Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.



1 de setembro de 2020
Consultar edições passadas

STJ define hoje se mantem Witzel afastado e Planalto pressiona


O Superior Tribunal de Justiça define amanhã se vai referendar ou não a decisão do ministro Benedito Gonçalves que, na sexta-feira, afastou de seu cargo o governador fluminense Wilson Witzel. Há críticas à decisão, principalmente por abrir o precedente de um único ministro, em decisão monocrática, afastar um governador eleito. (Valor)

Uma das críticas levantadas é de que Benedito estaria se posicionando para uma vaga no Supremo. Ele não é candidato, lembra Bernardo Mello Franco. De acordo com a lei, ministros do STF devem ter mais de 35 e menos de 65. Benedito tem 66. (Globo)

O STJ não terá apenas de decidir se mantém o afastamento ou não. Antes, precisará se explicar ao Supremo — o presidente José Antonio Dias Toffoli deu 24 horas à Corte para que comunique oficialmente suas razões. O recurso irá ao STF e Toffoli é o relator do processo. (G1)

Pois é... O Planalto está pressionando o STJ. Quer que o afastamento do governador seja mantido. Ontem, no Twitter, o vice-governador Cláudio Castro já falou que havia conversado com o senador Flávio Bolsonaro. “Diálogo!”, ele celebrou. Seja quem for o governador do Rio, indicará o chefe do Ministério Público e o da Polícia Civil, responsáveis pela investigação do caso de rachadinha envolvendo o próprio filho Zero Um. (Folha)

Então... Os procuradores responsáveis pelo caso no MP-RJ encerraram ontem a investigação sobre Flávio. Os autos estão sob sigilo e o comando do Ministério Público decidirá como dar procedimento. (Globo)

Enquanto isso... Na quinta passada, à noite, o procurador-geral da República Augusto Aras procurou no Supremo o ministro Gilmar Mendes. Queria defender foro privilegiado para Flávio — embora, de acordo com decisões passadas da Corte, ele não o tenha. Pelo que ouviu Bela Megale, estes encontros são corriqueiros. (Globo)

Se a disputa no tapetão ainda corre, Cláudio Castro permanecerá em silêncio, conta Guilherme Amado. Evitará falar como governador. (Época)

Até porque Castro também é investigado, como o é o presidente da Assembleia Legislativa, o petista André Ceciliano. São os dois nomes na linha de sucessão. Assim como pode ocorrer impeachment de Witzel e Castro. Se ocorrer em 2021, seria a Alerj quem escolheria um governador para completar o mandato. Segundo Mônica Bergamo, já circula o nome de Rodrigo Maia. (Folha)

A proposta do governo de reduzir o auxílio emergencial para R$ 300 e estendê-lo até o final do ano encontra resistências no Congresso. Os parlamentares querem manter o valor de R$ 600, conta o Painel. Vai ser preciso combinar. Porque Paulo Guedes está avisando por aí que serão mais quatro parcelas de R$ 300. (Folha)

Sérgio Abranches: “Bolsonaro foi na direção do Congresso em busca de imunidade, quando se sentiu ameaçado pela questão do impeachment pelo processo da ‘rachadinha’. Agora ele está fazendo uma transição do modelo autocrático voluntarista para um modelo autocrático populista. Por isso ele está lançando a extensão do auxílio emergencial. Isso ele descobriu por acaso, teve que aceitar o auxílio emergencial forçado pelo Legislativo. Aí viu como oportunidade capturar o auxílio e, ao ver o impacto disso na popularidade, resolveu prolongar. Mas caiu numa armadilha, porque de um lado, para manter esse grau de satisfação que ele conseguiu com o auxílio, tem que manter no mesmo plano para que não haja perda de renda real. Mas tem uma limitação fiscal, tem que arrebentar o teto de gastos e se desavir com uma parte do Congresso e com o mercado financeiro que o sustenta. Os EUA estão discutindo a ameaça existencial à democracia que o Trump representa, e aqui estamos sob a mesma ameaça existencial, tanto da democracia como do nosso modo de vida, e a gente não reage da mesma forma. Não há o nível de indignação e mobilização e acho que nem a mesma clareza das lideranças. A gente ainda não se deu conta de que tem coisas anormais demais acontecendo, ameaçando a sociedade brasileira, o padrão de convivência minimamente civilizado que a gente estava construindo e a nossa democracia.” (Folha)

