Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.



17 de abril de 2020
Consultar edições passadas

Bolsonaro demite Mandetta e ataca Maia com força


O olhar fixo no chão, pálpebras caídas, lábios tensionados, sua fala lenta e entrecortada — foi assim que o presidente Jair Bolsonaro anunciou que o oncologista Nelson Teich, um consultor do setor privado de saúde, substituirá Luiz Henrique Mandetta no Ministério da Saúde. O presidente está exausto, disseram pessoas próximas à jornalista Tânia Monteiro, suas energias drenadas pela pandemia e por panelaços. E, ontem, em todo o país, as panelas bateram duro novamente quando a demissão de Mandetta foi anunciada. Nelson Teich, por sua vez, em seu discurso de apresentação defendeu que se conduzam testes massivos na população. “Isso vai gerar capacidade de entender o momento, a doença e definir ações”, disse. Ele não falou em fim de isolamento social imediatamente e foi igualmente cauteloso a respeito do uso de cloroquina. (Estadão)

Após o anúncio, Teich deu sua primeira entrevista ao jornalismo do SBT.

Mas... Foi na CNN Brasil, coisa de uma hora após, que as faíscas soltaram — porque, lá, Bolsonaro voltou ao ataque. “Isso que o senhor está fazendo não se faz com nosso Brasil”, afirmou a respeito do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. “É falta de patriotismo, quase que conspirar contra o governo federal. Ele tem que entender que ele é o chefe do Legislativo, e ele tem que me respeitar como chefe do Executivo. Ele não pode jogar todos os governadores contra mim, fazendo o Senado aprovar essa proposta sem contrapartida. A gente até que ponto pode chegar essa despesa, vai ultrapassar R$ 100 bilhões. Qual é o objetivo do senhor Rodrigo Maia? Resolver o problema ou atacar o presidente da República?” Bolsonaro é contra o pacote de ajuda a estados e municípios, já aprovado na Câmara, que propõe que a União reponha os recursos perdidos com arrecadação de ICMS e ISS.” Maia respondeu — mas com cautela. “O presidente ataca com um velho truque da política, para mudar de assunto. Para nós, o assunto continua sendo a saúde. Ele nos joga pedras, o Parlamento vai jogar flores ao governo federal. A crise é horizontal, o isolamento é horizontal, não vertical. Não escolhemos quem vamos salvar. Precisamos ter responsabilidade, sangue frio e pauta.” Assista. (CNN Brasil)

O conflito vai mais fundo. A mais de um deputado, de acordo com o Painel, Bolsonaro já disse ter um relatório com informações de inteligência que garantem que Maia, o governador paulista João Doria e parte do Supremo tramam um golpe de Estado para tirá-lo do governo. (Folha)

Em tempo: Usar serviços de inteligência para espionagem interna, caso se confirme, é crime.

Meio em Vídeo: Foi um xadrez político de duas semanas que opôs o ministro e o presidente. E Bolsonaro jogou muito mal. Quando o pico da epidemia chegar, todos lembrarão que ele se opôs ao ministro que queria evitar contágio em massa usando quarentena. Pode mesmo custar seu cargo no Planalto. Assista.

Leia: Os tuítes de despedida de Luiz Henrique Mandetta. (Twitter)

O agora ex-ministro assumirá um cargo na direção nacional do Democratas, seu partido. Ele tinha convites para se juntar aos governos de Goiás ou São Paulo. O DEM calculou que aceitar um poderia passar a impressão de que se unia a um adversário do presidente — achou melhor evitar. (Globo)

O presidente húngaro Viktor Orbán foi o primeiro a seguir o modelo extrema-direita, populista, autoritário. Foi o primeiro a chamar seu regime de ‘democracia iliberal’. Há duas semanas, argumentando que respondia à crise do coronavírus, mudou tudo. Baixou um decreto suspendendo eleições, tomou o poder legislativo do Parlamento, instituiu um regime de combate a fake news que o permite cerrar a imprensa da qual não gosta. Baixou um AI-5. Enquanto o mundo olha para o lado, a União Europeia ganhou uma ditadura. Esta é a história que o Meio de Sábado contará em detalhes — já tem por aí outros líderes do grupo querendo imitar Orbán. Além das edições de sábado, assinantes premium também recebem diariamente uma seção de Economia a mais na newsletter e ajuda, neste tempo de populismo que desinforma, a fazer com que o Meio chegue a mais gente. Contribua — é tão barato. Nos ajuda muito :-)


A burrice saiu do armário

Tony de Marco

 
Bandeira-Cloroquina

Viver


A primeira morte por Covid-19 no Brasil completou um mês ontem. Agora são 1.924 mortes e 30.425 casos confirmados segundo o balanço mais recente do Ministério da Saúde. O que preocupa a leitura da tendência para o Brasil é que não há ainda testagem de todos os casos suspeitos, o que implica em tamanho subestimado da epidemia.

