Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.



31 de agosto de 2021
Consultar edições passadas



Agro faz defesa enfática da democracia; já a Fiesp recua


Visto como um setor umbilicalmente ligado ao governo Bolsonaro, o agronegócio, ou pelo menos parte importante dele, divulgou na segunda-feira um manifesto fazendo uma defesa enfática da democracia e manifestando preocupação com “os atuais desafios à harmonia político-institucional e, como consequência, à estabilidade econômica e social em nosso país”. Sete entidades do setor, incluindo a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), afirmam que o Brasil não pode se apresentar ao mundo como “uma sociedade permanentemente tensionada em crises intermináveis ou em risco de retrocessos e rupturas institucionais”. Também ontem, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, suspendeu a divulgação de um manifesto bem mais brando elaborado incialmente pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) e encampado pela entidade. (G1)

Marcello Brito, presidente da Abag, foi o entrevistado de ontem do Roda Viva. “A gente poderia ter muito mais gente assinando o manifesto de hoje e vários me falaram que gostariam de participar. Mas me falaram ‘infelizmente eu preciso me abster’. ‘Eu preciso me abster porque a minha cadeia de abastecimento depende de uma canetada governamental’.” Assista à íntegra no YouTube. (Globo)

Oficialmente a Fiesp adiou o manifesto para que mais setores possam aderir. Nos bastidores, porém, Skaf admite que foi pressionado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), aliado de Bolsonaro. Segundo signatários do texto suspenso, Skaf deve favores a Lira por conta de demandas incluídas na reforma tributária. As demais entidades foram pegas de surpresa pelo recuo dos industriais paulistas. (Folha)

Sonia Racy: “A reação de Pedro Guimarães ao manifesto elaborado pela Febraban — e encampado pelo político Paulo Skaf da Fiesp como seu — não estava sendo esperada no mercado financeiro como um todo. O presidente da Caixa resolveu se retirar da federação, levando com ele o BB — banco público listado na B3.” (Estadão)

Contrariando decisão do governo de São Paulo, a Justiça autorizou a realização de um protesto contra o governo Bolsonaro no Vale do Anhangabaú no Sete de Setembro, mesmo dia de uma manifestação bolsonarista da Avenida Paulista. O governador João Doria teme que possa haver conflito entre os dois grupos. (Folha)

Enquanto isso... Jair Bolsonaro disse ontem que sua declaração sobre seu destino ser “a prisão, a morte ou a vitória” se deveu à “pressão muito grande” que vem sofrendo. Segundo o presidente, o ministro do STF Alexandre de Moraes aguarda que ele deixe o governo para aplicar-lhe uma “sanção restritiva”. (Globo)

Meio em vídeo. Segundo análise das redes sociais, quem vai se manifestar em 7 de setembro por Bolsonaro fala, principalmente, em ‘liberdade’. O problema é o seguinte: o conceito de liberdade, em política, tem significado. Vivemos numa democracia liberal — e esse liberal trata justamente da garantia de liberdades. E a ideia que Bolsonaro faz de ‘liberdade’ é exatamente a oposta daquela que o regime defende. O que Bolsonaro quer, na democracia liberal, não pode. E você? Entende o que quer dizer liberdade? Confira o Ponto de Partida no YouTube.

Preso desde o último dia 13 por ordem do ministro do STF Alexandre de Moraes, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República por impedir o livre exercício dos Poderes, incitar crimes contra a segurança nacional e homofobia. Em entrevistas e vídeos, nos quais sempre aparecia armado, ele incitava atos como a invasão do Senado, agressões a parlamentares e atentados contra o TSE. (Poder360)

Então... Ao saber da denúncia, Jefferson passou mal e precisou ser atendido na UPA do presídio Bangu 8, na Zona Oeste do Rio, onde está preso. (Metrópoles)

Mônica Bergamo: “A denúncia contra Jefferson (PTB), aliado de Bolsonaro, está sendo vista como fogo de palha por procuradores do MP Federal. A peça é assinada pela subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo. Ao final, ela pede que ‘seja apreciado eventual declínio da competência’, sugerindo que o caso não deve ser analisado pelo STF e que, portanto, a PGR não tem atribuição para fazer a denúncia.” (Folha)

