Olavo David

Produtor e repórter multimídia do Meio. Formado em jornalismo, passou pelas redações do Jornal de Brasília e Metrópoles. É apaixonado por política, história e esportes - não necessariamente nessa ordem.

STF reage a documento dos EUA que acusa a Corte de “censura”

O Supremo Tribunal Federal (STF) reagiu ao relatório O Ataque Contra Liberdade de Expressão no Exterior e o Silêncio da Administração Biden: o Caso do Brasil, divulgado por uma comissão do Congresso dos Estados Unidos, com várias decisões sigilosas do ministro Alexandre de Moraes. O documento contém ordens judicias enviadas ao X para derrubada de perfis e conteúdos, mas sem fundamentação da decisão. Em nota, a assessoria da Corte esclareceu que “não se tratam das decisões fundamentadas que determinaram a retirada de conteúdos ou perfis, mas sim dos ofícios enviados às plataformas para cumprimento da decisão”.

Arthur Lira abre fogo contra Alexandre Padilha: “incompetente” e “desafeto pessoal”

Lira não é Musk, mas também resolveu partir para o ataque. O presidente da Câmara, que é do PP alagoano, partiu para cima do ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, a quem classificou como "um desafeto pessoal". Ele também taxou Padilha de "incompetente". Em resposta, Padilha publicou trecho do discurso do presidente Lula em que o petista rasga elogios ao ministro. Pacheco pede "convergência".

“Ilógico”: defesa rechaça suspeitas sobre possível fuga de Bolsonaro

Cobrado por Alexandre de Moraes, do STF, por uma explicação sobre a estadia na embaixada da Hungria, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou na terça (27), por meio de seus representantes, que não tem receio de ser preso de forma preventiva no decorrer das investigações, o que torna, segundo sua defesa, ilógico pensar que a visita à representação húngara se tratasse de pedido de asilo político.

Caso Robinho: ex-jogador é preso pela Polícia Federal em Santos

No início dos anos 2000, ele encantou o mundo. Pedalava para lá e para cá, dava passes magistrais e conquistava título importantes com a lendária camisa do Santos. Saiu do país para o maior clube do mundo e, mesmo não saciando as expectativas criadas em torno de si, por quase dez anos era presença frequente nas convocações da Seleção Brasileira. Disputou Copa, ganhou fama, dinheiro. Mesmo assim, o que vai ser lembrado de Robson de Souza é a condenação por estupro coletivo de uma mulher em 2013, pela qual foi preso na quinta-feira.

Investigação do caso Marielle chega ao Supremo Tribunal Federal

Na quinta (14), ao completar seis anos, o assassinato da vereadora Marielle Franco e de Anderson Gomes chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF). Com um histórico de mudanças no comando das investigações, troca de jurisdição e apenas quatro prisões, o inquérito vai ao STF em função do suposto envolvimento de agente público com foro privilegiado.

Cid, que depõe hoje, nega ter traído Jair Bolsonaro por delação sobre golpe

Embora a delação premiada do tenente-coronel Mauro Cid tenha sido o ponto de partida para a investigações sobre um plano para manter ilegalmente no poder o ex-presidente Jair Bolsonaro, o militar tem dito a interlocutores que nunca acusou o antigo chefe de tramar um golpe. Em noite de Oscar, Opeenheimer domina premiação e Cilian Murphy leva primeira estatueta em primeira indicação.

Uma mulher foi morta a cada 6 horas no Brasil em 2023

Instituído por Lei em 2015, o feminicídio chegou a um recorde absoluto no ano passado. Em 2023, uma mulher foi vítima de feminicídio a cada seis horas. Quatro por dia, 28 por semana. O Fórum Brasileiro de Segurança Pública é o responsável pelo cálculo, divulgado em relatório de ontem. Mais de mil e quatrocentas mulheres morreram, um aumento de 1,6% em relação a 2022.

Forças de Israel matam mais de cem palestinos em meio a ajuda humanitária

Dentro dos 30 mil mortos desde o início da invasão de Israel à Faixa de Gaza, número alcançado na quinta-feira, estão ao menos 112 palestinos que se acotovelaram para receber a ajuda humanitária que chegou à região, mas foram metralhados por soldados israelenses. Pessoas estavam à espera da comida levada até lá por caminhões e foram alvejadas por militares das Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês), que classificou a chacina como “incidente”. Na versão dele, os agentes de Israel realmente abriram fogo contra os civis pois "a multidão se aproximava das forças de maneira que representava uma ameaça às tropas, que responderam à ameaça com fogo real”.

Bolsonaro se cala em depoimento por suposta tentativa de golpe

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) se manteve em silêncio durante depoimento à Polícia Federal, na sede da corporação, em Brasília. Em menos de meia hora, ele entrou, ouviu perguntas e saiu. A defesa alega que Jair "nunca foi simpático a qualquer tipo de movimento golpista",

PF vê ‘omissão’ de ex-comandantes em trama de golpe bolsonarista

Em meio a toda a conspiração golpista que vem à tona, dois militares de alta patente se mostraram alheios às movimentações para derrubar o Estado democrático brasileiro até o momento. Ainda assim, a Polícia Federal pretende apurar uma suposta omissão dos dois fardados, que, mesmo sabendo da conspiração bolsonarista, não atuaram para conter os golpistas, algo obrigatório para qualquer servidor público – sobretudo aqueles com o poder para tal. De acordo com um relatório da corporação, os investigadores querem entender a razão por trás da inação do general Freire Gomes, ex-comandante do Exército, e do brigadeiro Baptista Junior, antigo chefe da Força Aérea.