Lula e Alckmin se dividem sobre apoio à Prefeitura de São Paulo

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Em um discurso na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB), no sábado (28/10), sinalizou apoio à pré-candidata à Prefeitura de São Paulo Tabata Amaral (PSB). Alckmin disse que a deputada federal representa “a novidade, a verdadeira mudança” e que seu partido pode “mudar a vida da população de São Paulo”. Com isso, Alckmin assume uma posição diferente do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, durante a campanha em 2022, assumiu o compromisso de apoiar Guilherme Boulos (PSOL) na capital paulista. (Estadão).

PUBLICIDADE

Tabata e São Paulo”, gritou Alckmin gritou ao final de seu discurso. Governador em quatro mandatos e ex-tucano, o vice é uma figura forte na política paulista. Atualmente,, Tabata aparece em terceiro lugar em pesquisas eleitorais, atrás de Boulos e do atual prefeito Ricardo Nunes (MDB).

A cerimônia na Alesp comemorava a formatura da Escola do Voto, um projeto do PSB para formação de novos candidatos a vereador do partido. Os participantes do programa tiveram encontros sobre comunicação política, mobilização e planejamento de campanha.

O apoio de Lula a Boulos foi firmado em abril de 2022, na fase de pré-campanha, quando o psolista retirou seu nome da disputa ao governo de São Paulo, em favor do então candidato petista, Fernando Haddad.

Lula já confirmou ao PT que vai participar ativamente da campanha. No início, houve resistência de petistas paulistas ao compromisso fechado por Lula. No entanto, em agosto deste ano, o partido, aceitou a orientação e fechou apoio a Boulos. Outros partidos de esquerda, PCdoB, PV e Rede, também confirmaram apoio ao candidato do PSOL.

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.