Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.



12 de fevereiro de 2020
Consultar edições passadas

Funcionário de agência contratada por políticos mente em CPMI


Hans River, ex-funcionário de uma agência que faz disparos em massa por WhatsApp, depôs ontem perante a CPMI das Fake News no Congresso — e surpreendeu. Ele havia sido convocado pelo deputado petista Rui Falcão, por conta de ter falado à jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha, a respeito das práticas desta indústria durante as eleições. River negou tudo o que havia dito e acusou a repórter. “Quando deixei claro que não fazia parte do meu interesse, a pessoa querer um determinado tipo de matéria a troco de sexo, que não era a minha intenção.” A deixa foi usada pelo deputado Eduardo Bolsonaro. “Eu não duvido que a jornalista possa ter se insinuado sexualmente em troca de informações.” Hans River afirmou, ainda, que nunca prestou serviços à campanha de Jair Bolsonaro — mas o fez para o PT. (Folha)

Em resposta, o jornal Folha de S. Paulo publicou a gravação da conversa entre a jornalista e River, além das trocas de mensagens entre ambos via WhatsApp. No material publicado, fica claro que ele repassou documentos, a chamou para um show — convite que foi ignorado —, e que, após fazer um acordo trabalhista com a agência Yucows, tentou retirar tudo o que havia dito. Hans River será processado. Mentira, perante uma CPMI, é crime. (Folha)

As redes bolsonaristas do Twitter saíram imediatamente em ataque organizado, como de praxe. Mas, segundo estudo da consultoria Bites, a capacidade de mobilização está diminuindo. No quarto trimestre de 2019, o presidente teve 132,5 milhões de interações nas redes. O volume representa uma queda de 31% em relação ao trimestre anterior e 38% menos do que nos primeiros três meses de governo. (InfoMoney)

O governo liberou R$ 1,274 bilhão em verbas “extraorçamentárias”. Pelas redes sociais, 252 deputados novatos, que estavam fora das emendas no Orçamento de 2019, divulgaram os pagamentos feitos principalmente pelo Ministério da Saúde, Educação e Agricultura. O governo usou esse tipo de repasse, que não está previsto em lei, para municípios indicados pelos deputados durante negociações para aprovação de pautas no Congresso, como a reforma da Previdência. Os deputados que mais anunciaram esse tipo de recurso foram do PSL, Republicanos, PSD, MDB e PL. (Globo)

Aliás… Congresso e Executivo entraram ontem em acordo sobre as novas regras para o Orçamento. Em derrota para Bolsonaro, deputados e senadores ganharam o poder de escolher para onde vão os repasses. Mas, eles aceitaram retirar o prazo de 90 dias para cumprir a ordem. (Poder 360)

O BC indicou que pode interromper o ciclo de reduções da taxa de juros. Desde julho de 2019, o Banco Central vem cortando a Selic, que agora está em 4,25%. Em ata, o Copom afirmou que a economia brasileira ainda está em recuperação e que a condução da política monetária dependerá dos efeitos do coronavírus na economia mundial. (Valor)

Míriam Leitão: “O dólar mais alto veio para ficar. Os motivos são vários. Aqui e no resto do mundo os eventos também têm trazido volatilidade à moeda. Nos últimos dias, a pressão veio de fora com o coronavírus. O surto prejudica a produção na China e provoca incertezas sobre a economia global. A cotação do dólar vem alta desde o fim do ano passado. Muito dinheiro saiu do país com a queda nos juros. Os títulos públicos, que atraíam o capital oportunista de fora, estão menos atraentes. O saldo comercial também caiu. O país está registrando superávits menores. A tendência deve se manter por dois motivos. A China, nosso principal comprador, enfrenta o surto do coronavírus e também se comprometeu a comprar mais dos EUA produtos que o Brasil também vende. O real depende muito também da cotação dessas commodities que o país exporta”. (Globo)

