Pintor baiano, ex-frentista, expõe quadros no Louvre

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Há pouco mais de 20 anos o baiano Eduardo Lima teve uma ideia que parecia louca: pedir demissão do posto de gasolina onde trabalhava como frentista e viver da arte. Até então, pintar era um hobbie, até amigos começarem a comprar seus quadros, muitas vezes não sabendo que ele era o autor. Na semana passada, Eduardo visitou uma exposição de suas obras em um espaço privilegiado, o Carroussel do Louvre, em Paris, parte do mais famoso museu do mundo. “Ser selecionado para expor minha arte em um dos maiores museus do mundo é grandioso! Quero que os jovens que sonham viver de arte acreditem nos seus sonhos e jamais desistam”, disse o artista, que hoje tem quadros espalhados por mais de 20 países. (g1)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.