Os partidos começaram a realizar suas convenções para confirmar as candidaturas para a eleição municipal. Em São Paulo, três legendas oficializaram suas candidaturas no primeiro dia: Andrea Matarazzo será o representante do PSD, com Marta Costa de vice; Levy Fidelix, pelo PRTB, com Jairo Glikson na chapa; e Joice Hasselmann, que ainda não escolheu o vice-prefeito, pelo PSL. (Folha)

Alguns nomes, no entanto, seguem indefinidos. Marta Suplicy, do Solidariedade, pode ser candidata, vice de Covas ou vice do ex-governador paulista Márcio França (PSB). O PSDB de Bruno Covas, pré-candidato à reeleição, também ainda não decidiu sobre a posição de vice. (UOL)

No Rio de Janeiro, o PSC oficializou a candidatura de ex-juíza Glória Heloíza, que disputava contra o deputado bolsonarista Otoni de Paula. O prazo final para definição dos nomes é 16 de setembro. (Globo)

A Prefeitura do Rio montou um esquema de funcionários públicos que são distribuídos pelos hospitais da cidade para atrapalhar reportagens sobre o sistema de saúde. As duplas, batizadas Guardiões do Crivella, têm esquema de plantão, batem ponto nas unidades e cada um recebe entre R$ 2.500 e R$ 10 mil. Sua função, ao ver a aproximação de repórteres, é de interferir no trabalho para inviabilizar. (G1)


Errata: Diferentemente do que este Meio publicou ontem, as vítimas do adolescente Kyle Rittenhouse não eram negras. Kyle, ligado a uma milícia de extrema-direita, matou os ativistas Joseph Rosenbaum, de 36, e Anthony Huber, de 26, que protestavam em solidariedade junto ao movimento Vidas Negras Importam. Eles tentaram desarmar Kyle.

Viver


O Brasil registrou 619 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 121.515 óbitos. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 866 óbitos, uma variação de -12% em relação aos dados registrados em 14 dias. Essa é a média mais baixa desde o dia 20 de maio, quando foi registrada uma média de 804 mortes por dia em uma semana.

E o mundo superou os 25 milhões de casos e chegou a 850.762 mortes pela Covid-19. Os EUA já ultrapassaram os seis milhões de casos - quase um quarto do total mundial, de acordo com dados coletados pela Universidade Johns Hopkins. Mais de 183 mil pessoas já morreram no país.

No Reino Unido, França e Espanha, a taxa de infecção caiu em comparação com os números de domingo - mas as contagens podem ser reajustadas por conta do fim de semana. Isso ocorre no momento em que crianças de toda a Europa se preparam para retornar às escolas. Enquanto isso, a Organização Mundial da Saúde alertou que a autorização emergencial de vacinas exige “muita seriedade e reflexão”. O cientista-chefe do órgão da ONU, Soumya Swaminathan, disse que todos os países têm o direito de aprovar medicamentos sem testes completos, mas “não é algo que se faz levianamente”. (BBC)

Por falar em França, o país reabre hoje suas escolas, com comparecimento obrigatório para seus quase 13 milhões de alunos. As autoridades estavam relutantes em prorrogar ainda mais a data, preocupadas com o fato de que a pandemia acentuou a discrepância de aprendizado entre alunos ricos e pobres, além de ter sobrecarregado os pais, cuja atividade é necessária para reanimar a economia. A situação do coronavírus varia regionalmente na França. (DW)

