Lula mantém liderança com 51,1% contra 46,5% de Bolsonaro, diz AtlasIntel

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Pesquisa AtlasIntel (íntegra) divulgada nesta quinta-feira, dia 13, mantém Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente das intenções de voto no segundo turno com 51,1%, contra 46,5% de Jair Bolsonaro (PL). Brancos, nulos e indecisos somam 2,4% dos entrevistados. A margem de erro é de 1 ponto percentual. No levantamento anterior, Lula tinha 53,1% e Bolsonaro, 42,8%. A diferença entre eles, que era de 10,3 pontos, agora caiu para 4,6 pontos.

PUBLICIDADE

Considerando apenas votos válidos, excluindo brancos e nulos, considerados pelo Tribunal Superior Eleitoral nas urnas, Lula tem 52,4% e Bolsonaro 47,6%. Na pesquisa anterior, o petista tinha 55,4% dos votos, e Bolsonaro, 47,6%. Nessa contagem, a diferença entre os candidatos caiu seis pontos percentuais, de 10,8 pontos para os atuais 4,8.

Lula tem maioria da preferência do eleitorado feminino (60%), entre os idosos (65,5%), com ensino fundamental (56,5%), e renda média de até R$ 2 mil (66,7%). Um ponto que chama a atenção é o favoritismo do candidato do PT entre os que recebem o benefício Bolsa Família: 62,2% dos beneficiados dizem votar em Lula; 36,1% em Bolsonaro; e 1,6% não souberam dizer ou votarão branco ou nulo.

Mas a aprovação do governo Bolsonaro vem melhorando. Na pesquisa antes do 1º turno, 54,8% reprovavam o presidente e 41,2% aprovavam. Agora, 53,3% reprovam e 44,2% aprovam.

Analisando a transferência de votos entre os candidatos derrotados no primeiro turno, Bolsonaro tem a maior parte das intenções de voto dos eleitores de Ciro Gomes (PDT) com 53,9%, contra 39,1% para Lula, que é preferido entre 54,2% do eleitorado de Simone Tebet. Outros 29,2% dizem votar em Bolsonaro em 30 de outubro. Entre os que anularam ou votaram em branco no primeiro turno, 33,7% consideram votar no atual presidente, outros 25% pretendem votar no petista.

O levantamento ouviu 4,5 mil pessoas em 1.483 municípios pela internet entre os dias 8 e 10 de outubro. A margem de erro é de +/- um ponto percentual e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-06012/2022.

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.