Leonardo Pimentel

Editor executivo do Meio. Jornalista formado pela UFRJ, foi editor de Tempo Real da Agência o Globo, editor da home page do Globo, colunista e coordenador de correspondestes em no.com, editor-executivo da revista Nossa História e assessor de imprensa do TRE-RJ. É autor de três livros sobre tecnologia. Mas gosta mesmo é de cozinhar.

Diferentes escolas nas telonas esta semana

É tempo de férias, mas as estreias nos cinemas são quase todas sobre salas de aula, de um professor rabugento de internato que tem de amassecar alunos deixados na escola no fim do ano à versão musical do hoje clássico Meninas Malvadas, passando por um drama sobre suposto comportamento inadequado de um professor no interior da Turquia. Como? Escola não é a sua? Tudo bem, sempre temos Jason Statham para distribuir tiros e bordoadas. Confira os trailers.

Governo estuda ir ao Supremo contra desoneração

O Executivo quer negociar até o último instante possível a medida provisória que extingue gradualmente a desoneração da folha de pagamento de 17 setores, mas já tem uma estratégia caso o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), decida devolvê-la. Segundo Malu Gaspar, o passo seguinte será recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a devolução ou contra a lei, aprovada em outubro, que prorrogou a desoneração até 2027. O presidente Lula vetou a medida, mas teve o veto derrubado pelo Congresso, que agora vê a MP como uma tentativa de atropelar as duas decisões do Legislativo. (Globo)

Arquidiocese de São Paulo reage a CPI contra o padre Júlio Lancellotti

A Arquidiocese de São Paulo se declarou perplexa com a notícia de que foi protocolada a abertura uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara de Vereadores paulistana a fim de investigar a atuação do padre Júlio Lancellotti e de ONGs junto a dependentes químicos na cidade. “Perguntamo-nos por quais motivos se pretende promover uma CPI contra um sacerdote que trabalha com os pobres, justamente no início de um ano eleitoral”, diz a nota da instituição. A CPI é uma iniciativa do vereador Rubinho Nunes (União Brasil), ligado ao MBL. O presidente da Câmara Municipal, Milton Leite, também do União Brasil, disse que a abertura ou não da CPI vai ser tratada em fevereiro pelo Colégio de Líderes. O padre Júlio Lancellotti informou que não faz parte de qualquer ONG e que seu trabalho junto à população em situação de rua é uma atividade pastoral. (CNN Brasil)

Choque entre aviões na pista deixa cinco mortos no Japão

Cinco pessoas morreram na colisão entre dois aviões e o posterior incêndio na pista do aeroporto de Haneda, em Tóquio, nesta terça-feira. Uma das aeronaves, da Japan Airlines, levava a bordo 367 passageiros e 12 tripulantes, mas todos foram retirados sem ferimentos. A outra, da guarda costeira japonesa, tinha seis tripulantes. Cinco deles morreram no incêndio, e, segundo as autoridades locais, o piloto está internado em estado grave. O avião se preparava par decolar levando ajuda humanitária à região do país atingida na segunda-feira por um terremoto. Não se sabe ainda o que provocou o choque entre as aeronaves. (g1)

Capa, espada e tridente marcam as estreias pré-natalinas

Em Atlântida, Aquaman, agora pai de família precisa se unir a um ex-inimigo para enfrentar a versão turbinada de um outro inimigo. Coincidentemente, na França do século 17, D’Artagnan também se une a uma inimiga, a bela e cruel Milady de Winters. No Brasil, um choque de classes tem como única barreia os vidros blindados de um carro. E na Irlanda, em 1981, uma menina negligenciada pelos pais encontra refúgio e afeto com tios que guardam um segredo. Tudo isso nas estreias desta quinta-feira nos cinemas. Confira os trailers.

