Aliados de Israel são privilegiados em lista de saída da Faixa de Gaza

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Pelo terceiro dia seguido, o grupo de 34 pessoas que aguarda para sair da Faixa de Gaza rumo ao Brasil ficou de fora da lista divulgada pelo Egito. Até esta sexta-feira, países aliados do governo de Benjamin Netanyahu, sobretudo Estados Unidos e Reino Unido, foram os mais favorecidos. Fontes do governo e diplomáticas não sabem responder por que o Brasil ainda não entrou na lista. Especulações têm crescido, entre elas a de uma retaliação ao governo brasileiro por suas posições em votações no Conselho de Segurança da ONU, que foi presidido pelo Brasil em outubro. Algumas fontes do governo descartam que esse posicionamento explique a exclusão do Brasil, utilizando um argumento recorrente: a autorização a cidadãos da Indonésia, país que não reconhece o Estado de Israel. A explicação, apontam outras fontes, poderia ser o bom relacionamento entre Indonésia e Egito. Segundo fontes do governo, as respostas do governo egípcio são sempre as mesmas: existem cotas diárias, e o país não pode autorizar uma entrada em massa de estrangeiros em seu território. Enquanto isso, os diplomatas seguem negociando. (Globo)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.