Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.





Share Tweet
2 de novembro de 2016
Consultar edições passadas

Uma edição mais curta para o Dia de Finados. Nela, apresentamos os caminhos além dos partidos que a esquerda brasileira tenta explorar para se reerguer.

2 de outubro de 2016

Mais de mil escolas paradas

O único levantamento sobre o número de escolas públicas ocupadas no Brasil é de 28 de outubro e foi realizado pela União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES). Eram 1.197, 843 delas no Paraná. Este número já diminuiu, embora não esteja claro em quanto.
 
O ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, reclamou de ter que mudar locais de votação no segundo turno. O MEC anunciou o adiamento da prova do Enem, que ocorre neste fim de semana, em 304 escolas do país.
 
Os alunos protestam contra a PEC do Teto, a reforma do ensino médio e o movimento Escola sem Partido. Produziram pelo menos uma líder, a paranaense Ana Júlia Ribeiro. Aos 16 anos, a moça fez um discurso emocionado na Assembleia Legislativa e, articulada, driblou em retórica o presidente da Casa. (Aos 6m50s do vídeo.) Depois, a estudante desfilou por Brasília com senadores petistas e atraiu a ira dos anti-petistas.
 
A ocupação gerou um morto, o estudante Lucas Eduardo Araújo Mota, que apareceu assassinado numa das escolas de Curitiba. Outro aluno cometeu o crime, segundo a polícia, após ambos dividirem um microponto de LSD.  
 
Ainda é difícil fazer um balanço geral e, entre políticos de um lado e do outro, o movimento é rapidamente pasteurizado, transformado em frases de efeito nas narrativas de heróis e vilões. Descolando-se dos discursos políticos de sempre, porém, um fato permanece de pé: 1.197 escolas ocupadas por estudantes é um número que impressiona. O movimento é real.
 

Uma nova esquerda?

Enquanto os estudantes se mexem, também fora dos partidos, está nascendo um processo de repensar a esquerda brasileira.
 
Quero Prévias é o nome do movimento puxado por Marcos Nobre, professor de Filosofia da Unicamp, que vem se mostrando um dos principais pensadores independentes da esquerda política. O objetivo é juntar cadastrados o suficiente para pressionar os partidos de esquerda a concordarem com candidato único à presidência escolhido em eleições primárias.
 
Uma leitura curta: E se existir outra maneira de pensar economia à esquerda? (Folha)
 
Uma leitura longa: Ruy Fausto pensa a reconstrução da esquerda. (Piauí)

Sim. Estes são Barack e Michelle Obama dançando ao som de Thriller.

Cultura

111 Vigília Canto Leitura é o nome da obra assinada por Nuno Ramos. Começou a ser transmitida ao vivo pelo Facebook às 16h de ontem e permanecerá até 16h de hoje, dia 2. Um convidado após o outro se senta perante a câmera e lê os nomes dos 111 mortos pela polícia durante a invasão do Carandiru. O primeiro foi o diretor de teatro José Celso Martinez Correa e, entre os convidados, estão o jornalista Marcelo Tas, o músico Paulo Miklos, a atleta Daiane dos Santos, as atrizes Bárbara Paz e Marina Person, o escritor Ferrez, entre outros. Em setembro, o julgamento dos PMs responsáveis pelo massacre foi anulado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Está nas livrarias a edição de luxo de O Saci. É o terceiro volume publicado pela Biblioteca Azul, que está relançando com capa dura os clássicos infantis de Monteiro Lobato. Para quem tem filhos e não encontrou num sebo as edições originais, estes livros trazem de volta os desenhos dos ilustradores escolhidos originalmente pelo escritor: Jean Gabriel Villin, J. U. Campos e o grande André Le Blanc. Nestes tempos em que os brios nacionalistas sugerem substituir o Halloween pelo saci, nada mais apropriado. Afinal, quem mergulhou no folclore para detalhar o personagem foi justamente Lobato. (Folha)

Viver

Como são feitas as múmias de hoje, pelo trabalho de fotógrafos da National Geographic, em Papua-Nova Guiné.

Ontem ocorreu um golaço. Aos 3.40s.

Uma mulher vai dirigir a seleção brasileira de futebol feminino pela primeira vez. É Emily Lima.

Cotidiano Digital

Bom serviço do Estadão: tire suas dúvidas sobre a bateria do celular.

O Spotify vai ficar mais caro.

Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.





Share Tweet



Consultar edições passadas