Nos 35 anos da Constituição, Barroso diz que democracia brasileira é ‘trabalho em progresso’

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Em discurso ontem no seminário em homenagem aos 35 anos da Constituição Federal, o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que a democracia brasileira ainda é um “trabalho em progresso” e que é preciso defendê-la das “vocações autoritárias”. “A democracia brasileira ainda é trabalho em progresso e precisamos cuidar dela porque as vocações autoritárias geralmente surgem dos desvãos da democracia, das promessas não cumpridas de igualdade, de operatividade”, disse. O evento, que reuniu autoridades e especialistas em Direito Constitucional na sede o STF, em Brasília, abordou a importância da Carta Magna na história recente do país. O presidente da Corte disse que o momento é de celebrar os avanços do país, mas também de diagnosticar o que precisa ser feito para melhorar. Ele destacou as conquistas de direitos pelas mulheres, ações afirmativas e na proteção da comunidade LGBTQIA+ e indígenas, mas apontou que o Brasil enfrenta “grandes problemas”. “Na desigualdade abissal, de ainda pobreza extrema em algumas partes do Brasil, o que é inaceitável num país com a riqueza que nós temos. Níveis elevadíssimos de violência urbana, que nós precisamos enfrentar”. (O Globo e g1)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.