Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.



30 de junho de 2020
Consultar edições passadas

Com CV falso, posse de Decotelli sobe no telhado


O Planalto adiou, na última hora, a posse do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli. A Fundação Getúlio Vargas estuda denúncia de que há plágios em sua dissertação de mestrado. A Universidade Nacional de Rosario, na Argentina, nega que ele tenha o título de PhD emitido por ela — fez os cursos necessários, porém não defendeu uma tese de doutorado. E, na Alemanha, a Universidade de Wuppertal afirma que ele não fez pós-doc lá. Todo seu currículo está sendo questionado. (G1)

Pois é... O presidente Jair Bolsonaro já está procurando outro nome para o cargo. Voltaram à mesa os de Sérgio Sant’Ana, ex-assessor de Abraham Weintraub, e Renato Feder, secretário de educação do Paraná. Sant’Ana é o favorito do olavismo. (Globo)

O presidente Jair Bolsonaro está sendo pressionado a substituir os ministros Ricardo Salles, do Meio Ambiente, e Ernesto Araújo, das Relações Exteriores. Os argumentos são pragmáticos. Araújo, muito por seu olavismo particular, perdeu a credibilidade em negociações internacionais e, portanto, a capacidade de executar a função. Com Salles é pior. O Brasil está perdendo dinheiro. Um grupo de 30 fundos de investimento, que representa US$ 3,7 trilhões, exigiu que o Brasil pare de desmatar e percebe Salles como a figura no centro do problema. (Estadão)

A Corregedoria do Ministério Público Federal abriu sindicância para compreender o conflito entre a subprocuradora-geral Lindora Araújo e a força-tarefa da Lava Jato, em Curitiba. Lindora tentou acesso a dados sigilosos da força-tarefa numa operação ilegal o que levou, no fim de semana, ao pedido de demissão coletiva dos procuradores da Lava Jato na Procuradoria Geral da República. (Globo)

Apuração da jornalista Malu Gaspar mostra que, sob o comando de Augusto Aras, a PGR tem estado em conflito constante com a operação Lava Jato. Em abril, a mesma subprocuradora pressionou a força-tarefa no Rio de Janeiro a desbloquear uma conta da família do empresário dos ônibus Jacob Barata, bloqueada na Suíça. Outra briga é a insistência do novo comando do Ministério Público que deseja retomar as conversas sobre a delação do advogado Rodrigo Tacla Duran. Em Brasília, os procuradores da Lava Jato se queixam de que nada apresentado por Tacla Duran é novo para justificar um acordo. O advogado faz acusações contra Moro, mas não apresenta provas. Ainda assim, a PGR tentava requentar sua delação enquanto segurava a apuração das denúncias feitas pelo ex-juiz e ex-ministro da Justiça contra o presidente da República. (Piauí)

A Polícia Civil do Rio, no início desta manhã, disparou uma operação contra o Escritório do Crime, grupo de matadores criado pelo miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega, assassinado na Bahia. O principal alvo foi Leonardo Gouvea da Silva, o Mad, número dois do capitão Adriano que, ao ser preso, afirmou: “Não tenho nada com a morte da Marielle.” Adriano era muito ligado a Fabrício Queiroz, e sua mulher e filha trabalhavam no gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia do Rio. (Globo)

Carlos Pereira, da FGV: “Em pesquisa de opinião desenvolvida com o apoio do Estadão, identificamos que os eleitores que se autodenominam de direita e de centro-direita são majoritariamente homens (71%), brancos (73%), acima de 40 anos de idade (67%), possuem renda superior de 5 salários mínimos (70%), são profissionais liberais ou trabalham na iniciativa privada (51%) e dizem possuir alguma religião, notadamente judaica (39%), evangélica (38%) ou católica (33%). Apresentam perfil predominantemente conservador, baseado nos valores morais e da família, e preferem políticas econômicas liberais. Esse perfil de eleitor brasileiro apresenta grande similaridade com o de eleitores que se identificam como pertencentes ao ‘Tea Party’, movimento surgido em 2009 nos Estados Unidos em oposição às iniciativas do governo de Barack Obama, especialmente à reforma do sistema de saúde (Obamacare) e ao plano de resgate econômico à crise de 2008.” (Estadão)

Hoje é o último dia para enviar a declaração de Imposto de Renda. Baixe o aplicativo.

