Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.





Share Tweet
1 de fevereiro de 2017
Consultar edições passadas

1º de fevereiro de 2017

Eike confessa propina

Em seu primeiro depoimento à Polícia Federal, o empresário Eike Batista confessou ter pago ao ex-governador Sérgio Cabral uma propina de US$ 16,5 milhões através dos doleiros Marcelo e Renato Chebar. A informação, a Lava Jato já tinha. A confissão apenas confirma. O depoimento durou quatro horas, Eike vestia o jeans e camiseta branca do presídio. E, dono de um dos restaurantes mais badalados do Rio, já começou a enfrentar o cardápio de Bangu 9. (Globo)

A cela que ocupa tem 15 metros quadrados e quatro beliches. O Jornal Nacional de ontem apresentou imagens do local. Segundo o Estadão, ao todo seis homens compartilham o espaço, todos presos pela Lava Jato.

Teve ainda a capa do jornal popular Meia Hora.
O filme sobre o ex-bilionário será um “retrato do Brasil”, promete o diretor João Jardim. Ele ainda está trabalhando no argumento do longa, uma adaptação do livro Tudo ou Nada, Eike Batista e a verdadeira história do Grupo X, da jornalista Malu Gaspar. (Globo)
Para ler com calma: “Agora é a travessia em meio a uma enorme crise, mas o que o país está construindo é a força de instituições do combate à corrupção. E isso levará a uma economia mais saudável.” Míriam Leitão conta sobre o que está mudando no Brasil. (Globo)
O nome do novo relator da Lava Jato deverá ser conhecido hoje. O sorteio se dará entre os ministros que participam da segunda turma: Celso de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Possivelmente Edson Fachin se juntará a eles. (Globo)

O PT está rachado por conta da eleição que deve encaminhar o peemedebista Eunício de Oliveira à presidência do Senado, hoje. Parlamentares pragmáticos querem apoiá-lo para garantir cargos na Mesa Diretora. Temem que, sem este espaço, o partido pode perder força política demais. Do outro lado, o grupo puxado por Lindbergh Farias e Gleisi Hoffman traz a militância e diz que não é possível apoiar quem fez o que chamam de “golpe”. (Estadão)

Raposa velha, Eunício diz que o PT terá cargos mesmo que não o apoie. (Globo)

Enquanto isso, Rodrigo Maia enfim reconheceu-se candidato à presidência da Câmara, amanhã.

Os médicos do Hospital Sírio-Libanês constataram uma trombose na ex-primeira-dama Marisa Letícia. Ela foi submetida a uma intervenção para prevenir uma embolia. Ainda segundo os médicos, dona Marisa apresenta “melhora progressiva”. (Folha)

O presidente americano Donald Trump indicou o juiz Neil Gorsuch, de 49 anos, para a Suprema Corte. Trata-se de um conservador que interpreta a Constituição literalmente, seguindo a filosofia de Antonin Scalia – que ele pode suceder. Mas não é um radical de direita, como muitos democratas temiam. Gorsuch foi colega de Obama em Harvard.

Um menino de 5 anos, cidadão americano cuja mãe é iraniana, esteve algemado no aeroporto de Maryland por horas. De Sean Spicer, porta-voz da Casa Branca: “Partir do princípio de que ele não representava risco só por conta de sua idade ou gênero é um erro.”

Cultura

Pedro Almodóvar vai presidir júri do Festival de Cannes. A 70ª edição da mostra ocorre entre 17 e 28 de maio.

A Sony estreia sua série sobre Hugo Chávez, El Comandante. O lançamento começa por países de língua espanhola — no Brasil, em março. Nicolas Maduro, presidente da Venezuela, definiu-a como “lixo imperialista” e propôs um “contra-ataque” — a saber: outra série, The True Chávez. Ele proibiu as emissoras do país de exibir El Comandante.

Cinquenta anos atrás surgia a banda The Doors. O single Break on Through chegou às rádios no início de 1967. Depois, veio Light my Fire. O El País relembra os primórdios da revolucionária banda.

Ainda The Doors: ouça o disco de estreia no Spotify ou no Youtube.

Bob Dylan anunciou que vai lançar álbum triplo em março. Triplicate será uma compilação de 30 sucessos do compositor vencedor do Nobel de Literatura de 2015.

Playlist de mestre: Gilberto Gil criou e compartilhou no Spotify uma lista de músicas só sobre saudade. Vai de Djavan e Tom a Otto e Alcione.

A Rádio MPB FM encerrou suas atividades à meia-noite. Saiu do ar. No Facebook, Caetano Veloso foi um dos primeiros a reagir.

A linda carta de Caymmi para o amigo Jorge.

Viver

Um Tinder para orangotangos. É o projeto de biólogos na Holanda, que criaram um tablet para mostrar imagens de machos à fêmea Samboja. Ela faz parte de um programa internacional de reprodução de orangotangos, mas, não raro, recusa-se a copular quando um macho aleatório é levado até ela. Com o “Tinder”, espera-se que ela própria possa eleger o parceiro. E, assim, os biólogos poderiam entender melhor suas escolhas, digamos, amorosas.

A maior organização de escoteiros dos EUA vai aceitar garotos transgêneros. Trata-se de grande avanço para a centenária Boy Scouts of America, que tem mais de 4 milhões de membros. Agora, vão considerar não a identidade de gênero descrita na certidão de nascimento, mas, sim, aquela declarada pelo escoteiro no ato da inscrição.

Para ler com calma: filha leva a mãe — uma chinesa que viveu durante a Revolução Cultural — a uma loja da Sephora. Sob as leis de Mao, a preocupação com a beleza era tida como traço burguês. O relato mescla a história da revolução chinesa e os passos da mãe na descoberta da beleza.

Galeria: fotos do homem no espaço vão a leilão nos Estados Unidos.  

Cotidiano Digital

A Campus Party começou ontem. São mais de 8.000 acampados e 750 palestrantes. Na abertura, o tom foi de uma edição mais modesta, apesar dos números superlativos. O destaque foi o início do The Big Hackaton, em parceria com a ONU, em que equipes competem para desenvolver tecnologias que resolvam problemas globais.

O principal destaque de hoje deve ser a palestra, às 13h, do gerontologista inglês Aubrey de Grey, que estuda como reparar tecidos do corpo a fim de alcançar uma vida útil indefinida.

Lembrando: As palestras são transmitidas ao vivo via streaming no site Campuse.ro e ficam disponíveis após o evento. Confira as atrações.

Deu-se por encerrada a disputa de jogadores de poker com uma máquina de inteligência artificial. Libratus, a máquina, venceu de lavada os ases do poker, na segunda. Eles perderam US$ 1,8 milhão para o computador após 20 dias de partidas. A Bloomberg conta a história da Libratus e de como a inteligência artificial vem sendo testada em jogos.

Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.





Share Tweet



Consultar edições passadas