Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.

 
 


26 de setembro de 2019
Consultar edições passadas

Processo de impeachment tem primeiro dia acelerado, nos EUA


Sob pressão, menos de 24 horas após a abertura do processo de impeachment de Donald Trump, a Casa Branca enviou para a Câmara dos Deputados tanto um relato da conversa entre o presidente e seu par ucraniano, Volodymyr Zelensky, quanto a delação feita por um agente dos serviços de inteligência. A conversa entre os dois presidentes não foi gravada, o que o governo entregou é uma transcrição editada. “Ouvi que vocês tinham um ótimo procurador que foi derrubado”, disse Trump de acordo com a versão oficial. “Mr. Giuliani é um homem muito respeitado, vou pedir a ele e ao procurador-geral que liguem para você. Tem muita gente falando sobre o filho de Biden, que Biden impediu que um caso aí prosseguisse.” Rudolph Giuliani não ocupa cargo no governo, ele é advogado particular de Trump. Ao menos de acordo com o texto divulgado pela Casa Branca, Trump em momento algum sugere que vá oferecer algo a Zelensky em troca de uma investigação sobre o pré-candidato democrata. A delação, que também foi entregue aos deputados, foi tratada inicialmente como sigilosa. Até ontem, o governo resistia em repassar os relatos aos parlamentares, porém o Diretor Nacional de Inteligência Joseph Maguire, responsável por todas as agências, ameaçou se demitir caso não pudesse depor livremente perante o Congresso. Os democratas planejam avançar com rapidez com a investigação para levar o processo de impeachment a voto na Câmara. (Washington Post)

Leia: A transcrição editada, em inglês. (CNN)

Algumas poucas informações já vazaram a respeito da delação. O agente não demonstrou preocupação apenas em relação à conversa dos presidentes. Ele também afirma ter visto motivo para alarme na maneira como funcionários da Casa Branca trataram os registros a respeito da conversa e considerou que Trump teria colocado em risco a segurança nacional em troca de uma colaboração com sua campanha. O ouvidor das agências de inteligência, Michael Atkinson, conduziu uma investigação a partir do que lhe foi delatado e conversou com testemunhas. Considerou que as informações eram críveis. Deputados e senadores que tiveram acesso aos documentos se dividiram — democratas consideraram grave e, republicanos, que não havia nada demais. (New York Times)

O mistério não deve durar muito. De acordo com o deputado republicano Chris Stewart, o governo decidiu tornar pública a delação, que deve ser divulgada hoje. (Twitter)

Trump deu uma coletiva à imprensa de dentro da ONU. Ele afirma que senadores democratas é que estavam pressionando a Ucrânia a cooperar com uma investigação contra ele. De acordo com o presidente, o processo de impeachment é sinal de desespero dos democratas porque vão perder as eleições do ano que vem. (Vox)

Nate Silver, especialista em tendências eleitorais: “Até agora, eu via com ceticismo a ideia de que seria bom para os democratas prosseguir com o impeachment. A lógica para minha mudança de opinião é que esta transcrição da conversa entre Trump e Zelensky é a melhor versão que a Casa Branca pode oferecer. E a melhor versão já é bastante ruim para ele. Eles oficializam que Trump implorou a um líder estrangeiro que investigue Joe Biden, um de seus possíveis oponentes na eleição de 2020.” (FiveThirtyEight)

Segundo um assessor de Zelensky, os ucranianos tentaram por semanas conseguir uma conversa telefônica com Trump. O país depende de dinheiro dos EUA. “Deixaram bastante claro para nós”, afirma Serhi Leshchenko, “que Trump só conversaria se eles discutissem o caso relacionado a Biden.” (ABC News)


O Senado aprovou, ontem, por 68 votos a 10, a indicação de Augusto Aras para o cargo de procurador-geral da República. Foi uma sabatina tranquila, com raros momentos de tensão. “De todos os atos do presidente”, disse o senador Renan Calheiros, “talvez o mais acertado e significativo seja o da indicação do doutor Augusto Aras.” O campo da esquerda também gostou da indicação. “Esperamos que ele faça mudanças significativas”, contou a Sonia Racy o líder do PT, Humberto Costa, que conta com a revisão do que Aras considerou ‘excessos’ da Operação Lava Jato. (Estadão)