A difícil tarefa de escolher os melhores álbuns de rock e pop lançados este ano

Fim de ano tem duas constantes: as listas de melhores discos e as polêmicas que elas provocam. Billboard, bíblia do mercado fonográfico nos EUA, deu ênfase ao pop, hip-pop e alternativo (que venda bem, claro) ao escolher sua lista de 50 melhores do ano. Os primeiros colocados foram Guts (Spotify), de Olivia Rodrigo; The Record (Spotify), de Boygenius; e Something to Give Each Other (Spotify), de Troye Sivan. A opinião foi compartilhada pela publicação inglesa New Musical Express, mas com ordem diferente: Boygenius em primeiro, Rodrigo em segundo e Sivan em quarto, atrás de Heavy Heavy (Spotify), dos Youngfathers. Com uma pegada mais tradicional e focada no rock, como o próprio nome indica, a Classic Rock Magazine escolheu Hackney Diamonds (Spotify), dos Rolling Stones, como melhor disco de 2023, seguido por 72 Seasons (Spotify), do Metallica, e But Here We Are (Spotify), do Foo Fighters. (Billboard, NME e Classic Rock)

Paul McCartney encerra turnê enlouquecendo a plateia no Maracanã

Paul McCartney se despediu do Brasil na noite de sábado no Maracanã com uma apresentação que, se não escondeu o peso de seus 81 anos, mostrou o carisma, o talento e o repertório de um dos artistas mais importantes dos últimos 60 anos. A plateia de todas as idades cantou junto clássicos tanto dos Beatles quando do Wings, com destaque para o obrigatório coro de Hey Jude. Arriscando frases em “carioquês” com a ajuda de uma cola, o cantor esbanjou simpatia enquanto se revezava entre baixo, guitarra, piano e até ukulele e bandolim, com apoio de uma banda de primeira linha. John Lennon e George Harrison, os Beatles que já nos deixaram, foram homenageados no palco e na plateia, que deixou o estádio na esperança de que o “até a próxima” do encerramento seja para valer. Confira como foi.

Estreias nos cinemas vão do drama real ao monstro lendário

No Japão do pós-guerra, Godzilla vem destruir o que os americanos esqueceram de bombardear. Na França, uma jovem agressiva descobre que precisa da família após ser afastada dela. Um técnico de futebol se vê às voltas com o pior time do mundo – sério, o pior mesmo. Papai Noel recebe uma carta diferente no Natal. E a história real do desastre de avião que levou a extremos um grupo de jovens nos Andes. Tudo isso nas estreias desta quinta-feira nos cinemas. Confira os trailers.

Senado instala CPI da Braskem, mas deixa escolha de relator para 2024

O Senado instalou hoje a CPI que vai investigar a responsabilidade da Braskem no desabamento de uma mina de sal-gema sob bairros de Maceió (AL), mas os trabalhos mesmo terão de esperar um mês e meio. A comissão será presidida por Omar Aziz (PSD-AM), que comandou a CPMI da Pandemia, com Jorge Kajuru (PSB-GO) como vice. Mas a escolha do relator ficou para fevereiro do ano que vem, após o recesso parlamentar. O mais cotado é Renan Calheiros (MDB-AL), autor do requerimento para criação da CPI, que é vista com incômodo pelo Executivo, que vê o risco de um embate entre o senador e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). O presidente Lula chegou a fazer uma reunião para tentar pacificar os grupos rivais na política alagoana. O Planalto teme que as investigações respinguem na Petrobras, acionista da Braskem, e provoquem retaliação de Lira, padrinho político do prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PL). (UOL)

Morre Andre Braugher, o capitão Holt de ‘Brooklyn 99’

Morreu nos EUA, aos 61 anos, o ator Andre Braugher, astro das séries Homicídio, que lhe valeu um prêmio Emmy, e Brooklyn Nine-Nine (Netflix), onde seu capitão Holt, um delegado durão, metódico e gay, fazia um contraponto perfeito ao anárquico detetive Peralta de Andy Samberg. Braugher formou-se em arte dramática e estreou no cinema em Tempo de Glória, de 1989, como um soldado em um batalhão negro na Guerra de Secessão. Atuou em diversos filmes, como Cidade dos Anjos e As Duas Faces de um Crime, mas foram seus policiais na TV que o tornaram uma celebridade. Apesar disso, ele tinha uma visão crítica sobre esse tipo de personagem. “Policiais infringindo a lei para ‘defender a lei’ é algo muito perigoso e terrível. [Essa ideia] Justificou a violação da lei em todos os lugares, desculpou-a”, disse Braugher em entrevista. “É algo que teremos que abordar coletivamente – todos os programas policiais.” A causa da morte não foi divulgada. (Variety)