Antônio Campos, irmão do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, pediu proteção a Sérgio Moro. O advogado disse estar recebendo ameaças desde que denunciou ao MPF irregularidades praticadas pelo PSB em Pernambuco. As ameaças teriam se intensificado, segundo ele, após a divulgação de desentendimentos com o sobrinho, o deputado João Campos, e a viúva, Renata Campos. (Estadão)


O senador Bernie Sanders teve uma vitória mais estreita do que esperava, ontem, nas primárias de New Hampshire — recebeu 26% dos votos contra 24% do ex-prefeito de South Bend, Pete Buttigieg, e 20% da senadora Amy Klobuchar. Simbolicamente, é uma vitória. Mas, em 2016, Sanders venceu no mesmo estado com 60% dos votos. E a disputa é por delegados que definirão com seus votos, durante a Convenção Nacional, quem será o candidato a presidente do partido Democrata. Neste caso, empataram Sanders e Buttigieg, que levarão 9 deleggados cada, contra 6 de Klobuchar. A senadora Elizabeth Warren, em quarto com 9%, e o ex-vice-presidente Joe Biden, logo depois, com 8%, não receberão delegados. (New York Times)

Biden aposta suas últimas fichas nas prévias da Carolina do Sul, que ocorrerão no dia 29. Lá, onde a maioria do voto é negro, ele conta com seu maior eleitorado. Na média de pesquisas, ele tem 28% contra 17% de Sanders, em segundo. Mas, dentro do comando Democrata, há percepção de que os fiascos das primeiras disputas podem causar erosão na margem. Sem uma vitória convincente, Biden sai da disputa. (Washington Post)

Cultura


Museu do Louvre, Paris. A exposição Leonardo da Vinci, que marca o 500º aniversário da morte do artista, permanecerá aberta, sem pausa, por quase 81 horas no seu fim de semana de encerramento que acontece entre os dias 21 e 24 de fevereiro. Segundo os funcionários do Louvre, "é a maneira de agradecer ao público pelo interesse na exposição" inaugurada em outubro passado (os números de visitantes até o momento não estão disponíveis). O Louvre conseguiu garantir quatro pinturas autografadas de Leonardo (Benois Madonna, a menos conhecida La Scapiliata, São Jerônimo e Retrato de um Músico) além das cinco obras-primas, incluindo La Belle Ferronnière (por volta de 1495-99) e Virgem das Rochas (por volta de 1483-86).

A cantora e compositora americana Diane Warren foi a vencedora do Polar Music Prizes. O prêmio sueco é conhecido também como o Nobel da música. A comissão julgadora descreveu Warren como "mestre em escrever para a voz humana". Entre os outros artistas premiados anteriormente estão Sting, Patti Smith e Paul McCartney, além de bandas como Pink Floyd e Metallica.

Entre as inúmeras músicas compostas por Diane, destaque para Til It Happens to You, sobre a perspectiva de uma vítima de violência sexual. Ouça na voz de Lady Gaga.

Martinho da Vila faz 82 anos hoje e diz: 'ainda tenho muita coisa para fazer'. No dia do seu aniversário, o sambista também levanta a bandeira contra aqueles que desprezam a cultura. “Temos governantes que não são ligados à cultura. É gente que não gosta de música, não vai a teatro, não lê livro e não gosta de poesia”. O cantor, compositor e ritmista fluminense conversou com o G1 sobre seus novos projetos.

Viver


O número de mortos por coronavírus passou de 1.100. Mas o número de casos de pessoas infectadas em Hubei diminuiu - 1638 - abaixo do pico de mais de 3.000 novos casos em 4 de fevereiro e do menor número de novas infecções desde 31 de janeiro. As taxas nacionais de infecção também caíram, o que indica que medidas para conter o surto podem estar funcionando. Em toda a China, são mais de 44 mil pessoas infectadas pela doença, batizada pela OMS de COVID-19.

E o resultado dos primeiros exames feitos em 34 brasileiros e parentes chineses que chegaram de Wuhan deram negativo para uma possível infecção. O anúncio foi feito ontem pelo Ministério da Saúde. Amostras respiratórias de 24 tripulantes e médicos que participaram da operação montada para trazer o grupo de volta ao Brasil também foram coletadas. Todos tiveram resultado negativo.

