‘Nenhuma força estrangeira manda na PF’, diz Dino, em resposta a Israel

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

O ministro da Justiça, Flávio Dino, não gostou nada das declarações do premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, ressaltando a participação do Mossad, serviço secreto israelense, na prisão de dois brasileiros suspeitos de pertencer à milícia islâmica libanesa Hezbollah. “Nenhuma força estrangeira manda na Polícia Federal do Brasil. E nenhum representante de governo estrangeiro pode pretender antecipar resultado de investigação conduzida pela Polícia Federal, ainda em andamento”, escreveu Dino nas redes sociais. Netanyahu afirmou que os presos pretendiam realizar atentados no Brasil, mas, segundo o ministro da Justiça, a investigação da PF é que vai determinar ou não se era um caso de terrorismo. Para a cientista social Karime Cheaito, especialista em Líbano, um ataque no Brasil não corresponderia ao modus operandi do Hezbollah e precisaria de anuência de seu principal financiador, o Irã. (UOL)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.