Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.





12 de novembro de 2019
Consultar edições passadas

Bolsonaro deixa hoje o PSL


O presidente Jair Bolsonaro deve anunciar hoje que deixa o PSL, legenda pela qual se elegeu, conta Igor Gadelha. Será em uma reunião marcada para às 16h, no Planalto, com parte da bancada de deputados da sigla. Bolsonaro informará que vai para um partido novo, criado do zero, e quem desejar acompanhá-lo será bem-vindo. Os planos do presidente são de recolher as muitas assinaturas necessárias fazendo uso de um app criado para smartphones. (Crusoé)

Ainda não tem nome, este novo partido da direita bolsonarista. Mas será um bocado digital. Não só nascerá a partir de um app como, de acordo com Bela Megale, como terá site lançado esta semana, fará cobrança de mensalidade e promoverá uma vaquinha online — crowdfunding. (Globo)

Pois é... Só que não pode, diz Guilherme Amado. O TSE não aceita coleta de assinaturas por meio digital. São necessárias 500 mil, que devem ser validadas uma a uma, sempre com número do título eleitoral. Ainda assim, o presidente tem por meta juntar cem deputados de diversas siglas — PSL, Novo, DEM, PP, PTB, PL e PSDB.(Época)

Não virá sem resposta. O PSL deve expulsar os parlamentares que apoiarem a nova legenda e requisitar, na Justiça, seus mandatos. Vai também montar uma força-tarefa para impugnar assinaturas apresentadas aos cartórios eleitorais. De acordo com o Painel, os primeiros a aderir ao novo grupo serão prefeitos, governadores e senadores. Deputados e vereadores os seguem quando o registro pelo TSE já estiver finalizado. Os advogados do presidente tentarão, na Justiça, conseguir parte do fundo eleitoral que cabe ao PSL. (Folha)

Uma investigação envolvendo o senador Flávio Bolsonaro, filho Zero Um, localizou em seu nome, de sua família ou de sua empresa, 37 imóveis no Rio de Janeiro. De acordo com Flávio, fez bons negócios aproveitando momentos de alta do mercado. (Estadão)

Pois é... Josias de Souza indica que o Planalto recebeu, do Supremo, notícia de que os ministros devem manter suspensas as investigações sobre Flávio. A maioria da Corte vai impedir processos abastecidos por informações do Coaf sem autorização judicial. (UOL)

Ciro Gomes: “Quem comemora que um cidadão esteja preso? Eu não sei se aguentaria ficar, embora me comporte. O Mandela foi preso por luta armada contra o apartheid, o Lula foi preso por corrupção. Você pode até discutir o devido processo legal. Agora que ele seja inocente, estou cansado de saber que nunca foi, vi isso de perto, testemunhadamente. O Lula não saiu da cadeia inocente, nem inocentado pelos tribunais. Foi devolvido às ruas porque está pendente um conjunto de recursos. Aí sai imediatamente demonstrando que não aprendeu rigorosamente nada, sai o mesmo: candidato sem poder ser. Já foi assim em 2018. É tudo que o bolsonarismo está ardorosamente comemorando. No simbólico, o Lula é a impunidade. Eu não quero mais andar com o lulopetismo corrupto nem para ir para o céu. Agora quer aparecer como se não fosse o polo catalizador da hostilidade. Ele agora é generoso, que não tem ódio no coração, e, quando vai falar, o ódio sai pela boca, pelos olhos, furibundo contra todo mundo. O valor da ética, na tradição da humanidade, pertence à prática da esquerda. E o lulopetismo transferiu esse valor para o Bolsonaro.” (Globo)

Uma análise de 2,6 milhões de tweets avaliados pela agência Sprinklr entre 10h de sexta-feira e 10h de segunda indica que 69,2% dos posts foram desfavoráveis ao ex-presidente Lula. 30,8%, favoráveis. (Veja)

Não repercutiu bem nem dentro do PT o tom do discurso do ex-presidente, no sábado. Sentiram-no mais radical quando deveria moderar. E ouviram recados, do Judiciário, que radicalização vai atrapalhar o ambiente em que correm os julgamentos, conta Mônica Bergamo. (Folha)