A nova pesquisa Ibope, encomendada pela CNI, revela que 31% da população considera o governo Jair Bolsonaro ótimo ou bom. O número era de 32% em junho. 34% o vêem como ruim ou péssimo — 32% no levantamento anterior. Foram entrevistadas duas mil pessoas em 126 municípios entre 16 e 22 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. (G1)

E... A FGV DAPP monitorou as reações dos usuários do Twitter sobre o discurso de Jair Bolsonaro na ONU. O resultado, ainda inédito, revela que 58% das reações foram negativas; 39% positivas; e 2,7% neutras. O período analisado foi entre às 8h e 12h de terça-feira

O Major Vitor Hugo, líder do governo na Câmara, celebrou ontem a aprovação na casa da MP que cria a NAV Brasil, primeira estatal do governo Bolsonaro. A substituta da Infraero, segundo ele, impedirá que um Onze de Setembro ocorra no país. O Senado ainda precisa aprovar — até sexta. (Twitter)

Cultura


Com a hashtag #SomosTodosFernanda, que foi criada em resposta às ofensas feitas pelo diretor da Funarte à Fernanda Montenegro, um compilado de posts de apoio em solidariedade à atriz. Instituições como o Memorial da América Latina e a Associação dos Produtores de Teatro (APTR) também repudiaram as declarações.

Às vésperas de completar 90 anos, a atriz que acaba de lançar sua autobiografia é uma das atrações principais do Festival Mário de Andrade, em São Paulo. Ela sobe ao palco do Teatro Municipal no domingo, 6, para uma conversa sobre sua trajetória com a jornalista Marta Góes.

Foi no Festival de Berlim que Fernanda Montenegro escutou de Arthur Cohn, produtor: “Você receberá uma indicação ao Oscar por esse trabalho.” Não era uma opinião qualquer. Cohn tinha cinco Oscars, mas sua previsão pareceu absurda, recordou a atriz durante uma entrevista ao New York Times, em 1999. “Eu o encarava com descrença, simplesmente como um elogio, uma maneira mais calorosa e agradável de dizer ‘Tenha um bom dia.’”

Vinte anos após a indicação... Central do Brasil conta a história de uma que trabalha escrevendo cartas na estação Central do Brasil no Rio de Janeiro. O filme venceu dezenas de prêmios de diversos festivais conceituadíssimos do mundo todo, como o Festival de Cinema de Berlim, o Globo de Ouro e o BAFTA. Dora foi interpretada magistralmente por Fernanda Montenegro, que concorreu ao Oscar de melhor atriz principal.

Paulo Coelho: “Vou perder leitores, mas criticar Bolsonaro é compromisso histórico.” A entrevista completa do escritor brasileiro mais lido no mundo foi um dos principais assuntos de ontem. Também em vídeo.

Viver


Os números são assustadores. Até o ano 2100, se nada for feito, o aumento do nível do mar pode alcançar até um metro de altura; isso pode acarretar a retirada de milhões de moradores de áreas costeiras e ilhas. Com o aquecimento da água, oceanos se tornarão mais ácidos, alterando a vida marinha; ainda que se limite o aquecimento a 1,5°C, os recifes de coral já estão quase todos condenados. O degelo do permafrost vai liberar mais de 1,5 mil gigatoneladas de gases de efeito estufa – isso é quase o dobro do carbono que atualmente está na atmosfera. Até o final deste século, a frequência de ondas de calor marinhas pode aumentar em 50 vezes, chegando a uma variação de 3°C ou 4°C. Os dados fazem parte do novo relatório do IPCC, que analisa e compila as descobertas científicas mais recentes sobre a mudança climática, o oceano e a criosfera – água em estado sólido, como geleiras, comprovam que os níveis do mar estão subindo. O documento  contou com a coordenação de mais de 100 especialistas de 30 países, sendo a maioria de países em desenvolvimento e foi organizado para apresentar cenários sobre como o aquecimento global pode afetar o oceano, as calotas polares e as áreas congeladas em montanhas.

