Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.





Share Tweet
9 de março de 2017
Consultar edições passadas

9 de março de 2017

PMDB entra em crise

Há uma crise se formando dentro do PMDB. O racha foi provocado pelo deputado mato-grossense Carlos Marun, que apresentou carta sugerindo que quaisquer políticos envolvidos na Lava Jato deveriam se afastar da direção do partido. A carta não vem sem contexto. Marun, que preside a Comissão da Reforma da Previdência na Câmara, é ligado a Eduardo Cunha e o visitou na prisão, em Curitiba. O senador Renan Calheiros partiu para o ataque num almoço, ontem, com o ministro Moreira Franco. Acusa o Planalto de ceder à chantagem de Cunha em suas escolhas para cargos importantes como o ministério da Justiça (Osmar Serraglio) e a liderança do governo no Congresso (André Moura). Renan afirma que, como as últimas nomeações foram ou de tucanos ou políticos ligados ao ex-presidente da Câmara, constata-se uma disputa entre PSDB e Cunha pelo poder no governo. Ontem haveria uma reunião da executiva peemedebista, foi cancelada. Segundo um parlamentar ouvido pela revista Época, cancelou-se para evitar “tentativa de golpe”. Marun respondeu a Renan de bate pronto. “Fui visitar Cunha porque posso entrar num presídio e sair, coisa que outras pessoas talvez não consigam fazer.” O presidente do partido é Romero Jucá, um dos que teria de se afastar caso a proposta tivesse chance de vingar. E é ele próprio que, desde o fim do dia, tenta apaziguar os ânimos. Divisão no próprio partido, afinal, é o que o Planalto menos precisa conforme se prepara para encarar a reforma da Previdência. (Globo)

Enquanto isso… Eliseu Padilha, o mestre apagador de incêndios de Temer, volta ao governo na semana que vem. (Globo)

E algo se movimenta no TSE. O presidente do tribunal, Gilmar Mendes, refutou claramente a tese de que as contas de campanha de presidente e vice poderiam ser separadas, sinalizando que a chapa Dilma-Temer será votada como uma só. Esta vinha sendo a principal tática de defesa do presidente. O ministro, que anda próximo do Planalto, foi além: diz que, mesmo cassado, Temer não perderia os direitos políticos. Portanto, poderia ser candidato à presidência na eleição indireta no Congresso. Onde, graças em grande parte a Padilha, tem maioria.

A festa mais badalada de Brasília na noite de terça celebrou os 50 anos de carreira do jornalista Ricardo Noblat. Foi lá que, quando já passava da meia-noite, Aécio Neves se queixou de que se deveria distinguir entre quem usou caixa dois para campanha e quem usou para enriquecer. “Todo mundo vai ficar no mesmo bolo”, disse o senador, “e abriremos espaço para um salvador da pátria?” (Folha)

Aécio ecoava nota de Fernando Henrique Cardoso, que construiu o mesmo argumento. Argumento desconstruído por Elio Gaspari (Globo ou Folha). E uma estratégia jurídica que, de acordo com os primeiros sinais, não deve despertar simpatia no Supremo, como lembra José Roberto de Toledo no Estadão de hoje.

Em seu discurso de homenagem às mulheres, o presidente declarou que homens e mulheres “são igualmente empregados” no Brasil. A turma do Aos Fatos foi checar. Temer desconhece o nível de desigualdade entre os gque separa os  no trabalho.

Aliás… “Na economia também a mulher tem grande participação. Ninguém mais é capaz de indicar os desajustes de preços no supermercado do que a mulher.” Temer, Michel. Como sói acontecer.

Um guia sobre o que a CIA consegue fazer ou não em espionagem digital. Ela poderia entrar no seu WhatsApp, por exemplo?

O FBI se prepara para entrevistar centenas — possivelmente mais de mil — pessoas que tiveram contato com os arquivos vazados para o Wikileaks. A suspeita inicial é de que foi um terceirizado que passou os dados sobre o arsenal de ferramentas digitais, mas não está descartada a possibilidade de que tenha sido um funcionário da própria CIA.

Viver

A estátua de uma garota em pose desafiadora surgiu diante do icônico touro de Wall Street, em Nova York. Foi instalada às vésperas do Dia Internacional da Mulher pela State Street Global Advisors, que administra nada menos que US$ 2,5 trilhões de empresas do mercado financeiro. Fearless Girl é, segundo a empresa, um lembrete do poder feminino e também um alerta às corporações para que incluam mulheres em seus conselhos. Três mil e quinhentas companhias vão receber cartas com a mesma demanda.

