Cultura

Ziraldo e Mussum vão receber prêmio póstumo concedido a humoristas

Concedido aos profissionais de destaque do humor nacional, o Prêmio Paulo Gustavo deste ano vai homenagear postumamente o cartunista Ziraldo, falecido no último mês de abril, e a estrela de Os Trapalhões, Antônio Carlos Bernardes Gomes, o Mussum, que completa 30 anos desde sua morte. O humorista e apresentador Paulo Vieira também será um dos reconhecidos pela iniciativa da Câmara dos Deputados, que condecora até cinco personalidades, grupos ou organizações por suas contribuições à cultura brasileira por meio do humor e da comédia. A cerimônia de entrega dos diplomas de menção honrosa será realizada em 5 de novembro no Salão Nobre da Câmara. (Folha)

Morre o músico Skowa, do Trio Mocotó e da banda Skowa e a Máfia, aos 68 anos

Skowa tinha 68 anos e ainda fazia sucesso com o Trio Mocotó

Morreu nesta quinta-feira o cantor, instrumentista e arranjador Marco Antonio Gonçalves dos Santos, o Skowa, do Trio Mocotó e da banda Skowa e a Máfia, sucesso nos anos 1980. Ele sofreu uma parada cardíaca e passou uma semana internado em um hospital de Botucatu, interior de São Paulo. Skowa, que ganhou este apelido aos 11 anos, cresceu na casa de uma madrinha pianista que estudava música clássica, no bairro de Jardim Europa, capital paulista. Ao ouvir Jimmy Hendrix, decidiu: “Era aquilo que eu queria fazer. Aí arranjei um violão", disse ao Museu da Pessoa. Começou a tocar profissionalmente nos anos 1970 e foi um dos fundadores do Clube do Choro, em São Paulo. Tocou com Jorge Ben Jor, Itamar Assumpção e outros gigantes como ele, e foi líder da banda Skowa e a Máfia entre 1987 e 1991. "Foi a minha primeira verdadeira cria, em todos os sentidos", contou no depoimento ao Museu da Pessoa, em junho de 2011. "Perdi um amigo. Perdemos. Fica mais triste sem você, Skowa. Obrigada, amigo. E que artista vibrante. Ensinando tanto sempre", despediu-se a atriz Marisa Orth. O último show do Trio Mocotó foi no Festival Sesc de Cultura Negra, no Sesc 24 de Maio, em São Paulo, no fim do mês passado. Skowa tinha 68 anos, um filho e muitos amigos. (Folha)

R.E.M. se apresenta publicamente pela primeira vez desde 2007

Quarteto original do R.E.M. sobe ao palco depois de 17 anos sem tocar publicamente (Benett Raglin/Getty Images/AFP)

“Somos R.E.M. e foi isso que fizemos”, disse ontem à noite o cantor e compositor Michael Stipe, na cerimônia do Songwriters Hall of Fame, em Nova York, antes de soarem os primeiros acordes de Losing my religion e o verso "Oh, life is bigger" (a vida é maior). Stipe, o guitarrista Peter Buck, o baixista Mike Mills e o baterista Bill Berry, formação original da banda norte-americana de Athens, subiram ao palco pela primeira vez publicamente desde 2007, quando entraram para o Rock and Roll Hall of Fame, e quase 30 anos após o último show, em 1995, no fim de uma turnê problemática que levou à saída de Berry dois anos depois. "Escrever músicas e ter um catálogo de trabalhos dos quais nos orgulhamos, que estará disponível para o resto do mundo pelo resto do tempo, é sem dúvida o aspecto mais importante do que fizemos", discursou Stipe ao lado de seus "amigos queridos". (Variety)

Cirque du Soleil estreia espetáculo com patinação no Brasil

O Cirque du Soleil está de volta ao Brasil com seu novo espetáculo Crystal, visto por mais de 2 milhões de pessoas em duas dezenas de países, que traz algumas novidades. Pela primeira vez, os artistas performam sobre uma pista de gelo com foco inédito em uma história centrada na adolescência. Em duas horas de apresentação, a trupe conta a trajetória de Crystal, uma menina de cabelos vermelhos que vive em conflito por ser incompreendida na escola e por sua família. Ao patinar em um lago congelado, acaba mergulhando em um universo paralelo. O grupo se apresenta na Farmasi Arena, no Rio de Janeiro, entre esta quinta-feira e o próximo dia 23. Em São Paulo, os shows acontecem entre 4 de julho e 6 de outubro no Parque Villa-Lobos. (Globo)