A Alemanha registrou 610 novos casos, o menor número da última semana, mas autoridades alemãs temem explosões de novos surtos. Pessoas foram às ruas, no fim de semana, contra as medidas para conter o avanço da pandemia. Foram três mortes de Covid-19 nas últimas 24 horas, um balanço menor do que a média dos últimos dias, apesar de um atraso na contabilização dos dados durante o fim de semana. (Reuters)

Já o Peru é o país sul-americano com a maior mortalidade de Covid-19 de acordo com a Universidade Johns Hopkins: 89,43 óbitos por 100 mil habitantes. É também o segundo do mundo, atrás apenas de San Marino, 124.32 para cada 100/k. San Marino é um país de população muito pequena. A Bélgica vem em seguida com 86.62 para cada 100 mil habitantes. Veja os gráficos.

O Ministério da Saúde emitiu uma nova portaria que obriga profissionais de saúde a avisarem os casos de aborto por estupro à polícia.

A opinião da psicóloga Daniela Pedroso, que atua há 23 anos em um serviço de referência de aborto legal e é uma das principais especialistas sobre o assunto no país: “Essa portaria viola a autonomia das mulheres. E mais importante do que ferir os códigos de ética do profissional e o sigilo médico, ela também fere a Constituição Federal brasileira, porque ataca a dignidade da pessoa humana, o direito à intimidade e à saúde. O impacto não é para a equipe. Se a gente for obrigado por lei a fazer, teremos que fazê-lo. Mas isso inibe a procura da mulher. Porque ela sabendo que o hospital vai levar esse caso para a polícia, pode ser que ela deixe de procurar o hospital. E aí o que você está fazendo? Está empurrando ela pro abortamento ilegal e aumentando o número de mortes maternas. A portaria impacta diretamente no acesso à mulher ao serviço de saúde. Elas podem deixar de procurar o serviço. Se a mulher quisesse resolver o problema dela na polícia, ela procuraria a polícia”.

Hora de Panelinha. Iogurte é como pão: existe o ultraprocessado, que deve ser evitado em uma alimentação saudável, e existe o minimamente processado, comida de verdade, que além de ser figurinha fácil no café da manhã, é um ingrediente versátil. Se preferir, você pode preparar o iogurte caseiro. A receita do iogurte, um vídeo com as perguntas mais frequentes e uma lista de receitas para usá-lo como ingrediente em preparos doces e salgados você encontra no especial iogurte do site do Panelinha.

Cultura


Um megaleilão online que vai durar dez noites a partir de 21 de setembro. No comando, o leiloeiro James Lisboa, há 42 anos no ramo. Serão 1.972 obras da coleção que pertenceu a Edemar Cid Ferreira, quase 200 por noite. No leilão da massa falida do Banco Santos, repleto de superastros da arte nacional e internacional – de Frank Stella a Jeff Koons, passando por David Hockney, Tunga e Tarsila do Amaral – a chance de encontrar obras históricas não é pequena.

Um lote curioso é o das pinturas de chineses contemporâneos. Uma tela de Zhang Linhai de 2003 tem lance inicial fixado em R$ 80 mil.

Cotidiano Digital


A Apple tem dado sinais que pode lançar a sua própria ferramenta de busca. Algumas atualizações recentes como um recurso apresentado no Spotlight Search para iOS e iPadOS 14 permite aos usuários pesquisarem e irem diretamente para o site, ignorando o Google. Também lançou mudanças significativas no Applebot, seu rastreador de sites, que são muito semelhantes aos detalhes que o Google fornece a webmasters e SEOs, como sua política de ranqueamento. As mudanças acontecem em meio a pressão no acordo que o Google tem com a Apple para permanecer como a plataforma de pesquisa padrão no Safari para iOS. Reguladores antitruste no Reino Unido começaram a questionar a parceria entre as big techs, o que pode se estender pelo resto da Europa.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



1 de setembro de 2020
Consultar edições passadas