Viver


O Brasil atingiu o total de 58.385 mortes causadas pela Covid-19. Foram 727 óbitos confirmados nas últimas 24 horas e 25.234 novos casos, elevando para 1.370.488 o total de pessoas contaminadas pelo coronavírus no país.

Os cinco estados com o maior número de casos, segundo o boletim divulgado pelo governo, são: São Paulo (275.145), Rio de Janeiro (111.883), Ceará (108.225), Pará (101.207) e Maranhão (78.969). Os cinco estados com o maior número de mortes são: São Paulo (14.398), Rio de Janeiro (9.848), Ceará (6.076), Pará (4.870) e Pernambuco (4.782).

Apenas os Estados Unidos têm mais casos e mortes. Lá, foram registrados 2.564.163 casos e 126.089 mortes. De acordo com o ranking divulgado pela Universidade Johns Hopkins, o Brasil segue na segunda colocação mundial tanto em número de casos quanto no número de mortos.

Pois é...Desde o seu lançamento, em janeiro, o Coronavirus Resource Center da Johns Hopkins  passou a ser usado como referência. Mas atrás dos números, existe uma equipe que luta diariamente para capturar o escopo da pandemia e torná-la compreensível para o público e para as lideranças políticas. Eles sabem que o cenário é um esboço constante e que as contagens são "consistentemente inconsistentes". Os relatórios diferem de país para país, estado para estado e até de município para município. Se as autoridades falham em contextualizar o vírus com outros fatores, as comunidades mais atingidas podem passar despercebidas, explicou Lauren Gardner ao Wapo. A professora lidera o monitor desde o primeiro dia.

Em coletiva, Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, criticou as divisões políticas e ideológicas que atrapalham o combate à doença: “O pior ainda está por vir”.

Michael Ryan, diretor executivo da OMS: “Não há garantias de que haverá vacina, por isso há tantas candidatas”.

Por falar em vacina, mais de 140 estão sendo testadas pelo mundo. Uma das mais promissoras é a que está sendo desenvolvida no laboratório de Manguinhos, na Zona Norte do Rio, em parceria com a Universidade de Oxford. Se tudo der certo, a Fiocruz deverá começar a distribuir a vacina contra a Covid-19 em dezembro deste ano.

E foi identificado um subtipo de vírus da gripe em porcos que apresenta potencial para gerar uma nova pandemia. O grupo, liderado por Honglei Sun, da Universidade Agricultural da China, publicou uma descrição do vírus na revista científica "PNAS", da Academia Nacional de Ciências dos EUA. Eles dizem que a cepa tem "todas as características" de ser altamente adaptável para infectar seres humanos e precisa ser monitorada de perto.

Enquanto muitos países da Europa Ocidental e da Ásia conseguiram manter o vírus sob certo controle, outras regiões do mundo estão vendo agora a doença se espalhar numa velocidade acelerada. Veja onde os casos estão subindo e onde estão caindo.

E uma lista de 15 países foi definida ontem pela Comissão Europeia, que planeja uma lenta reabertura das fronteiras externas a partir de 1º de julho para um grupo pequeno. Mas essa é a teoria. A realidade é que o texto aprovado nada mais é do que uma recomendação que mantém o veto a mais de 150 países, incluindo Estados Unidos, Brasil, Rússia e Índia, e não garante a entrada das pessoas dos países selecionados.

