Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.

 
 


19 de setembro de 2019
Consultar edições passadas

Nova lei para eleições prevê mais dinheiro e facilita caixa dois


A Câmara dos Deputados aprovou, ontem à noite, o projeto de lei que altera regras para partidos e eleições. É a segunda vez que o texto passa pela Casa. O Senado havia retirado os dispositivos que facilitavam o caixa dois e dificultavam a fiscalização das contas eleitorais pelo TSE. Ficou, porém, o fundo eleitoral sem valor pré-definido. Ontem, os deputados trouxeram de volta os dois pontos que facilitam caixa dois — um é a anistia a multas por desaprovação de contas e, o outro, a autorização de que o pagamento de advogados durante o pleito não precise ser contabilizado como gastos de campanha. São dinheiros que não precisarão ser explicados. (G1)

Os deputados não gostaram da ação do Senado, que deixou para eles o desgaste com a mudança na lei, conta Tales Faria. Pelos corredores, senadores foram chamados de traidores, de covardes, de populistas. (UOL)

Mas o desacordo entre as duas Casas é ilusão. Miguel Caballero sugere que os presidentes Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre estão dividindo os desgastes. A Câmara assumiu o ônus da reforma que diminui transparência contábil em eleições. Mas foi o Senado que flexibilizou o tamanho do fundo partidário. (Globo)

Pois é... Josias de Souza sugere que os deputados simplesmente levantaram a bola para Bolsonaro cortar. Desgastado na frente de combate à corrupção, o presidente pode ainda vetar o que o Congresso acaba de aprovar. (UOL)

O ministro Sergio Moro ganhou uma. De volta das férias, hoje, o delegado Maurício Valeixo reassume a direção-geral da Polícia Federal. Ele não deixará o cargo, como havia sugerido o presidente Jair Bolsonaro. Nos corredores, as ordens são de que nenhum comentário seja feito para não parecer uma derrota do presidente. (Estadão)

Então... O jornalista Guilherme Amado chegou a publicar que, nos bastidores, o ministro afirmou que deixaria o cargo se não tivesse alguém de sua confiança no comando da PF. (Época)

Enquanto isso... O Podemos, de Álvaro Dias, está angariando filiados acenando com a possibilidade de ser o partido de Moro candidato ao Planalto. Segundo Vera Magalhães, a noção também atrai deputados e senadores, incluindo dissidentes do PSL. (BR Político)

Aliás... A PF entrou agora de manhã no Congresso Nacional. Na mira estão o senador Fernando Bezerra Coelho, líder do governo no Senado, e seu filho, o deputado Fernando Coelho Filho. Os delegados traziam mandados de busca e apreensão autorizados pelo ministro Luís Roberto Barroso. (Folha)

O Copom reduziu a Selic, taxa básica de juros da economia, para 5,5% ao ano. É o menor desde o início do regime de metas de inflação, em 1999. Itaú e Bradesco anunciaram que vão reduzir os juros de suas linhas de crédito ao consumidor. Nos EUA, o Fed também fez uma redução para o intervalo entre 1,75% e 2%. (G1)

Mais de 200 investidores, que têm juntos US$ 16 trilhões em ativos sob gestão, incluindo a Amundi, maior gestora de recursos da Europa, e bancos como o BNP Paribas, pediram ações contra queimadas na Amazônia. No comunicado, o grupo diz que acompanhou com grande preocupação a "escalada da crise".