Persio Arida em entrevista a Míriam Leitão: “Estamos traindo o futuro de duas formas. Uma é que temos que fazer parte do esforço do mundo para conter o aquecimento global. Outra é o que a gente poderia atrair de capitais hoje e não está atraindo é uma barbaridade. Estamos pagando um preço alto pela agenda errada na área ambiental. Crescimento baixo, aumento da pobreza e 14 milhões de desempregados. Paulo Guedes deveria andar na rua. Andar e olhar. Não estou falando de bairros pobres, mas de bairros abastados. Você vê a pobreza aumentar. Tem um potencial de crescimento que o Brasil está perdendo por causa de uma agenda retrógrada, na contramão do mundo.” (Globo)


Após duas décadas de guerra, as últimas tropas dos EUA deixaram o Afeganistão ontem nas mãos da mesma milícia Talibã cuja deposição motivou a invasão em 2001. O embaixador americano em Cabul embarcou no último voo militar a deixar o país. Nas redes sociais, o Talibã comemorou a retirada como “dia da libertação” do Afeganistão. E Washington admitiu que “civis podem ter morrido” no ataque com drones a um suposto homem-bomba que faria um atentado ao aeroporto de Cabul. Jornais e emissoras de TV dos EUA conversaram com testemunhas e apuraram que até dez pessoas, incluindo sete crianças, teriam sido mortas na ação. (G1)

Temos por aqui um segredo bem guardado: o Monitor. Um aplicativo via web que nos permite acompanhar tudo o que a imprensa está publicando de importante a toda hora do dia. Já vem organizado conforme chegam as novidades. E os assinantes premium também podem usar o Monitor. Assine.

Viver


O pesadelo vivido pela população de Araçatuba (SP) não terminou quando os criminosos que invadiram a cidade na madrugada de ontem foram embora. Além de terem explodido caixas eletrônicos, feito moradores de escudos humanos e matado duas pessoas, os bandidos deixaram explosivos em pelo menos vinte pontos da cidade. Um dos criminosos também morreu e há quatro feridos internados. (Folha)

Segundo moradores, um ciclista atingido pela explosão de uma dessas bombas teve amputados os dois pés e todos os dedos das mãos. Um dos mortos, Renato Bortolucci, dono de um posto de gasolina, teria sido atingido na cabeça por um tiro de fuzil enquanto filmava a ação da quadrilha. (Metrópoles)

Vídeos mostram como foi a madrugada de terror em Araçatuba. (G1)

O governador João Doria disse ontem que, além do criminoso que morreu, dois foram presos, e que a ação da quadrilha não ficará impune. (Poder360)

Mesmo tendo liberado mais 10 milhões de doses da CoronaVac para o Ministério da Saúde ontem, o Instituto Butantan admitiu que não vai conseguir concluir hoje a entrega de 100 milhões de doses previstas no contrato. Ainda não há prazo para a liberação de 7,2 milhões de vacinas que ainda faltam. (G1)

Salvador (BA) correu na frente e começou ontem a aplicar a terceira dose de vacinas em idosos com mais de 80 anos que tenham completado a imunização há mais de seis meses. O Ministério da Saúde só pretende começar nacionalmente essa campanha no dia 15. (CNN Brasil)

Nesta segunda-feira o Brasil completou cinco dias com média móvel de mortes abaixo de 700, 671. Foram registrados 313 óbitos por Covid-19 no país, totalizando 579.643 desde o início da pandemia. (UOL)

A União Europeia recomendou novas restrições a viajantes oriundos dos EUA devido à escalada da variante delta no país, somada ao forte negacionismo e à baixa adesão às vacinas nos estados conservadores do Sul do país. (Poder360)

O corredor brasileiro Yeltsin Jacques entrou para a história do esporte paralímpico na noite de ontem (horário do Brasil) ao vencer os 1.500m categoria T11 (para atletas cegos), estabelecendo um novo recorde mundial e conquistando a centésima medalha de ouro do país em paralímpiadas. Só para lembrar, Yeltsin já havia levado o ouro nos 5.000m T11. E durante a madrugada Raissa Rocha Machado foi prata no lançamento de dardo F56, para atletas cadeirantes. Daqui a pouco começam as últimas competições de atletismo do dia (no Japão), e ainda temos chances de mais pódios. (Globo Esporte)

Confira o quadro de medalhas atualizado. (UOL)

Panelinha no Meio. Onde queres fuzil, eu sou feijão. Feijão tem tanto a cara do que o Brasil e os brasileiros têm de bom que seu delicioso caldinho é conhecido como “feijão amigo”. E é essa receita que a Panelinha e Meio trazem, e numa versão que troca o bacon pelo pimentão vermelho para que para que pessoas de boa vontade e todos os hábitos alimentares possam aproveitar.

