SUS gasta R$ 886 milhões em 15 anos por internações causadas por armas de fogo

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Um levantamento do Instituto Sou da Paz mostra que o Sistema Único de Saúde (SUS) gastou R$ 886 milhões com hospitalizações de pessoas feridas por armas de fogo nos últimos 15 anos. Entre 2008 e 2022, a violência armada foi responsável por cerca de 300 mil internações no país. Mesmo que os dados apresentem uma tendência de queda desde 2018, o índice é considerado elevado. Só em 2022, o SUS pagou R$ 41 milhões pelo atendimento de 17,1 mil baleados, valor suficiente para bancar quase um milhão de mamografias ou dez milhões de hemogramas completos. Enquanto a despesa federal per capita com saúde foi de R$ 737,89, no ano passado, o valor médio da internação causada por arma de fogo foi de R$ 2.391, ou seja, 3,2 vezes maior. Segundo o estudo, nove em cada dez pacientes internados nessas condições são homens, e 57% são pessoas negras. (Folha)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.