A capital paulista atingiu 100% de ocupação de leitos de UTI em quatro hospitais municipais: Tide Setúbal, Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo e Dr. Ignácio Proença de Gouvêa. A situação das UTIs dos hospitais estaduais também têm se agravado; ao menos seis deles registram mais de 80% de ocupação. A situação mais complicada é na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, hospital referência para tratamento de doenças infeciosas.

Com 100% dos leitos ocupados com pacientes de Covid-19, a UTI do Emilio Ribas foi a primeira a ficar lotada na rede pública da cidade. Vagas só surgem quando um paciente tem alta —ou quando alguém morre. Segundo levantamento, 50% das 82 pessoas internadas lá com Covid-19 têm menos de 60 anos. Muitos nem tinham as chamadas comorbidades, condições que agravam o quadro, como diabetes e insuficiência renal. No hospital, fundado em 1880 como o Lazareto dos Variolosos, onde ficavam em quarentena doentes com varíola, médicos correm contra o tempo para adiar o momento em que terão de escolher entre quem receberá apoio para continuar vivo e quem não.

Já nos particulares...o hospital Sírio Libanês bem como o hospital Einstein estão assistindo a uma diminuição dos casos graves de coronavírus, apurou Sonia Racy.

Em Manaus, um vídeo gravado no hospital estadual João Lúcio mostra corredores e salas com corpos à espera de remoção ao lado de pacientes e macas no chão. A capital é a única cidade com UTI no Amazonas, o estado com a mais alta taxa de incidência do novo coronavírus do país.

O Rio de Janeiro registrou 301 óbitos e 3.944 casos confirmados de Covid-19 segundo o boletim da secretaria de estadual de Saúde divulgado ontem. A capital, pelo terceiro dia consecutivo, teve o recorde de mortes em 24 horas: 27.

Já são mais de dois milhões de casos no mundo e 145.705 mil mortes.

No Japão, o primeiro-ministro estendeu o estado de emergência para todo o país. Shinzo Abe também anunciou que o governo considera uma ajuda em dinheiro para todos os cidadãos. O Reino Unido prorrogou o confinamento por mais três semanas para frear a propagação do coronavírus. A equipe do governo decidiu manter a medida até que se supere o pico da pandemia que causou cerca de 14 mil mortes e contagiou mais de 100 mil pessoas.

Mortos por Covid-19 passaram a marca de 33 mil nos Estados Unidos. Dados da Universidade Johns Hopkins mostram que o país registrou 4.591 mortes por covid-19 nas 24 horas terminadas às 19h (no horário de Brasília). Trata-se do maior número de óbitos em um dia. A situação é mais grave em Nova York — só na maior cidade norte-americana, quase 11 mil mortos. Os EUA são o país com o maior número absoluto de casos confirmados de Covid-19 - mais de 671 mil casos (dados atualizados às 6h53). É mais do que o triplo do registrado na Espanha, segundo país com mais diagnósticos da doença no mundo.

E nos EUA a polícia americana encontrou 17 corpos em um asilo de New Jersey. A primeira denúncia sobre sacos com cadáveres chegou no sábado. Os 17 corpos eram parte de uma contabilidade que incluía outras 68 mortes recentes ligadas à casa de repouso Andover Subagute and Rehabilitation Center I e II, incluindo duas enfermeiras. Dos que morreram, 26 apresentaram resultado positivo para o coronavírus. Dos pacientes que permanecem nos dois prédios da casa de repouso, 76 estão com covid-19, sendo 41 funcionários, incluindo um administrador.

