Rosângela Moro é acusada de ‘infidelidade domiciliar’

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

A Justiça Eleitoral de São Paulo recebeu uma denúncia contra a deputada Rosângela Moro (União Brasil-SP) por “infidelidade domiciliar” após vir a público que ela transferiu de volta seu domicílio eleitoral para o Paraná depois de eleita pelos paulistas. Como conta Mônica Bergamo, a empresária Roberta Moreira Luchsinger, filiada ao PT, denunciou Rosângela, acusando-a de “brincar com a legislação eleitoral” e de “zombar do eleitorado” e pedindo que ela perca o mandato. A deputada teria transferido o título para o Paraná a fim de concorrer ao Senado na eventualidade de o TRE local cassar seu marido, Sérgio Moro, acusado de abuso de poder econômico. (Folha)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.