Caleb Guerra, de 28 anos, está entre os 34 brasileiros repatriados. Ele viveu nove anos no país asiático, onde fazia mestrado em Mandarim clássico antes de voltar para o Brasil. Convidado pelo Estado, Guerra aceitou escrever um diário com suas impressões sobre a quarentena na Base Aérea em Anápolis, em Goiás. Separamos um trecho.

“Vivi os últimos nove anos vagando por duas dimensões diferentes, colecionando memórias de duas vidas paralelas. Ora eu acordava no Brasil sonhando com meu passado na China, ora me via lá caçando as reminiscências de uma vida que eu não tenho mais aqui. Até que a tragédia de Wuhan causou a colisão dos meus dois mundos. Entre a minha identidade brasileira e meus sonhos chineses, o fator de aproximação foi o povo de uma cidade inteira prostrado a um vírus que nem nome ainda tem.”

E como funciona a insulina inalável, que já é comercializada nos Estados Unidos desde 2015 e chegou às farmácias brasileiras com preços a partir de R$ 1.900. Até agora, as insulinas disponíveis no mercado brasileiro eram apenas injetáveis.

Por falar... pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas desenvolverem uma tecnologia capaz de identificar se uma pessoa tem predisposição para engordar e desenvolver doenças como diabete e hipertensão. Com mais de 95% de precisão, o método pode ser usado mesmo que o paciente não seja obeso e funciona como uma estratégia para que ele receba orientações para mudar o estilo de vida antes de apresentar o quadro.

Uma lista de livros de projeto de estimulo à leitura que funcionava em penitenciárias do estado de São Paulo foi vetada pelo governo Dória. Na relação, obras de Gabriel García Márquez, Albert Camus, Leonardo Padura, Harper Lee, entre outros. O programa Remição em Rede implementou clubes de leitura em dez penitenciárias na gestão Márcio França. Na primeira fase do projeto, de setembro de 2018 a agosto de 2019, houve participação de 200 presos.

Cotidiano Digital


A tecnologia de vigilância da China está sendo usada para controlar a epidemia do coronavírus. Por meio de um aplicativo, os chineses ficam sabendo se estiveram em contato com alguém possivelmente infectado. Os usuários escaneiam um código QR nos apps WeChat e QQ e enviam os seus nomes e identidades para as autoridades conferirem. O sistema reúne uma base de dados do Ministério da Saúde e do Transporte. Se confirmado, o usuário recebe um aviso para ficar em casa e contatar as autoridades.

Enquanto isso… a fábrica da Foxconn, fornecedora da Apple, continua fechada. Depois de estender o feriado do Ano Novo chinês, a empresa tem pedido para os seus funcionários voltarem à ativa, mas apenas 10% retornaram por causa do temor do coronavírus. Segundo estimativa da DataTrek Research, com a paralização, a Apple tem recursos para até um mês antes de começar a ficar sem iPhones.

A Samsung lançou o Galaxy Z Flip. O smartphone com tela dobrável chega no dia 11 de março no Brasil por R$ 9 mil. O aparelho, que vai competir com o Moto Razr, é menor que o primeiro dobrável da Samsung. Em evento na Califórnia, a empresa também lançou o Galaxy S20 que chegará na versão 5G e 4G. E uma das novidades é que o modelo terá parceria com a Netflix.

O Snapchat vai lançar uma série de produtos e conteúdos voltados para a saúde mental. O primeiro é uma ferramenta de pesquisa chamada Here For You (aqui por você). Se o usuário digitar algo sobre ansiedade, depressão ou suicídio, automaticamente encontrará vídeos sobre o assunto com especialistas ou episódios de shows originais sobre o tema. A nova estratégia foi influenciada por pesquisas internas do Snapchat que mostraram que estresse, depressão e ansiedade são os principais problemas de saúde mental enfrentados pelos usuários e seu círculo de amigos.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



12 de fevereiro de 2020
Consultar edições passadas