Ailton Krenak é eleito primeiro indígena membro da Academia Brasileira de Letras

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

O escritor, filósofo e ambientalista Ailton Krenak foi eleito, nesta quinta-feira, o novo imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL). Ele também é o primeiro indígena a ocupar uma cadeira na instituição. Krenak teve 23 votos entre os acadêmicos, contra 12 da historiadora Mary Del Priore e quatro do também escritor indígena Daniel Munduruku. Membro da Academia Mineira de Letras desde março, agora também vai ocupar a cadeira número cinco da ABL, que ficou vaga com a morte de José Murilo de Carvalho, em agosto. (g1)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.