Direito ao aborto garante vitórias democratas em eleições locais dos EUA

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

A defesa do direito ao aborto, fundamental para evitar uma derrota maior nas eleições legislativas do ano passado, garantiu ao Partido Democrata vitórias expressivas em eleições locais desta terça-feira. Na Virgínia, os democratas conquistaram a maioria na Assembleia Legislativa e mantiveram o Senado estadual combatendo a proposta do governador republicano Glenn Youngkin de banir o aborto após 15 semanas de gestação. Em Ohio, a população aprovou a inclusão do direto ao aborto na Constituição estadual. E em Kentucky, um estado tradicionalmente republicano, o democrata Andy Beshear foi reeleito governador, a despeito do apoio explícito de Donald Trump a seu adversário. Embora o candidato do partido, Brandon Presley, tenha perdido para o governador reeleito Tate Reeves no também conservador Mississippi, a disputa foi muito mais apertada do que esperavam os republicanos. Em junho do ano passado, a Suprema Corte, hoje majoritariamente conservadora, anulou a decisão de 1973 que tornava o aborto um direito constitucional no país. (New York Times)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.