Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.

 
 


19 de julho de 2019
Consultar edições passadas

Histórias para ouvir

Saem detalhes da delação de Palocci contra os bancos


Trechos da delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci, obtidos pelos jornalistas Aguirre Talento e Bela Megale, revelam que, ao todo, os principais bancos do país fizeram doações que somaram R$ 50 milhões às campanhas do PT. Em troca, informou Palocci em seu acordo feito com a Polícia Federal e já homologado pela Justiça, durante os governos Lula e Dilma, os bancos receberam informações privilegiadas que incluíram antecipação de mudanças na taxa básica de juros, a Selic — quem informava aos bancos era ele próprio e, depois, seu sucessor Guido Mantega. Entre os que eram informados, Palocci lista Bradesco e BTG Pactual. Segundo o ex-ministro, as vantagens indevidas pagas pelo suborno foram de toda sorte. A pedido de Lula, por exemplo, o BNDES fez uma injeção atípica de R$ 2,4 bilhões na Aracruz Celulose, beneficiando o grupo Safra, para viabilizar a compra da empresa pelo Votorantim por R$ 2,7 bi. O Itaú Unibanco, de sua parte, doou à campanha Dilma 2010 como recompensa pela aprovação, por parte do Cade, da fusão entre as duas casas bancárias. E ele próprio, Palocci, recebeu propina de R$ 100 mil da Parmalat em troca de liberar aportes do Banco do Brasil para a empresa de laticínios. (Globo)

Enquanto isso... O pedido dos advogados de Lula para afastar os desembargadores João Pedro Gebran Neto e Thompson Flores do processo sobre o sítio de Atibaia foi negado pelo TRF-4. Argumentavam que os juízes eram parciais. (Poder 360)

E... O juiz Luiz Antonio Bonat, substituto de Sergio Moro em Curitiba, tornou réus o ex-senador Romero Jucá e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Os emedebistas são acusados de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pela operação Lava Jato. (Poder 360)

Há três semanas, a Receita Federal começou a pedir explicações a algumas das empresas que contrataram os serviços do escritório da mulher do presidente do STF, José Antonio Dias Toffoli. Era um trabalho conjunto, que também incluía revisar as receitas financeiras da mulher do ministro Gilmar Mendes, e que nasceu de um grupo que olhava com lupa os dados tributários de agentes públicos. Nesta semana, Toffoli proibiu que Receita e Coaf informem Ministério Público ou Polícia sobre irregularidades que encontrem sem consultar, antes, o Judiciário. (Crusoé)

Então... Nos EUA e na Europa, o Ministério Público recebe este tipo de informação sem a necessidade de autorização judicial. (Globo)

Frases do presidente Jair Bolsonaro, publicadas ontem.

1. “Agora pouco, o Osmar Terra e eu fomos para um canto e nos acertamos. Não posso admitir que, com dinheiro público, se façam filmes como o da Bruna Surfistinha. Não dá. Ele apresentou propostas sobre a Ancine, para trazer para Brasilia.” (UOL)

2. “Pretendo beneficiar filho meu, sim, pretendo, está certo? Se eu puder dar um filé mignon para o meu filho eu dou, mas não tem nada a ver com filé mignon essa história aí, nada a ver. É realmente nós aprofundarmos um relacionamento com um país que é a maior potência econômica e militar do mundo. Pretendo encaminhá-lo, sim. Quem disse que não vai mais votar em mim, paciência.” (Reuters)

Fernando Holiday, do MBL, a Morris Kachani: “A direita, para conseguir o máximo de apoiadores simplificou o debate público em um Fla x Flu. Tive vários vídeos, eu falava alguma coisa aí descia o oclinhos. Tudo era mitada: Holiday humilha ciclano, acaba com não sei quem… Esse tipo de coisa foi alimentando uma direita extremista que tem dificuldade de lidar com quem pensa diferente. Se eu pudesse resumir a autocrítica, seria a simplificação do debate, que se deu por meio de memes. Comecei a conversar com professores por meio do Escola Sem Partido, que defendi. E percebi que a visão dos professores estava longe de ser aquilo que eu queria. Mas a forma como eu dizia essas coisas era belicosa, sempre colocando o professor como uma figura demoníaca. O movimento está seguindo por um caminho perigoso. O projeto que está sendo defendido é um que busca incentivar alunos a gravar professores e indiretamente até intimidar. Esvaziar a autoridade sob a alegação de estar se cometendo uma doutrinação. Esse novo projeto não defendo. Então esse tipo de linguagem de estimular a raiva, estimular o ódio, acaba estimulando essa humilhação pública, acho realmente bem perigoso. Nosso papel daqui em diante vai ser exercitar a ideia de que a existência do outro é necessária para a sua própria existência. Se existe esquerda é porque existe direita, e a esquerda reforça a existência da direita. É possível dialogar com esse diferente sem abrir mão da sua identidade. O caminho agora é o MBL se abrir para um diálogo maior com quem pensa diferente.” (Estadão)