Edmar Bacha, um dos pais do Real: “O Brasil tem bastante menos espaço fiscal do que os países que têm moeda-reserva. Com esse agravamento do quadro fiscal, estamos indo para uma relação dívida pública sobre PIB de 100%. Agora, se temos menos espaço fiscal, temos um pouquinho mais de espaço monetário. Vai depender muito da capacidade que temos de reestabelecer o ânimo empresarial e a disposição dos consumidores a gastar. Nos Estados Unidos, por causa das transferências, houve uma retomada muito forte, praticamente no nível anterior, do consumo das classes mais pobres. O consumo que está retraído é o consumo dos 25% mais ricos. O ideal seria a gente encontrar um espaço fiscal para fazer uma ampliação do Bolsa Família. Esse é um tema que está em discussão muito ampla, tem propostas pipocando para todo lado, algumas mais fantasiosas, outras mais realistas. Há uma coisa emergencial, que é o prolongamento do auxílio, dado que o vírus não se abateu no período que estávamos com esperança que se abatesse. A outra questão é como será o formato mais ou menos prolongado desse processo. Podemos fazer desta crise uma oportunidade para uma discussão séria sobre distribuição de renda no País.” (Estadão)

Hora de Panelinha. Perfeito para dias frios, o quentão não precisa ser uma bebida só de festa junina. Gengibre fresco e uma cachaça de boa qualidade fazem toda a diferença. E nos despedimos de junho reunindo receitas deliciosas, caso do milho grelhado com manteiga de ervas, e de um clássico: a maçã do amor. O diferencial aqui é o ponto de bala dura da calda.

Cultura


Joaquim Pinto de Oliveira, também conhecido como Tebas, foi um negro escravizado, artesão e, após a sua alforria, arquiteto em São Paulo durante o Brasil Colonial. Ele é homenageado hoje pelo Google. Responsável pela ornamentação de diferentes igrejas, ele teve participação em obras importantes como os projetos de restauração do Mosteiro de São Bento (1766 e 1798) e da antiga Catedral da Sé (1778).

O livro Tebas: Um Negro Arquiteto na São Paulo Escravocrata (Abordagens), organizado pelo jornalista Abilio Ferreira e lançado no ano passado, busca trazer à luz essa trajetória. Disponível para download.

Por falar em igrejas, a Catedral da Sé voltou a ter missa com presença de fiéis em São Paulo. Fotos.

Sundance será diferente, anunciou Tabitha Jackson, diretora do festival. Ela apresentou alguns planos para a edição 2021, como a disponibilização online de todo o programa numa plataforma. (NYT)

Na Argentina, a novela "Jesús" (com acento agudo na versão em espanhol) se tornou a atração mais assistida durante os 100 dias da quarentena obrigatória adotada por lá. Exibida originalmente no Brasil entre 2018 e 2019, a produção da Record está passando no horário nobre, batendo folhetins locais a programas jornalísticos sobre a pandemia do novo coronavírus. Para além da quarentena, os 40 primeiros capítulos da novela alcançaram a maior audiência da TV argentina em 2020.

Erramos. Um dos maiores designers da história e dos grandes responsáveis por mudar a fama de Nova York no final do século passado, o americano Milton Glaser desenvolveu traços coloridos que se notabilizariam na década seguinte em ilustrações com alusões psicodélicas, como as do disco Yellow Submarine, dos Beatles. Ou seja, foi uma referência para a capa. Não o criador, conforme informado ontem e apontado por nossos leitores sempre atentos.

Cotidiano Digital


Empresas de tecnologia seguem adotando medidas contra discurso de ódio. O Reddit baniu fóruns de discussões sobre Donald Trump e o Twitch foi além e baniu temporariamente a conta do próprio presidente americano. Um dos streams que viola a conduta da plataforma de streaming foi a retransmissão do discurso de Trump, em 2015, quando ele afirmou que o México estava enviando estupradores e traficantes de drogas para os EUA.

Já a Microsoft, que suspendeu em maio sua publicidade no Facebook e Instagram nos EUA, recentemente levou a pausa para escala global, segundo o Axios. A preocupação da Microsoft, no entanto, não é necessariamente com as políticas do Facebook, mas com o local onde seus anúncios são exibidos.

A Apple não incluirá fones de ouvido ou um carregador na caixa do iPhone 12, segundo o analista Ming-Chi Kuo, conhecido por descobrir novidades da empresa. A medida seria para manter o aparelho em preços semelhantes ao iPhone 11 e compensar o custo da tecnologia 5G.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



30 de junho de 2020
Consultar edições passadas