Então... Bolsonaro sugeriu, em entrevista a O Antagonista, que poderia usar a Lei de Segurança Nacional, dos tempos da Ditadura, contra Lula. “Alguns acham que os pronunciamentos, as falas desse elemento, que por ora está solto, infringem a lei. Nós acionaremos a Justiça quando tivermos mais do que certeza de que ele está nesse discurso para atingir os seus objetivos”, afirmou. O presidente se preocupa com manifestações. “Você pode ver no Chile, o presidente Piñera demitiu todos seus ministros, pediu perdão e continua a mesma coisa. Na Argentina, não houve nenhum badernaço, porque já era uma tendência a turma da Cristina voltar ao poder como voltou. Então, acredito que não tenha problema. Agora tem que se preparar porque, na América do Sul, o Brasil é a cereja do bolo. Se nós aqui entrarmos em convulsão, complica a situação.” (Antagonista)


O ex-presidente boliviano Evo Morales tomou rumo do México, para onde partiu em exílio num jato executivo. Pelo menos vinte integrantes de Executivo e Legislativo se abrigaram na embaixada do país, em La Paz. Ao mesmo tempo, o comandante das Forças Armadas, Williams Kaliman, anunciou que pretendia enviar tropas às ruas para enfim auxiliar na pacificação. Ontem, conta a jornalista Sylvia Colombo, que está na capital, centenas de moradores da cidade de El Alto, simpáticos ao governo que caiu, desceram na direção de La Paz aos gritos de ‘agora sim, guerra civil’. Eles se queixam de terem tido suas casas e comércios invadidos por seguidores do líder opositor Luís Fernando Camacho. Sylvia conta de uma cidade cheia de barricadas e crianças mostrando marcas de tiros de borracha dos últimos dias. (Folha)

Galeria: Manifestações na Bolívia, contra e a favor do antigo governo, em 15 fotos. (El País)

O Congresso boliviano deve se reunir em sessão hoje de manhã para reconhecer a renúncia de Evo e eleger uma autoridade transitória que pode ser a vice-presidente do Senado, Jeanine Añez. As eleições que ocorreram em 20 de outubro devem ser anuladas e um novo pleito, convocado. (G1)

dasa_1

HealthTech


Mais uma rede de farmácias, nos EUA, começou a trabalhar com entregas por drone. É a CVS, fazendo uso de tecnologia do serviço de entregas UPS. As primeiras duas entregas, ainda experimentais, ocorreram na pequena Cary, Carolina do Norte. Em regiões não urbanas, onde as distâncias são grandes e a densidade de pessoas, baixa, possivelmente a modalidade se tornará a forma mais econômica de levar remédios.

A Índia está avançando no diagnóstico de câncer do colo de útero, doença que mata 67 mil mulheres ao ano por lá, e que, no entanto, é possível prevenir com diagnóstico cedo. Não é pouco. Representa um quarto das mortes provocadas pela doença mundialmente. Uma parceria da Microsoft com um laboratório de patologia clínica local desenvolveu um algoritmo de inteligência artificial capaz de examinar amostras de tecido e detectar células tumorosas por conta própria e com rapidez. Faz toda a diferença num país com escassez de patologistas especializados.

Enquanto isso... O Brasil está substituindo o método de como se mede o volume da próstata. Tradicionalmente se faz por aproximação — o radiologista mede cada uma das três dimensões, de um lado ao outro, de baixo acima, e faz um cálculo aproximado. Agora, a partir de um exame de ressonância magnética, um algoritmo também de inteligência artificial é capaz de reproduzir em 3D a glândula.

Viver


Racismo no futebol. Um dia depois de ser alvo na Ucrânia, o atacante Taison voltou a falar ontem sobre o ocorrido no clássico entre Shakhtar e Dínamo de Kiev. Em entrevista ao programa Bola nas Costas, da Rádio Atlântida, de Porto Alegre, o ex-jogador do Internacional não escondeu o desejo de deixar o futebol ucraniano. Ele tem contrato com o Shakhtar Donetsk até junho de 2021.

Relembrando...Por volta dos 30 minutos do segundo tempo do clássico, no domingo, torcedores do time de Kiev, visitantes no estádio do Shakhtar, fizeram ofensas racistas para jogadores rivais, sobretudo brasileiros. Taison se revoltou em campo, foi expulso e deixou a partida chorando. Ele usou as redes sociais para mostrar indignação. “Amo minha raça, luto pela cor, o que quer que eu faça é por nós, por amor.”