Desde que o Barão do Rio Branco mudou radicalmente nossa política externa, enviando para Washington o primeiro embaixador brasileiro nos Estados Unidos, inúmeros homens passaram pelo cargo. Alguns deles, excepcionais. Na edição deste sábado, o Meio contará o que fizeram alguns deles e como seu preparo, sua capacidade de profunda compreensão do mundo, fez toda a diferença para o Brasil. Além do mais, a assinatura que inclui esta edição Premium ajuda o Meio a ir pra frente. E isto por quase nada. Assine.


Um grande passo para o Instagram

Tony de Marco

 
Homem-na-Lua

Cultura


É o mês das crianças nos cinemas; e dos adultos também. O tão esperado live-action de O Rei Leão (trailer), com vozes de Beyoncé e Donald Glover, chegou às telonas. Selecionado para a Competição Principal do 69º Festival de Berlim, O Bar Luva Dourada (trailer) também entrou em cartaz. Na história, que se passa na década de 70, os habitantes da cidade de Hamburgo sofrem com as notícias de desaparecimentos sucessivos, e que seguem padrões específicos, de vários cidadãos. Começa então uma das mais complexas investigações de assassinatos em série que o local já havia presenciado até o momento. Outro destaque é o documentário Palace II – Três Quartos com Vista para o Mar (trailer) dirigido por Rafael Machado e Gabriel Correa e Castro. No dia 22 de fevereiro de 1998, o conhecido prédio Palace II sofreu um desabamento inesperado, deixando 8 mortos e quase 200 famílias desabrigadas. Considerado um dos maiores desastres na história da engenharia civil brasileira, até hoje alguns dos culpados não foram punidos pelo descaso, mas as vítimas lembram bem dos momentos cruciais - antes, durante e depois da queda. Veja outros lançamentos da semana.

Em São Paulo, estreia amanhã, no Municipal, uma nova montagem de Rigoletto, de Giuseppe Verdi, com regência de Roberto Minczuk e direção de Jorge Takla. Os tenores Fernando Portari e Dario Schmunck revezam-se no papel do Duque de Mântua, responsável pela ária mais conhecida da ópera (La donna è mobile). A artista Helena Carvalhosa apresenta 20 pinturas que desdobram sua pesquisa cromática em individual Sem Título, Sem Data na Galeria Milan. No sábado, a cantora Virgínia Rodrigues lança o disco Cada Voz é Uma Mulher no Auditório Ibirapuera. Como parte do Festival de Campos do Jordão, a Sala São Paulo recebe hoje a música de autores contemporâneos, como John Cage e Marlos Nobre, interpretada pelo pianista Paulo Álvares com alunos de metais e percussão. No domingo, Neil Thomson rege o pianista Jean-Louis Steuerman e a orquestra do festival em peças de João Guilherme Ripper e Zoltán Kodály, entre outros. A trombonista e cantora americana Natalie Cressman se apresenta hoje com o violinista brasileiro Ian Faquini no JazzB. O Sesc Pompeia celebra a arte e a cultura do Morro do Querosene em rodas de samba e concerto da orquestra de berimbaus. Por lá, amanhã e domingo, Marcos Valle revisita o clássico disco Previsão do Tempo, lançado em 1973.

