IMS lança mostra com fotografias de Josef Koudelka

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

O Instituto Moreira Salles apresenta, a partir deste sábado, a exposição Koudelka: Ciganos, Praga 1968, Exílios, em São Paulo, com mais de cem obras de Josef Koudelka. O fotógrafo tcheco estará no evento de abertura, participando de uma conversa com a jornalista Dorrit Harazim. O evento é gratuito e aberto ao público, com distribuição de senhas 1 hora antes. Com curadoria do próprio artista e organização de Samuel Titan Jr. e Miguel Del Castillo, a mostra traz na íntegra as 111 fotografias da série Ciganos, a primeira que dedicou ao tema, e outras 74 de Exílios, produzidas a partir de 1970, quando saiu da Tchecoslováquia, por questões políticas. Também serão exibidas outras 11 fotos da invasão da capital da então Tchecoslováquia pelas tropas do Pacto de Varsóvia, em 1968, evento que interrompeu o período celebrado como Primavera de Praga.

PUBLICIDADE

Koudelka começou a carreira como engenheiro aeronáutico, tendo começado a fotografar ciganos nas horas vagas, em 1962, antes de se dedicar integralmente à fotografia no fim dos anos 1960. De lá para cá, não parou mais, tendo recebido importantes honrarias por seus trabalhos, como o Grand Prix National de la Photographie (1989), Grand Prix Cartier-Bresson (1991) e o Prêmio Internacional de Fotografia da Fundação Hasselblad (1992). Em 2012, foi condecorado Comandante da Ordem das Artes e Letras pelo Ministério da Cultura da França.

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.