Sobre relaxar a quarentena na Europa, o diretor regional da Organização Mundial da Saúde pediu cautela. “Nos últimos 10 dias, o número de casos relatados na Europa quase dobrou para cerca de 1 milhão. Isso significa que cerca de 50% da carga global do COVID-19 está na Europa”, disse Hans Kluge, acrescentando que mais de 84.000 pessoas no continente morreram. O diretor defendeu que qualquer medida para suspender o confinamento deve garantir evidências de que a transmissão de COVID-19 de um país está sendo controlada e que os sistemas de saúde têm capacidade de identificar, testar, rastrear e isolar casos.

Durante seis dias de janeiro, fundamentais ao desenvolvimento da pandemia de Covid-19, Pequim não alertou sua população sobre a gravidade do problema ainda que já a assumisse internamente. É o que mostra uma investigação da agência de notícias norte-americana AP. O material cita documentos internos do governo chinês e avaliações de especialistas.

Um dos medicamentos fabricados pela empresa Gilead Sciences apresentou resultados promissores no tratamento de pacientes diagnosticados com Covid-19, impactando o after market das bolsas dos EUA ontem. O movimento de alta se mantém. (Stat)

A galáxia em que foi descoberta nem tem nome e sua distância é de cerca de quatro bilhões de anos-luz da Terra, de acordo com Edo Berger, da Universidade de Harvard. Mas uma equipe internacional de cientistas acredita que a explosão da estrela supernova ao morrer, conhecida como SN2016aps (e que ocorreu há quase quatro bilhões de anos), é a mais brilhante e possivelmente a mais forte já detectada. Eles publicaram suas descobertas na revista Nature Astronomy. Para se ter uma ideia, o brilho da estrela é tão forte que ofusca sua própria galáxia.

Cultura


Com 20 e poucos anos, um Orson Welles pré-Hollywood dirigiu uma turnê teatral financiada pelo Works Progress Administration (WPA). A peça era Macbeth, de Shakespeare, com um elenco todo afro-americano. Ativo de 1935 a 1943, o WPA foi um programa do New Deal projetado para oferecer aos norte-americanos trabalho remunerado durante a Grande Depressão. Também foram organizados programas de trabalho para milhares de artistas plásticos, músicos, escritores, artistas de teatro e historiadores. Seu legado foi além de dar trabalho ao pessoal da cultura. Sobre os programas gerais de empregos do WPA, Nick Taylor escreveu o livro American Made: The Enduring Legacy of the WPA -- When FDR Put the Nation to Work. (“Feito na América: o legado duradouro do WPA - Quando FDR colocou a nação para trabalhar”, em tradução livre).

Pois é... artistas podem precisar de programas similares. No mundo das artes, as perdas de vagas foram brutais por conta da pandemia. Deana Haggag, presidente da United States Artists (USA), disse à CNN que há algumas semanas ficou claro para ela que "a maioria das organizações culturais seria fechada". Sua organização, com outras seis sem fins lucrativos, anunciou, então, um programa de subsídios colaborativos de US$ 10 milhões chamado Artist Relief. O grupo está oferecendo doações de US$ 5 mil por semana a pelo menos 100 artistas, entre eles poetas, arquitetos e tecelões.

Por aqui, a União Brasileira de Compositores (UBC) lançou um fundo de ajuda financeira para os seus associados em parceria com a plataforma de streaming de música Spotify. A iniciativa integra o projeto global Spotify Covid-19 Music Relief.

Cotidiano Digital


Lançado em março, o Animal Crossing: New Horizons não podia ter vindo em um melhor momento. Em meio a quarentenas, o jogo da Nintendo se tornou um hit como uma nova forma de interação. Com cada jogador em uma ilha, é possível fazer atividades da vida real, que vão da pesca à jardinagem. E ainda visitar as ilhas vizinhas e ver o que seus amigos estão criando. O sucesso é tanto que, com três anos de idade, o console Switch vendeu mais rapidamente do que quando foi lançado e esgotou. A Nintendo não esperava por isso. Ano passado, a empresa sofreu quando adiou o lançamento do jogo que estava previsto para 2019. Suas ações chegaram a cair ao menor nível devido a preocupação do mercado de que não conseguiria competir com os novos XBox e PlayStation, previstos para o final do ano.

Para passar o tempo… 10 jogos para jogar no celular.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



17 de abril de 2020
Consultar edições passadas