ministra Anielle Franco. Anielle tinha dito que a expressão buraco negro era racista. O Ciro está certo, claro. Buracos Negros, os fenômenos que ocorrem no Cosmos, têm entre suas características o fato de que sugam toda a luz. Na ausência de luz fica tudo escuro, é impossível ver. Mas tem um outro aspecto que é possivelmente mais importante nesse debate. A frustração do Ciro com os movimentos identitários não é nova. É antiga, já. E ele não está sozinho. Muita gente na esquerda se irrita com esses movimentos.

O Enem é de esquerda?

Deixa eu ler uma pergunta pra vocês. Caiu no Enem.

Vamos falar dos palestinos?

Uma pesquisa revela exatamente o que pensava a população da Faixa de Gaza sobre seus líderes — tanto Fatah quanto Hamas — imediatamente antes do ataque feito pelos terroristas a Israel. E, não, a imagem não era nada positiva. Há um outro líder, uma terceira via, que os palestinos gostariam de testar no poder. E ele está preso em Israel. Pode ser a saída futura para a paz.

As imagens do ataque a Israel.

Essa manhã eu peguei um avião para São Paulo com uma única missão. Assistir a uma coleção de vídeos coletados dentre os muitos produzidos no Pogrom do Hamas, no último 7 de outubro. No total, são 43 minutos. Em alguns momentos, é quase intolerável assistir.

Gasta, Lula. Gasta que o Centrão gosta

O presidente Lula afirmou que dificilmente o governo federal chegará à meta do déficit zero em 2024. Isso quer dizer o seguinte, bota num lado da conta tudo o que o governo vai gastar, no outro lado tudo que vai receber. Segundo o presidente, o resultado vai ser negativo. O governo vai gastar mais do que arrecada, porque, segundo Lula, ele não vai fazer cortes em obras que são prioritárias.

Milícias são política de Estado?

Um debate importante: milícias ocorrem porque o Estado está ausente ou porque elas são a política do Estado? Mais: como nasceu o nacionalismo palestino. E onde liberais e socialistas se encontram. Ou não.

Milícias do Rio, Bolsonaro e o Brasil

No início de outubro, três médicos foram assassinados a tiros na Barra da Tijuca. Esse bairro fica na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Um quarto foi baleado e internado. Um dos mortos era irmão de uma deputada federal. Agora, na segunda-feira desta semana, 35 ônibus foram incendiados no Rio. Também na Zona Oeste.

A surpresa de Milei na Argentina

Tem coisas que só acontecem na Argentina. Quem poderia imaginar que o ministro da Fazenda que gerencia uma inflação anualizada de 138% em setembro, que deixou 40% da população na pobreza, chegaria em primeiro na briga do segundo turno? Como foi que Sergio Massa chegou em primeiro? E quão parecido com Bolsonaro é Javier Milei? Vem comigo.

Falando sério sobre Israel e Palestina

Foi a maior chacina de judeus desde o fim da Segunda Guerra. Para alguns, o pogrom do Hamas trouxe dores ainda muito vivas. Gaza já conta com milhares de mortos num bombardeio que não para. Ajuda humanitária não entra. Neste conflito, a última coisa que se deve fazer é comparar dor. Quem o faz, alimenta o ódio do outro e se afasta da possibilidade de paz.