Livro analisa em profundidade músicas de Chico Buarque

Em comemoração aos 80 anos de Chico Buarque, que faz aniversário no próximo dia 19, o jornalista André Simões lança, neste domingo, o livro Chico Buarque em 80 Canções, no Porão da Casa de Francisca, no centro histórico de São Paulo. O evento terá um pocket show com Romulo Fróes e Rodrigo Campos cantando canções presentes na obra, além da presença do próprio autor, do jornalista da revista piauí Fernando de Barros e Silva e da apresentadora do programa Vozes do Brasil, Patrícia Palumbo. O livro aborda as letras de Chico, enquanto se aprofunda nas análises sobre as composições, trazendo contexto histórico, glossário e uma discografia recheada de informações. (Folha)

Bruno Mars vai fazer show exclusivo para doadores de campanha em prol do RS

Bruno Mars confirmou um novo show em sua nova passagem pelo Brasil, mas não haverá venda de ingressos. Os 750 pares de convites para a apresentação em São Paulo, no dia 1º de outubro, vão ser distribuídos por sorteio entre doadores de campanha da Ação da Cidadania, para a reconstrução do Rio Grande do Sul, afetado pelas chuvas dos últimos meses. Para concorrer, é preciso fazer uma doação pelo site da Ação da Cidadania até o dia 12 de julho. A cada R$ 50 doados, o participante recebe um número para concorrer a um par de ingressos. A apresentação intimista é produzida pela Live Nation e ainda não tem local definido para acontecer. Essa será a primeira performance do cantor antes de uma sequência de 14 shows em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba e Belo Horizonte. (Globo)

Humor, drama e romance em português nas telas

O português é o idioma preferencial das estreias desta quinta-feira nos cinemas. Há drama com fundo histórico, romance LGBTQIA+, comédia romântica e até, acreditem, um filme em que Sérgio Mallandro interpreta a ele mesmo. Dramas com diferentes doses de glicose e um inescapável terror completam a programação. Confira todas as estreias e veja os trailers.

Prêmio da Música Brasileira 2024: Jards Macalé e Xande de Pilares são os destaques da noite

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro abriu as portas na noite desta quarta-feira, 12, para a 31ª edição do Prêmio da Música Brasileira. Homenageando o legado de Tim Maia, a celebração reconheceu os artistas e produções mais relevantes de 2023. Com representantes de todas as regiões do país, foram 88 indicados em 32 categorias de acordo com seus gêneros musicais. Regina Casé comandou a apresentação no palco mais importante do Rio, por onde gigantes como Marisa Monte, Chico César, Seu Jorge, Alceu Valença, Simone e Ney Matogrosso entoaram clássicos do ícone do soul.

Kevin Spacey admite ter ‘ultrapassado os limites’ por seu comportamento sexual

Em uma nova entrevista concedida ao programa de Piers Morgan no YouTube, Kevin Spacey admitiu ter sido “muito pegajoso” no passado e “ultrapassado os limites” em relação à sua conduta que levou a processos na Justiça por comportamento sexual inadequado, que paralisaram sua carreira. Ao explicar como ultrapassou os limites, o ator disse “tocar alguém sexualmente de uma forma que eu não sabia na época que eles não queriam”. Spacey alegou querer ser “gentil com as pessoas” e que se elas não queriam ser tocadas, “então elas deveriam avisar que não querem fazer isso, para que você possa entender que não é consensual e parar”. No ano passado, ele foi inocentado de todas as acusações de agressão sexual contra quatro homens entre 2001 e 2013, em Londres, e teve uma acusação semelhante rejeitada por um tribunal de Nova York em 2022. (BBC)

Morre Françoise Hardy, ícone da canção francesa

A história musical francesa perdeu um de seus mais importantes nomes com a morte, aos 80 anos, da cantora, compositora e atriz Françoise Hardy (Spotify). A causa não foi divulgada, mas artista lutava há anos contra um câncer na faringe. Hardy despontou para a fama em 1962, aos 18 anos, com a canção Tous les Garçons et les Filles (Todos os Rapazes e as Moças) e simbolizou esteticamente uma nova geração de franceses. Muito bonita, “Mick Jagger” a chamou de “a mulher ideal” e Bob Dylan escreveu-lhe diversas cartas de amor, foi também modelo disputada por grifes. Em mais de cinco décadas de carreira, participou de álbuns de artistas diversos como Blur e Iggy Pop. (BBC)