Galeria: do Sri Lanka a Paris, o Dia Internacional da Mulher pelo mundo.

Metade da ciência no Brasil é produzida por mulheres. Elas assinam 49% dos artigos científicos publicados no país, segundo pesquisa da Elsevier, maior editora científica do mundo. (Folha)

A mulher que faz aborto no Brasil “é uma mulher comum — tão comum quanto sua mãe, avó, irmã, filha, namorada ou você mesma. Ela é católica ou evangélica, sabe o que é a maternidade, pois tem filhos.” Uma das autoras da ação pela legalização do aborto no STF, a advogada Débora Diniz escreve sobre o tema na Folha.

A incrível história de Christina Rickardsson. Ela viveu numa caverna em Minas Gerais e numa favela em São Paulo, até ser adotada por estrangeiros, quando tinha 8 anos. Hoje, aos 33, é autora de um best-seller na Suécia. Autobiográfico, seu livro, Nunca Pare de Caminhar, esgotou em uma semana.

Ontem disputou-se uma partida épica. O Barcelona havia perdido contra o Paris Saint-Germain por 4 x 0 há duas semanas. Precisava, portanto, vencer com uma diferença de cinco, no jogo da volta, para se classificar às quartas de finais da Liga dos Campeões. O placar de ontem não apenas terminou em 6 x 1 para o Barça como ainda se assistiu Neymar brilhando nos dez minutos finais. Ele marcou aos 43 do segundo tempo o quarto gol da equipe catalã numa cobrança de falta precisa; de pênalti, aos 46, fez o quinto e, aos 50, último minuto, lançou para Sergi Roberto marcar o gol impossível. O Esporte Interativo reuniu os melhores momentos.

Cultura

Na segunda eleição para a cadeira de Ivo Pitanguy na Academia Brasileira de Letras, deu João Almino, escritor e diplomata potiguar. No ano passado, o pleito que decidiria o dono da vaga terminou sem vencedor, depois de o ex-ministro da Cultura Francisco Weffort e o poeta Antonio Cícero não atingirem a maioria simples necessária para a vitória. Cícero, aliás, é cotado para a cadeira de Ferreira Gullar. A eleição é hoje. (Folha)

A Spcine, empresa de audiovisual de São Paulo, anunciou um serviço de streaming para filmes brasileiros. O SPVod deve ser lançado em agosto. A intenção é ajudar no gargalo da distribuição de longas nacionais, ainda vítimas da falta de espaço nas salas de cinema do país. (Globo)

Por unanimidade, STF isenta livro eletrônico de imposto. A decisão segue a ideia de que os e-books são como livros, jornais e periódicos impressos, estes já livres de impostos pela Constituição.

O novo filme de Martin Scorsese narra a história de jesuítas no Japão do século XVII para tocar em tema mais amplo, a crise na fé. Não empolgou Inácio Araujo, crítico da Folha.

Camila Pitanga e Beto Brant dirigem o documentário Pitanga, sobre Antonio Pitanga, ator (e pai de Camila). Veja o trailer, a estreia está prevista para abril.

Damien Chazelle, de La La Land, vai repetir a dobradinha com Ryan Gosling, protagonista do musical. O ator será o astronauta Neil Armstrong no novo filme do diretor.

O estrelado elenco de O Poderoso Chefão vai se reunir em abril. Al Pacino, Robert De Niro, James Caan, Robert Duvall, Diane Keaton e Talia Shire estarão juntos no Festival de Tribeca, com Francis Ford Coppola, numa sessão pelos 45 anos do filme.

Cotidiano Digital

As mulheres são apenas 13% dos game designers, segundo Sam Maggs, roteirista de games e autora de Wonder Woman, uma coletânea de 25 perfis de mulheres cientistas, matemáticas, engenheiras e inventoras, entre outras. Em entrevista ao The Verge, Maggs diz que é importante expor exemplos de mulheres nessas áreas, para inspirar jovens.

O Tinder tem uma versão fechada para membros, digamos, selecionados. No Tinder Select, o app convida usuários. Estes, por sua vez, adicionam outros, que, por já terem sido convidados, não podem chamar mais ninguém. Quem conhece diz que é destinado a celebridades, CEO’s de empresas ou perfis que fazem muito sucesso no Tinder dos pobres mortais.

A Amazon entregou à polícia gravações feitas pelo assistente digital Echo que podem solucionar um caso de assassinato. A princípio, a empresa se negou a repassar os dados, alegando defender a privacidade do cliente. Só liberou o conteúdo depois de o próprio réu autorizar.

Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.





Share Tweet



Consultar edições passadas