Ação nos EUA acusa Tinder e Hinge de ‘viciarem’ os usuários

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Sexo pode ser viciante. Expectativa de sexo também. Pelo menos é o que tentam provar seis usuários que entraram na Justiça dos EUA contra o Match Group, dono das plataformas de relacionamento Tinder, Hinge e The League por violações dos direitos do consumidor. Eles alegam que a empresa emprega “recursos psicologicamente manipulativos para garantir que eles permaneçam no aplicativo perpetuamente como assinantes pagantes”, comparando as plataformas a jogos criados para viciar o usuário. A empresa classificou a demanda como “ridícula”. (Estadão)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.