Proporção professor/aluno na USP caiu 28% em duas décadas

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Ao longo de 20 anos, a USP, uma das principais universidades do país, viu cair 28% a proporção entre professores e alunos de seus cursos – de 0,07 para 0,05. A redução é resultado da ampliação no número de vagas para estudantes sem a correspondente contratação de novos docentes. A quantidade de estudantes de graduação e pós-graduação passou de 70.563, em 2002, para 93.040, em 2022 (32% a mais). Já o número de professores cresceu apenas 5%, passando de 4.804 para 5.043, levando algumas faculdades a cancelarem disciplinas. Na semana passada, alunos da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH),iniciaram uma greve, depois acompanhada por docentes, exigindo novas contratações. A FFLCH tem 70 vagas abertas desde o ano passado, mas preencheu somente dez. O diretor da unidade, Paulo Martins, criticou a greve e disse que fará as demais contratações até o ano que vem. (Folha)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.