Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.





Share Tweet
21 de outubro de 2016
Consultar edições passadas

21 de outubro de 2016

O que ocorre após a prisão de Cunha

Eduardo Cunha passou boa parte do primeiro dia como prisioneiro lendo seu processo. Segundo relato de dentro da carceragem obtido pela Folha, não treme ou demonstra nervosismo. É uma descrição que soaria bem familiar aos congressistas. É um homem que se dedica a estudar, conhecia profundamente as legislações que punha em votação. E é frio. Um de seus primeiros atos foi constituir, como advogado, Marlos Arns. Negociador da delação premiada de executivos da Camargo Correia, é um especialista. Se uma delação vier, o acordo será muito demorado.

No Planalto há dois temores. Um de curto prazo, o outro de longo. O temor imediato é paralisia do Congresso. Na Câmara, pelos cálculos iniciais dos próprios deputados ouvidos pelo Globo, Cunha poderia delatar até cem parlamentares. Muitos têm medo. Mas o governo Temer precisa de um Congresso capaz de votar projetos difíceis, como a PEC do Teto e reformas Política e da Previdência. Se a negociação para conquistar os votos necessários já é difícil em condições normais, com uma bomba relógio do tamanho de Eduardo Cunha, ela aumenta.

A longo prazo o receio é pior. Antes de chegar à presidência da Câmara, Cunha foi próximo de Michel Temer. Ele tem ligações e inimizades com muitos na cúpula do governo. Mesmo num processo de delação lento, há vazamentos. Na pior das hipóteses, o temor é de que presidência Temer comece a enfraquecer como ocorreu com a de Dilma.

E, neste cenário, pode ganhar força o processo que já corre no Tribunal Superior Eleitoral contra a chapa Dilma-Temer.
 

Curtas

José Casado explica a acusação que levou Cunha para o cárcere. (Globo)

Patrimônio de Cunha é 53 vezes maior do que o declarado, segundo investigação. (Estadão)

Eliane Cantanhêde pergunta: se todo mundo sempre soube exatamente quem é Eduardo Cunha, como pode ele ter voado tão alto? (Estadão)

Até a noite de quarta-feira, já haviam sido repatriados R$ 61,3 bilhões. Mas como não houve acordo com os governadores, as mudanças na Lei de Repatriação não passaram pelo Congresso. O perdão parcial para quem tem recursos não declarados no exterior era uma das táticas do governo para aumentar o caixa. Os estados querem um naco maior do dinheiro das multas. Sem a aprovação, há incerteza jurídica sobre como tributar. E, neste momento, há novo obstáculo. Os bancos estão sem estrutura para processar todos os pedidos até o prazo final em 31 de outubro.

Debate em Porto Alegre, hoje, entre os candidatos à prefeitura. Marcado para 22h30, será transmitido pela Folha e pelo UOL.

E o humor num gif animado.

Ibope

Rio de Janeiro: Marcelo Crivella (PRB) conta com 46% das intenções de voto contra 29% de Marcelo Freixo (PSOL). A diferença entre os dois caiu bastante, nove pontos, se comparada com o levantamento do dia 10. O número de brancos e nulos se manteve estável em 21%.

Belo Horizonte: Alexandre Kalil (PHS) tem 41% contra 35% de João Leite (PSDB). Estão empatados no limite da margem de erro mas, no primeiro turno, Leite terminou à frente. Se houver virada, é má notícia para Aécio Neves.

Aracaju: Valadares Filho (PSB) leva 44% contra 41% de Edvaldo Nogueira (PCdoB).

Pesquisa da CNN indica que Hillary venceu o último debate contra Trump. (Estadão)

Viver

Pesado temporal atingiu São Paulo na noite de quinta-feira. Um homem morreu eletrocutado. Vários bairros ficaram sem luz e internet pelo celular.

Ministério Público pede à Justiça que executivos da Samarco, Vale e BHP respondam por homicídio e mais 12 crimes ambientais, por desastre na barragem de Mariana (MG).

Após liminar, o Uber volta ao preço normal em São Paulo. Ao menos por enquanto.

Descoberta muda a história dos dinossauros australianos.

Fotografias registram a Tóquio marginal da década de 1980.

Tudo voltou a ser como antes e o STJD anulou a impugnação do Fla-Flu da semana passada. Assim, o Flamengo volta a estar a quatro pontos de distância do Palmeiras no Brasileirão. O Fluminense reclama.

ERRATA: Diferentemente do publicado no Meio, ontem, o Palmeiras empatou com o Grêmio. O resultado levou, de fato, à saída da equipe paulistana da Copa Brasil. Mas não por derrota.

Cultura

Novo álbum de Leonard Cohen, You Want it Darker, chega hoje às lojas e ao Spotify.

O novo de Lady Gaga também entrou no Spotify.

No Netflix, estreia hoje a terceira temporada da série Black Mirror. Assista ao trailer.

Na Fox, estreia domingo a sétima temporada de The Walking Dead. Trailer.

Dentre as novidades de cinema, o destaque é Jovens, Loucos e Mais Rebeldes, a incursão do diretor Richar Linklater (Boyhood) no mundo adolescente dos anos 1980. Veja o trailer ou os outros filmes que entram em cartaz.

Heavy Metal em tupi?

Cotidiano Digital

Switch, o console de videogames anunciado ontem pela Nintendo, liga na TV mas também é portátil. Um jogo pode começar na sala e terminar no restaurante. O vídeo mostra. Chega às lojas em março próximo.

O WhatsApp para iPhone, em nova versão, permite que convites para grupos sejam enviados por links.

Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.





Share Tweet



Consultar edições passadas