Terceira colocada no primeiro turno argentino, Patricia Bullrich declara apoio a Javier Milei

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

A ex-candidata à presidência da Argentina Patricia Bullrich, que terminou o primeiro turno em terceiro lugar, com cerca de 24% dos votos, declarou nesta quarta-feira apoio ao ultraliberal Javier Milei, que disputará a Casa Rosada com o peronista Sergio Massa em 19 de novembro. Alinhada à direita, Bullrich criticou Milei ao longo da campanha e chegou a chamar suas ideias de “perigosas e ruins”. Agora, no entanto, afirmou que quer impedir o “perigo do kirchnerismo”, em referência ao atual ministro da Economia. “Este momento nos interpela a não sermos neutros diante do perigo do kirchnerismo de Sergio Massa. Quando a pátria está em perigo, tudo é permitido”, disse Bullrich. Indicando um racha já previsto na sua coligação Juntos por el Cambio, ela esclareceu que sua decisão de apoiar Milei é pessoal. Há a expectativa de que uma parte da coligação, contrária a Milei, apoie Massa, que terminou o primeiro turno em primeiro lugar, com mais de 36% dos votos, seguido de Milei, com cerca de 29%. (g1)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.