No Rio de Janeiro, o IMS carioca recebe a grande retrospectiva do trabalho da fotógrafa Claudia Andujar com os Yanomami. Produzidas nos anos 70 e 80, as cerca de 200 imagens mostram a luta dos indígenas pela demarcação de terras. Já a Casa Roberto Marinho exibe, a partir de hoje, mais de 150 obras de artistas estrangeiros de sua coleção, incluindo originais de Salvador Dalí, Marc Chagall e Giorgio de Chirico. A curadoria é de Lauro Cavalcanti. O Espaço Abu, novo teatro de Copacabana, será inaugurado amanhã com a peça Chuva, do grupo Tábula Rasa. No Sesc Copacabana, o grupo pernambucano de teatro Magiluth está em cartaz com a peça Dinamarca, inspirada em Hamlet. A Petrobras Sinfônica apresenta no sábado a Sinfonia nº 2 – The Age of Anxiety, de Bernstein, e o poema sinfônico Aus Italien, de Strauss, no Municipal. No mesmo dia, a OSB interpreta dois divertimentos de Mozart no Sala Cecilia Meireles. Para mais indicações culturais, assine a newsletter da Bravo!

E estreia hoje, na Netflix, a nova temporada de La Casa de Papel. O novo plano: assaltar o Banco de España.

Um incêndio criminoso em um estúdio de animação na cidade de Kyoto, no oeste do Japão, deixou 33 mortos ontem. O Kyoto Animation é muito importante para os fãs de anime. "Especialidade deles é adaptar light novels, com romances mais leves, protagonistas femininas e forte tom dramático". Segundo fãs e sites especializados em cultura pop japonesa, a política da empresa de tentar contratar mais mulheres foi importante para que o estúdio se envolvesse com roteiros focados em personagens femininas. É o caso da série Violet Evergarden que, em 2018, ganhou destaque ao ser licenciada para a Netflix.

Viver


O fotógrafo Thibaud Poirier passou anos viajando de país em país. “Crescendo nessas paisagens imensamente diferentes”, escreve em seu site, “desenvolvi um fascínio pela arquitetura e por ambientes urbanos". Como fotógrafo autodidata, Poirier reserva um lugar especial para a fotografia noturna. Todos esses interesses convergem na linda série Sleeping Venice, que mostra os prédios da cidade italiana e catacumbas sob o silêncio da lua. Você pode conferir todas as fotos no seu Instagram, mas o FlavorWire escolheu algumas favoritas.

No carnaval de 2020, a Mangueira levará Jesus Cristo à Sapucaí no enredo A verdade vos fará livre. A ideia não é representar Jesus bíblico e seu martírio, mas lançar um questionamento sobre o que aconteceria se Cristo voltasse à Terra em um ambiente de intolerância generalizada. "Vamos falar sobre a figura política de Cristo e o que ela pregava: o amor irrestrito, que nos torna livres da intolerância e do preconceito. Essa é a verdade que liberta", defende Leandro Vieira. O carnavalesco bicampeão tem consciência de que não vai ser nada fácil. Em 1989, a Beija-Flor foi proibida por uma liminar obtida pela Arquidiocese de apresentar na Sapucaí uma réplica do Cristo caracterizado de mendigo.

Pela primeira vez na história, o Brasil tem uma campeã mundial de Esgrima. Nathalie Moellhausen, de 33 anos, conquistou a inédita medalha de ouro no individual de espada feminino do Mundial na Hungria. No próximo sábado, dia 20, Nathalie ainda disputa a competição por equipes pelo Brasil. Conheça mais sobre a história da campeã.

Não custa olhar. Imagens do hotel, na Índia, que acabou de ser eleito o melhor do mundo pelos leitores da Travel + Leisure.

Cotidiano Digital


Pelo menos dez mil pessoas foram informadas pela Microsoft de que tiveram suas contas na nuvem da empresa como alvo, ou mesmo invadidas, por hackers representantes de governos como o Irã, a Coreia do Norte ou a Rússia. Um dos atacantes é o Fancy Bear, grupo russo responsável pelo ataque ao Partido Democrata durante as eleições de 2016. A companhia tenta convencer as autoridades responsáveis por eleições a incorporar o ElectionGuard, um pacote de softwares de código aberto, em suas urnas eletrônicas e sistemas de contagem. O software permite que eleitores se certifiquem de que seus votos foram contabilizados e que organismos externos de checagem possam validar a integridade do pleito.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.




19 de julho de 2019
Consultar edições passadas