Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.





Share Tweet
4 de outubro de 2016
Consultar edições passadas

4 de outubro de 2016

Foram os eleitores mais velhos que deram a vitória a João Doria, em SP

O Meio teve acesso a números e cortes da pesquisa de boca de urna do Ibope em São Paulo e no Rio de Janeiro. Eles revelam dados mais profundos do que os geográficos, pintando um perfil mais preciso dos eleitores e de suas preferências.
 
O que mais chama atenção, no caso paulistano, é como são parecidos os eleitores de João Doria e Fernando Haddad em quase todos os cortes. Pouco mais da metade dos que escolheram um e outro foram mulheres. Dentre os votos do petista, 11% estão nas camadas mais pobres da população. O mesmo percentual para o tucano. Já 30% dos votos do atual prefeito são dos mais ricos. Para o futuro prefeito é só um pouco mais, 35%. 48% dos eleitores de Haddad têm ensino superior, assim como 44% dos eleitores de Doria. Dentre aqueles que foram até a 4ª série, em ambos os casos, 6%. No Centro, nas Zonas Norte, Oeste e Sul a distribuição percentual dos votos é muito parecida. Haddad teve uma concentração maior de eleitores em uma ponta da Zona Leste e, Doria, na outra.
 
A característica demográfica que os distingue é a etária. Dentre os eleitores de Haddad, apenas 17% têm mais de 55. São 26% dos eleitores de Doria. Na faixa anterior, entre 45 e 54 anos, é 15% contra 20%. É aí que está a diferença. Foi o fluxo dos eleitores mais velhos, de todos os extratos sociais e em todas as regiões que puseram o PSDB no comando paulistano.

Publicamos a tabela completa com o perfil dos eleitores de João Doria e Fernando Haddad no Facebook do Meio.

Eleitor de Freixo e de Crivella têm perfis radicalmente distintos

A típica eleitora de Marcelo Freixo é mulher (62% de suas eleitoras), jovem (53% com menos de 34 anos), ensino superior completo (66%), mora entre a Zona Sul e Santa Teresa ou Tijuca (63%) e está na faixa de renda familiar mais alta, acima de 5 salários mínimos (47%).
 
Já a pessoa que escolheu Marcelo Crivella tem um perfil mais próximo do carioca médio. 52% são mulheres e 48%, homens. A distribuição pelas faixas etárias é distribuída de forma equânime: 12% com menos de 24 anos, 21% até 34, outros 21% até 44, mais 21% até 54 e 25% com mais do que isso. Metade de seus eleitores têm ensino médio completo e 66% vive em famílias que recebem entre 1 e 5 salários mínimos. 34% são da Zona Oeste, 20% da Leopoldina, 7% vivem na Zona Sul e 6%, na Tijuca.
 
Não podiam ser pessoas mais diferentes.

Publicamos a tabela completa com o perfil dos eleitores de Marcelo Crivella, Marcelo Freixo e Pedro Paulo no Facebook do Meio.

Curtas

De quem é a culpa pela derrota de Fernando Haddad? Análise da jornalista Vera Magalhães, em seu Facebook.

Para ler com calma: Julia Duailibi conta, na Piauí, como João Doria se tornou candidato a prefeito.

Ferramenta do Estadão permite ver o desempenho de cada partido em todos os municípios do Brasil.

O desalento dos eleitores de esquerda em Porto Alegre.

Em carta dura, dirigentes da Rede criticam Marina Silva e deixam partido. Acusam a sigla de não se posicionar a respeito de nada.

Bye bye, baby

A premiê britânica Theresa May marcou para o final de março próximo o momento em que o Reino Unido ativará o artigo 50 do Tratado de Lisboa. E, assim, Londres começará a deixar a União Europeia. Tem um prazo de dois anos.

Um estudo do próprio governo indica que deixar a UE custará um PIB 6,2% menor em 2030. Dá quase R$ 20 mil a menos, anualmente, para cada família britânica.

Duelo dos vices

Você talvez não saiba quem são Tim Kaine ou Mike Pence. Mas um dos dois se tornará vice-presidente dos Estados Unidos em janeiro. Kaine (senador democrata pela Virgínia) e Pence (governador republicano de Indiana) se encontram hoje, às 22h (de Brasília), para um debate. Washington Post e CNN estão entre os que farão a transmissão ao vivo pelo YouTube. Quem prefere assistir e debater ao mesmo tempo pode recorrer à transmissão via Twitter.

Aliás… Hillary Clinton ampliou sua vantagem sobre Donald Trump.

Viver

Um Nobel japonês

Células, complexas como são, têm um sistema chamado autofagia. Comem partes de si mesmas. Quando há falta de nutrientes, quebram proteínas internas para produzir energia. O mesmo processo aparece quando há invasão por vírus e bactérias. Engolem e quebram em pedaços. Quando partes delas mesmas dão defeito, são também engolidas e quebradas. E, quando este processo não funciona, surgem algumas formas de câncer, de doenças degenerativas ou imunológicas. Autofagia funcionando mal está também por trás do envelhecimento.
 
O biólogo japonês Yoshinori Ohsumi venceu o Nobel de Fisiologia e Medicina por ter sido o primeiro a explicar o processo em detalhes.

O fim do HIV?

Um paciente britânico de 44 anos parece ter sido curado de Aids com os testes de novo tratamento.

A quarta orientação sexual

Se a bandeira do arco-íris simboliza o movimento gay, preste atenção nesta outra: são quatro faixas horizontais. De cima para baixo, preta, cinza, branca e roxa. São os assexuais. Não se interessam sexualmente por ninguém. Compõem aproximadamente 1% da população.

Cotidiano Digital

De olho no Google

Vale prestar atenção, hoje, no evento que o Google planeja realizar. Ocorrerá às 13h (de Brasília) e será transmitido ao vivo pelo YouTube.
 
Sempre que a Apple organiza um lançamento de produtos tem gente que se anima. O Google quer um pouco do mesmo tratamento e sabe que precisa se mexer para chamar atenção.
 
Se os rumores estiverem corretos, deve lançar hoje dois celulares, um tablet, uma plataforma de realidade virtual, uma solução para WiFi caseiro que não dê problema, além do Google Home, uma máquina para ficar na sala que funcionará como um assistente particular digital e que obedece a instruções de voz. A ver.

Cultura

Curtas

Vai ter disco novo dos Rolling Stones.

A nova temporada de MasterChef começa hoje, às 22h30, na Band.

Errata: diferentemente do que afirmou o Meio, ontem, Game of Thrones entra na penúltima temporada em 2017. Ainda não é a última.

Após vitória de 3 x 2 sobre o Santa Cruz, Palmeiras abre vantagem de três pontos sobre o Flamengo. Confira os melhores momentos.

Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.





Share Tweet



Consultar edições passadas