O governo terá de pagar R$ 120 milhões a um grupo de 49 petistas. São, todos, funcionários da liderança do partido na Câmara. Venceram, num bolão, a Mega-Sena sorteada na quarta-feira. Cada um apostou R$ 10. Levarão para casa R$ 2,5 milhões. O grupo aposta há mais de dez anos em todos os sorteios. Segundo o deputado Aliel Machado, do PSB paranaense, o PT estuda mudar a orientação sobre taxar grandes fortunas. (Estadão)


E Benjamin Netanyahu aparentemente chegou em segundo — colado no primeiro, mas atrás nas eleições israelenses. Benny Gantz, ex-comandante das Forças Armadas e líder do jovem partido Kahol Lavan, ou Azul e Branco, terá a primeira oportunidade de montar o gabinete. O resultado ainda não está determinado. A coalizão liderada por Bibi tem 55 cadeiras, seis menos do que as 61 necessárias à maioria. O bloco centrista de Gantz, que inclui partidos árabes, tem 57. Mas há um problema. O ex-chanceler Avigdor Liberman não fará alianças com partidos religiosos, que compõem a chapa de Netanyahu. Tampouco fará aliança com o grupo de Gantz, por conta dos árabes. Liberman espera um governo laico e nacionalista. Ainda não está claro qual o perfil do futuro governo. Os votos serão contados até o último e, a partir daí, as negociações para composição de gabinete são imprevisíveis. Nesta eleição, após dez anos, o pêndulo político em Israel está deixando a direita. Não quer dizer que o resultado seja definitivo. Ontem, Netanyahu acenou para Gantz — sugere que sentem juntos para tentar formar um gabinete de consenso. (New York Times)

Só que... O Likud de Bibi é um partido de direita. Outros em seu grupo — ele jura que não trairá ninguém — são de extrema-direita. A coalizão de Gantz é de centro-esquerda. Se juntos não conseguirem formatar um governo, é possível que Israel precise enfrentar a terceira eleição este ano. (Haaretz)

Viver


O número de casos confirmados de sarampo ultrapassou 4 mil no estado de São Paulo, segundo balanço divulgado ontem. Mais de 55% estão na capital e até o momento três pessoas morreram em decorrência da doença. A vacinação contra o sarampo está disponível na rede pública até os 49 anos.

Mas quem precisa tomar as doses? Com exceção de quem possui comprovação de que se protegeu adequadamente, o indicado é voltar ao posto de saúde para um reforço. Tire suas dúvidas.

Os desdobramentos do caso Marielle Franco no STJ estão divididos entre dois ministros da Corte que vão ser relatores do tema: Raul Araújo e Laurita Vaz. Saiba quais são os próximos passos. (G1)

Inscrições abertas para o Casamento Coletivo Igualitário nos Centros de Cidadania LGBTI em São Paulo. A cerimônia está prevista para acontecer na 1ª quinzena de novembro e é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania por meio da Coordenação de Políticas para LGBTI. A ação tem como objetivo unir legalmente casais homoafetivos que desejam oficializar a união civil e não possuem condições financeiras. Os casais interessados deverão comparecer em um dos Centros de Cidadania LGBTI até o dia 26. Eis a documentação necessária.

Um grupo de arqueólogos da Universidade de Tel Aviv localizou, no Deserto de Arava, vestígios da Terra de Edom, citada no livro de Gênesis. Os edomitas seriam os descendentes de Esaú, irmão de Jacó, filhos de Isack. Não havia evidência científicas de que este povo existiu.

Cultura


Let me take you down/Cause I'm going to...Strawberry Fields. O jardim secreto de John Lennon está aberto aos fãs desde 14 de setembro em Liverpool. Para sempre, com página no Facebook e tudo. O edifício, uma antiga casa vitoriana, era um orfanato administrado pelo Exército da Salvação desde 1936. “Todas as crianças têm um jardim secreto, talvez um esconderijo embaixo da escada, ou os galhos de um grande carvalho”, disse a irmã de Lennon, Julia Baird.

Lançado pela primeira vez em 1967 em um single com Penny Lane no lado B, o título provisório de Strawberry fields forever era “It´s not too bad”. A gravação da música foi feita durante 45 horas para o disco Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band – apesar de não ter sido incluída nele e só ter sido lançada em single. E o clipe para rever.

