Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.





Share Tweet
20 de janeiro de 2017
Consultar edições passadas

20 de janeiro de 2017

As consequências da morte de Teori Zavascki

O avião bimotor que levava a bordo o ministro Teori Zavascki, do STF, caiu no mar, ontem, na região de Paraty, pouco antes das 13h45. Chovia torrencialmente. A aeronave, que saíra de São Paulo para a cidade histórica, pertencia a Carlos Alberto Filgueiras, dono do hotel Emiliano, amigo do ministro, que também estava a bordo. Teori era relator dos casos envolvendo réus com foro privilegiado da Operação Lava Jato. Ministério Público e Polícia Federal instauraram inquéritos para investigar o acidente. (Globo)

A regra do Supremo determina que a relatoria da Lava Jato seja herdada pelo ministro que suceder Teori Zavascki. Mas há dois problemas. O primeiro, que ele seria indicado pelo presidente Michel Temer, que tem interesse direto no resultado do julgamento. O segundo é que demoraria. Da última vez em que um ministro morreu, no governo Lula, foram 45 dias para seu sucessor tomar posse. A Lava Jato iria parar antes mesmo da homologação das delações dos executivos da Odebrecht.
 
Há uma solução. Segundo o professor da FGV-SP e coordenador do Supremo em Pauta, Rubens Glizer, a presidente Cármen Lúcia pode mudar a interpretação da regra. Vai ser preciso brigar. A própria ministra, por comandar o STF, e Gilmar Mendes, por presidir o TSE, estariam vetados. E os ministros mais recomendáveis seriam Luís Roberto Barroso ou Celso de Mello, por já serem revisores da Lava Jato e conhecerem o processo. (Estadão)
 
Segundo avaliação do Jota, Cármen tem espaço para fazer a distribuição, sim, desde que dentro da turma da qual o ministro fazia parte. É lá em que está Celso de Mello.
 
Mas… o risco de os políticos conseguirem atrapalhar a Lava Jato é real. (Folha)

Embora, como lembra Vinicius Torres Freire, será impossível disfarçar qualquer tentativa de manipular o processo. (Folha)

E o presidente Michel Temer planeja indicar o sucessor imediatamente, informa Jorge Bastos Moreno. (Globo)

Após seis dias de rebelião, o Batalhão de Choque da polícia entrou no presídio de Alcaçuz, em Natal. Há mortos, mas nenhum número foi confirmado. (Folha)

Donald Trump tomará posse, hoje, como 45º presidente dos Estados Unidos. A GloboNews começará a transmissão pela TV ou via GloboSat Play às 13h. O site da Casa Branca fará transmissão oficial, em inglês.

Por que Trump pode dar certo: como executivo, sempre se preocupou com a visão estratégica e delegou os detalhes da execução para a equipe. Ele também sabe jogar charme e conquistar, traço importante na lida com deputados e senadores.

Por que Trump pode dar errado: dado a escândalos contínuos, a provocações impensadas e com um passado nebuloso, o novo presidente pode ter de enfrentar um impeachment.

Após 22 anos como ditador e tendo reconhecido a derrota nas eleições de 3 de dezembro, o presidente de Gâmbia Yahya Jammeh se recusa a deixar o governo para o mandato que encerra hoje. Tropas de paz senegalesas, sob o comando da ECOWAS (Comunidade Econômica dos Países da África Ocidental), entraram ontem no território do país vizinho para forçar a transição. É um teste do compromisso desta jovem entidade com a democracia.

Tony de Marco
Desgoverno Brasileiro

 

Viver

É possível driblar o envelhecimento? Cresce o grupo de cientistas e estudos dedicados ao tema. São geneticistas, biólogos moleculares e bioquímicos, entre outros, criando formas de expandir o tempo de vida. Alguns defendem que se pode ter 90 anos com a saúde de 50, outros querem aumentar a idade média (para 150 anos) ou até mesmo ter um organismo de 25 anos de idade – indefinidamente. 

O medo de ser gay na era Trump preocupa o Trevor Project, uma das mais importantes ONG’s americanas de apoio à comunidade LGBT. Trabalham 24 horas entre NY e Los Angeles para evitar suicídios de jovens homossexuais. Receberam 400 ligações só no dia seguinte à eleição do novo presidente. A maioria das chamadas vêm do sul dos Estados Unidos, região tida como mais conservadora.

Quinze ações para reduzir sua emissão de gás carbônico — e ajudar a combater o aquecimento global. O Guardian fez uma lista que inclui, por exemplo, reduzir o consumo de carne e cortar viagens de avião. Só o trecho entre Nova York e Londres, por exemplo, equivale a 25% das emissões de uma pessoa num ano.  

Cultura

No Rio, os destaques culturais da Bravo! vão da peça O Pão e a Pedra, da Companhia do Latão, ao lançamento do disco de Lívia e Arthur Nestrovski e uma pequena mostra de filmes em homenagem a Isabelle Huppert no Instituto Moreira Salles.  

Em São Paulo,shows da banda Mantiqueira, que lança, após 12 anos, o disco Com Calma. Juliana Kehl também lança seu Lua Full, no Sesc Pompeia. É também o fim de semana do 8º Salão dos Artistas Sem Galeria.

No cinema, a principal estreia é do premiado musical La La Land (trailer). Há ainda o documentário Axé: Canto do Povo de Algum Lugar (trailer), de Chico Kertész, que debate o gênero musical com seus representantes, de Daniela Mercury a Caetano Veloso. Veja mais estreias do fim de semana. 

Na TV, os sete filmes da saga Star Wars serão exibidas em maratona no Telecine, a partir de sábado às 10h.

Diretor de filme da Lava Jato diz que vai repensar o roteiro depois da morte de Teori Zavascki. (Folha)

Paul McCartney quer de volta direitos de Hey Jude, Yesterday e The Long and Winding Road. O ex-Beatle está processando a Sony, proprietária das músicas. Paul alega que, segundo a lei americana, direitos de obras criadas antes de 1978 devem voltar a seus criadores após 56 anos — idade que as canções completam em 2018. (Folha)

Cotidiano Digital

Super Mario Run, o novo jogo da Nintendo que é sucesso entre os usuários de iPhone vai ter uma versão Android lançada em março. Para os fãs da Nintendo, vale ver esse pequeno vídeo sobre como Shigeru Miyamoto, criador da franquia Super Mario, pensa o design de seus jogos.

Falando em making-of: A tecnologia da Pixar por trás de Piper, o elogiado curta sobre um filhote de passarinho aprendendo a viver.
 
E a Samsung vai anunciar
 na segunda-feira as causas do estouro de baterias do aparelho Note 7. Livestream em inglês, a partir das 23h de domingo (no Brasil).

Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.





Share Tweet



Consultar edições passadas