Dentinho também se manifestou depois de sofrer ofensas racistas no clássico, o que qualificou como o pior dia de sua vida. O ex-jogador do Corinthians disse que não poderia se calar diante da gravidade do assunto.

Breiller Pires sobre o racismo no futebol"É sempre bom pontuar que a luta contra o racismo também pertence aos brancos. Como rememora Taison, em alusão ao pensamento difundido pela ativista norte-americana Angela Davis, 'não basta não ser racista. É preciso ser antirracista'. Antes de se tornar jogador, o atacante do Shakhtar foi flanelinha, pintor e auxiliar de pedreiro para sobreviver a uma infância de privações em Pelotas. Hoje, rico e famoso, poderia se contentar em lidar pacificamente com o racismo, mas preferiu levantar voz para mostrar que sua resposta representa, na verdade, uma redenção de todos negros. Nesse aspecto, Taison se revela maior que Messi e outras estrelas do esporte que não se sentem tocadas pelo racismo". (El País)

A primeira imagem de um buraco negro, divulgada em abril, é a foto mais importante da história em 2019. Neste mini-documentário, é possível entender melhor a magia dos buracos negros, e porque eles representam a última fronteira da realidade.

Pois é...uma recente descoberta arqueológica no México mostra, pela primeira vez, um tipo de estratégia para caçar mamutes usada há mais de 15 mil anos. Um grupo encontrou na cidade de Tultepec, próxima à Cidade do México, mais de 800 ossos de, pelo menos, 14 mamutes. O tipo de armadilha em que eles estavam? Buracos. Os cientistas acreditam que os humanos que viviam ali naquela época atraíam os mamutes espantando-os com galhos e tochas de fogo. Mas a caça não parava necessariamente por aí: uma marca de lança foi identificada na parte frontal de um dos crânios. (Super Interessante)

Podcasting ainda é uma atividade feita, majoritariamente, por homens. O Quartz analisou o gênero e a etnia de todos os apresentadores de podcast dos 20 principais programas em 18 categorias no iTunes do Reino Unido. São 360 podcasts individuais, com 480 hosts. Nessa amostra, 33,3% se apresentaram como mulheres e 66,5% se apresentaram como homens. Nos podcasts de esportes, apenas 2% das apresentadoras são mulheres.

Um teste. Tente adivinhar quais são essas cidades a partir do panorama urbano delas.

Cultura


Patti Smith, a escritora, viaja a São Paulo para divulgar dois livros que saem agora no Brasil. Ela vai conversar com leitores na quinta, às 14h, no Sesc Pompeia. Patti Smith, a cantora, viaja a São Paulo para dois shows. O primeiro será na sexta, encerrando o Popload Festival, no Memorial da América Latina. O segundo, no dia seguinte, é uma apresentação beneficente no auditório Simón Bolívar, também no Memorial.

A CCXP está chegando e a Netflix anunciou ontem suas principais atrações. O elenco de La Casa de Papel e do novo filme de Michael Bay, Esquadrão 6, incluindo Ryan Reynolds, estarão presentes na feira, no domingo, dia 8 de dezembro.

Woody Allen encerrou uma disputa judicial que movia desde fevereiro contra a Amazon, que desistiu do acordo de produzir quatro filmes do cineasta. Segundo o site Hollywood Reporter, as duas partes concordaram em nunca mais mover processos sobre o assunto. Os termos e valores do acordo não foram divulgados.

Billy Joel. Lana Del Rey. Lizzo. Pink. Kesha. Veja todas as capas de 2019 da Billboard até o momento.

Cotidiano Digital


O app do Facebook para celular está ganhando possibilidades de configuração. A barra de menus que funciona abaixo será modificável. É possível escolher quais atalhos estão lá e definir se mostram ou não os círculos vermelhos que identificam novidades. Já funciona no último update para iPhones, nas próximas semanas chega ao Android.

O browser Chrome, do Google, passará a informar aos usuários a respeito de sites que carregam devagar, seja por conta de seus servidores, seja por serem demasiadamente pesados. Não custa lembrar que, às vezes, a lentidão ocorre na outra ponta, e não na internet do pobre usuário.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.




12 de novembro de 2019
Consultar edições passadas