Cultura


Depois de mau, gay e póstumo, Jesus agora será animado. O Especial de Natal da Porta dos Fundos em 2021 será um longa de animação, dublado pelos atores do grupo. Te Prego Lá Fora mostrará a adolescência do protagonista e sua tentativa de se integrar ao Ensino Médio. E o especial muda de casa mais uma vez. Este ano ele será exclusivo do Paramount+. (Estadão)

Chegou ontem ao Brasil o Star+, serviço de streaming da Disney+ voltado para o público acima de 14 anos e fãs de esportes. Ele inclui produções da Fox, os canais ESPN e o serviço Hulu. Lá fora tudo isso faz parte da assinatura Disney+, mas aqui o público terá de desembolsar mais R$ 32,90 mensais — a segunda assinatura básica de streaming mais cara do Brasil. (Folha)

“Não é sobre preço, é sobre valor. E sabemos o nosso”, diz Cristiano Lime, diretor de conteúdo do serviço. Embora reconheça que o grande atrativo hoje são os esportes, ele adianta que a produção nacional, especialmente de séries, terá um espaço grande no Star+. (Adoro Cinema)

Na próxima quinta-feira completam-se três anos de uma das maiores tragédias que já se abateram sobre a cultura brasileira: o incêndio do Museu Nacional. Mas até daquele horror alguma beleza surgiu, como mostra o documentário Fênix: o voo de Davi, que entra na grade da Globoplay no aniversário do incêndio. O filme mostra o trabalho do bombeiro Davi Lopes, que participou do rescaldo no museu e, de pedaços de madeira que sobreviveram ao fogo, fez instrumentos musicais — violões, bandolins, cavaquinhos etc. — que serão doados ao museu e estão aos cuidados de artistas como Gilberto Gil e Paulinho da Viola. (Globo)

Cotidiano Digital


O governo chinês vai restringir menores de idade de gastar mais de três horas por semana em jogos online. A nova regra vale a partir de 1º de setembro e as empresas são orientadas a impedir que menores joguem fora do horário permitido: entre 20h e 21h. O motivo seria uma preocupação de longa data com o impacto do jogo excessivo sobre a saúde dos jovens, segundo a Administração Nacional de Imprensa e Publicação, que regula o mercado na China. (BBC Brasil)

E a rede social de áudio Clubhouse lançou um novo recurso no aplicativo, o áudio espacial. A função adiciona som estéreo às conversas do app. Na prática, os usuários se sentirão mais imersos no ambiente virtual durante os bate-papos com direito a efeitos sonoros. (Canaltech)

Então... Passado o hype do Clubhouse na quarentena, a plataforma resolveu recentemente eliminar a necessidade de convite no aplicativo. O app de áudio, que já chegou a ter 10 milhões de pessoas na lista de espera e só funcionava em dispositivos iOS, está disponível para Android desde maio e eliminou convites em julho. Mas nem isso fez com que o número de downloads decolasse. (Revista Pegn)

Já ouviu falar em um streaming de música clássica? Ele existe e foi comprado pela Apple nesta segunda-feira. O Primephonic, especializado no gênero, irá incorporar a funcionalidade e listas de reprodução do Apple Music. Além disso, outro aplicativo clássico independente da Apple Music deve chegar em 2022. (The Verge)

Pois é... E na semana passada, a Polícia Federal fez a maior apreensão de bitcoins da história do país. Foram cerca de R$ 150 milhões em criptomoedas, além de R$ 13,8 em cédulas. O ex-garçom Glaidson Acácio dos Santos era criador da GAS Consultoria Bitcoin e foi um dos cinco presos na ação. A empresa, que oferecia aos investidores rendimentos mensais de 10%, arrecadou bilhões em fraudes a partir de um esquema de pirâmide. (E-Investidor)





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



31 de agosto de 2021
Consultar edições passadas