Escrito pela americana Rachel Kushner, um dos nomes mais importantes da nova geração, Mars Club conta a rotina de uma prisão para mulheres. O leitor conhece Romy Hall, a protagonista da história, em um ônibus que a leva para Stanville, na Califórnia. Stanville é uma prisão de verdade, a maior casa de detenção feminina dos Estados Unidos e a única no estado com um corredor da morte. Essa parte da trama se passa no começo da primeira década deste século. Romy tem 29 anos, é mãe de um garoto chamado Jackson e vai começar a cumprir sua pena de duas prisões perpétuas e mais seis anos por ter matado o seu stalker. A crítica é positiva. (Folha)

O livro sai no Brasil pela Todavia e foi lançado cinco anos depois do romance que projetou o nome da autora, Os Lança-Chamas.

A 26ª edição do Prêmio Multishow divulgou ontem seus últimos finalistas, com os nomes que disputarão as três categorias reservadas para o superjúri. Para o prêmio de revelação, três cantoras e compositoras estão no páreo: a pernambucana radicada no Rio Duda Beat , a paulistana MC Tha e a baiana de raízes ribeirinhas Josyara.

Um dos lançamentos mais comentados do primeiro semestre, O futuro não demora, terceiro álbum do grupo BaianaSystem, angariou duas indicações. No Spotify.

A série inspirada em O Senhor Dos Anéis já tem um local de gravação definido: a Nova Zelândia. A Amazon Studios anunciou que a produção terá início nos próximos meses em Auckland.

Cotidiano Digital


Em uma noite, no ano de 1998, Reed Hastings e Marc Randolph se sentaram para discutir o fracasso de um acordo promocional com a Sony. Eram, ambos, os co-fundadores de uma startup chamada Netflix. Hastings então abriu seu laptop, disparou o PowerPoint e começou uma apresentação para o sócio. Era um argumento sobre como Randolph não cabia mais no papel de CEO. “Mas não tem chance de eu ficar aqui sentado enquanto você me convence de que não presto”, ele disse ao amigo. É uma das histórias de That Will Never Work (Amazon) — Isto nunca vai dar certo —, o livro no qual Randolph conta a história de como a companhia começou. Hoje dono de 15% dela, acompanha à distância desde 2003. Uma das histórias que Randolph nega é o mito fundador: de que Reed teria tido a ideia da Netflix após ser obrigado a pagar uma multa de US$ 40 por entregar atrasado um DVD na locadora. E, sim, ele e Hastings são amigos. (New York Times)

O Reddit, talvez a maior comunidade da internet e o oitavo maior site em visitas no ocidente, de acordo com o Alexa, ficou algumas horas fora do ar, ontem. Usuários de Estados Unidos, Reino Unido, Portugal e Austrália foram os mais atingidos, mas também os brasileiros sofreram um quê para conseguir acesso.

Aliás... Oitavo maior em visitas no Ocidente, porém 19º do mundo. O site mais visitado do mundo é o Google, seguido do YouTube. Entre o terceiro e o sexto, são sites chineses. Facebook é o sétimo — e lá vêm mais dois chineses. A Wikipédia é a décima, Yahoo! 11º — 12 e 13, chineses. Amazon é a 14ª. Mais três chineses. Live, da Microsoft, é o 18º, então Reddit. E, aí, um site russo. São os vinte mais. Confira a lista. É dinâmica.

Foi lançada, ontem, a segunda versão do Facebook Portal. Ainda em busca de popularidade, é um sistema que permite, via Messenger, conversas de vídeo. São três os modelos: Portal Mini, Portal e Portal TV. Custam, respectivamente, US$ 129 e US$ 179. A versão para TVs sai por US$ 149. A cara dos dois primeiros é a de um porta retratos maior ou menor. O da TV lembra uma barra de som que se conecta, ora, à TV. Em essência, todos fazem o mesmo: uma câmera, microfone, e a câmera é capaz de acompanhar o rosto da pessoa que fala, mantendo-a sempre centralizada. Um videofone pelo qual é possível se mover pela sala enquanto, do outro lado, o receptor mal percebe movimento. O Facebook garante que não há qualquer reconhecimento facial.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.




19 de setembro de 2019
Consultar edições passadas