Pois é...  a mancha de óleo, que há um mês se espalha pelo oceano e vem atingindo as praias do Nordeste, chegou ao litoral de Sergipe na manhã de ontem. A substância manchou as areias da praia Ponta dos Mangues, em Pacatuba, região norte do Estado, a 68 quilômetros de Aracaju e ameaça também a reserva ecológica de Santa Isabel, em Pirambu, onde o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) desenvolve um projeto de preservação de tartarugas-marinhas.

Astrônomos dirigidos pelo Instituto Max Planck de Física Gravitacional (Alemanha) descobriram que o segundo pulsar mais rápido conhecido até hoje emite raios gama. Esta descoberta poderia ajudar aos cientistas a compreender melhor as características das estrelas, informa o estudo publicado recentemente na revista The Astronomical Journal. Mais de oito anos de dados foram analisados para detectar a radiação emitida pelo pulsar J0952-0607, que gira a uma velocidade de 707 vezes por segundo.

Meio Ambiente: Fotógrafos vencedores de 2019. SL Shanth Kumar ganhou por sua imagem de casas atingidas por inundações em Mumbai. Outro destaque foi o Prêmio Cidades Sustentáveis. Eliud Gil Samaniego fotografou Mexicali, uma das cidades mais contaminadas do mundo por causa das mudanças climáticas. Os vencedores deste ano foram revelados durante cúpula climática da ONU em Nova York.

Cotidiano Digital


A Amazon fez, ontem, o anúncio de quinze novos produtos — todos com a assistente digital Alexa. A linha de caixas de som ganhou um upgrade, e Alexa ganhou voz masculina. É a do ator Samuel L. Jackson. Echo Buds, os novos fones de ouvido sem fio, também permitem interação por voz e têm excelente qualidade de som. Neste caso, há uma boa notícia: funcionam também com Siri e a Assistente do Google. Há Echo Glow, uma simpática lâmpada inteligente que muda de cores feita para o quarto de crianças. E uma longa linha de produtos que chega até ao forno com Alexa. Uma novidade chamará atenção: Alexa permitirá que os usuários ordenem a seus equipamentos que apaguem o conteúdo das conversas tidas perante os aparelhos.

Isto posto... Alguns dos lançamentos têm tiragem limitada e serão testados no mercado. Echo Frames são armações de óculos que pareiam com celulares Android e permitem ao dono fazer perguntas para a assistente e ouvir respostas. Echo Loop é um anel com um botão discreto que também responde a perguntas — mas a caixa de som fala baixinho, é preciso aproximá-lo do ouvido.

Um relatório do Council of Foreign Relations, dentre os mais respeitados centros de estudos americanos, alerta para o acelerado avanço tecnológico chinês. A premissa é de que o país que dominar Inteligência Artificial, 5G e criptografia quântica terá vantagens militar e econômica ímpares, além de ter o poder de ditar os rumos da tecnologia. Segundo Adam Segal, que assina o estudo, a estratégia atual do governo americano, que consiste em trabalhar para desacelerar o ritmo do desenvolvimento chinês, não basta. No ritmo atual de investimentos, em 2030 a China será líder mundial em pesquisa e desenvolvimento de IA e computação quântica. Segundo ele, os chineses já formam três vezes mais bacharéis em ciências, tecnologia, engenharia e matemática. Sem mudar a legislação para facilitar a imigração de especialistas de toda parte do mundo, sugere o especialista, os EUA vão perder a briga.

Aliás... Assim como o Facebook, o YouTube também não vai retirar do ar conteúdo produzido por políticos que ocupem cargos eletivos ou da administração, mesmo que sejam feridas suas regras de conduta.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.




26 de setembro de 2019
Consultar edições passadas