Rushdie diz que IA só ameaça escritores ‘pouco originais’

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

A inteligência artificial representa uma ameaça a escritores de gêneros “pouco originais”, como suspense e ficção científica, mas carece de “humor e inteligência” para desafiar romancistas sérios. A opinião, por si só polêmica, é do escritor Salman Rushdie, em artigo publicado nesta quinta-feira pela revista literária francesa NRF. O autor de Os Versos Satânicos relata ter pedido ao ChatGPT que escrevesse um texto de 200 palavras “no estilo de Salman Rushdie” e que o resultado foi “um monte de besteira”. “Ninguém que já tenha lido uma únicas das minhas páginas acreditaria que eu escrevi aquilo”, garantiu. O escritor de 65 anos acrescenta que a IA também pode ser um risco para roteiristas. “Como Hollywood está constantemente criando novas versões dos mesmos filmes, a inteligência artificial pode ser usada para rascunhar roteiros”, avalia. (France24)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.