Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.



28 de setembro de 2020
Consultar edições passadas

Campanha eleitoral começa com dificuldade de evitar aglomerações


Líder das pesquisas em São Paulo, Celso Russomano (Republicanos) escolheu não fazer campanha no domingo, primeiro dia em que se pode legalmente pedir votos a prefeito e vereador. Em segundo, o prefeito Bruno Covas fez campanha interna, com militantes do PSDB, num encontro que foi transmitido pela rede. O terceiro colocado, que é Guilherme Boulos (PSOL), fez uma caminhada pela Zona Leste, em São Mateus, onde inaugurou um comitê. Boulos e equipe usaram máscaras e um carro de som pedia que as pessoas evitassem aglomerações — mas centenas de apoiadores se aproximaram. O psolista afirmou que, em seu governo, a periferia será o centro e que contesta, simultaneamente, os governos de Jair Bolsonaro e de João Doria. (Estadão)

Bolsonaro esteve no foco do primeiro dia da campanha carioca. O jingle da campanha do candidato à reeleição Marcelo Crivella (Republicanos) afirma que ele está “junto com Bolsonaro”. Crivella se encontrou com candidatos à vereança de seu partido. Ele foi declarado inelegível pelo Tribunal Regional Eleitoral, mas cabe recurso. Já seu principal adversário, o ex-prefeito Eduardo Paes (Democratas), disse que seu plano é se descolar da polarização nacional e que não fará campanha “para puxar saco de Bolsonaro, Lula ou Ciro”. Paes, que foi declarado inelegível quando candidato ao governo do estado, em 2018, e que concorre graças a uma liminar, circulou pelo Complexo do Alemão. A candidata pedetista Martha Rocha caminhou por Copacabana, que criticou os dois. “Os cariocas não querem a possibilidade de fantasmas do passado.” (Globo)

Neste ano, 180 mil mulheres concorrerão a eleições em todo o país — compõem 34% das candidaturas. Representam um aumento tímido, apenas 0,1% mais, do que no pleito municipal anterior. Pela primeira vez, haverá mais candidatos negros do que brancos. São 270 mil negros — ou 50% contra 48% de brancos. E isto faz diferença. Este ano, a verba de campanha e o tempo de propaganda eleitoral no rádio e TV serão proporcionais às candidaturas negras. (Gênero e Número)

Porém... Também este ano mais de 25 mil candidatos que concorreram à eleição em 2016 alteraram a raça declarada no TSE. Destes, 40% deixaram de ser brancos e passaram a se considerar negros. (G1)

Aliás... A publicidade e impulsionamento de posts nas redes sociais pode ser proibida ainda esta semana pelo Tribunal Superior Eleitoral, informa Lauro Jardim. (Globo)

Meio em vídeo: Bolsonaro representa de fato uma ameaça à democracia? Como explicar, então, uma popularidade tão alta? E o que fazer a partir da resposta? Assista.

O decano do Supremo, ministro Celso de Mello, requereu na sexta-feira sua aposentadoria. Ele teria de deixar a Corte em novembro, quando completa 75 anos, mas preferiu antecipar o pedido. Sairá em 13 de outubro. O presidente Bolsonaro já estuda quem pode substituí-lo. (Poder 360)


O auto-proclamado bilionário presidente americano Donald Trump pagou apenas US$ 750 de imposto de renda no ano em que venceu as eleições. Nos 15 anos anteriores a 2016, em dez deles não pagou nada, alegando que perdeu mais dinheiro do que ganhou. Trump está engajado numa briga judicial com o IRS, o equivalente à Receita Federal, por conta da restituição de US$ 79,9 milhões que recebeu após declarar uma perda particularmente grande. A entidade contesta e quer o dinheiro de volta, com juros. Os dados, recolhidos das declarações de imposto de renda do próprio presidente, foram obtidos pelo New York Times. Candidato à Casa Branca, Trump rompeu uma longa tradição de apresentar ele próprio suas declarações à Receita. Agora se sabe por quê — revelam o perfil ou de um empresário dado a constantes fracassos, ou o de quem sonega imposto. A Organização Trump afirma que os dados obtidos pelo jornal são falsos. (New York Times)

Aliás... Donald Trump e Joe Biden se encontram pela primeira vez, amanhã, em um debate presidencial. Não haverá aperto de mão por conta da pandemia e Trump foi sorteado para responder à primeira pergunta do moderador Chris Wallace, da FoxNews. Um dos temas discutidos será a indicação pela Casa Branca da juíza ultra-conservadora Amy Coney Barrett para a Suprema Corte a apenas algumas semanas das eleições. Nunca, na história americana, um juiz da Corte foi indicado no segundo semestre de ano eleitoral. Pela tradição, a indicação é deixada para o presidente eleito. O presidente pediu que seja feito um teste anti-drogas para ter certeza de que seu adversário não estará calibrado no encontro. Jill Biden, mulher de seu adversário, afirmou que o democrata está preparado e tranquilo. Começa às 22h, hora de Brasília, e dá para assistir online. (CNN)

Viver


O Brasil registrou 335 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 141.776 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 697 óbitos, uma variação de -5% em relação aos dados registrados em 14 dias. Em casos confirmados, já são 4.731.915 brasileiros com o novo coronavírus desde o começo da pandemia, 13.800 desses confirmados no último dia. A média móvel de casos foi de 26.808 por dia, uma variação de -7% em relação aos casos registrados em 14 dias. No total, 6 estados apresentam alta de mortes: Minas Gerais, Rio de Janeiro, Amazonas, Amapá, Roraima e Bahia.

Roraima é o Estado menos populoso do Brasil, mas tem hoje a maior proporção de infectados pelo coronavírus – são mais de 8 mil a cada 100 mil habitantes, segundo o Ministério da Saúde. A letalidade é também uma das mais altas do país, acima de 100 a cada 100 mil, atrás apenas do Rio de Janeiro e do Distrito Federal. Para chegar a um patamar tão alto de infecção, os roraimenses viram autoridades incentivarem o desrespeito a medidas de isolamento, ficaram próximos ao colapso do sistema de saúde, e tiveram quatro atrasos sucessivos no início da operação de um hospital de campanha – que agora está subutilizado. Hoje, o controle sanitário na cidade é discreto: o uso da máscara em locais públicos ainda é obrigatório, mas a fiscalização é rara, o que faz com que parte expressiva da população circule desprotegida. A não ser no caso de escolas e shows, que continuam suspensos, a vida lembra muito o período pré-pandemia.

A Índia ultrapassou, hoje, a marca de 6 milhões de casos de infecção pelo novo coronavírus, segundo o Ministério da Saúde indiano. De acordo com o governo, foram registrados 82.170 casos nas últimas 24 horas, levando o total de infectados no país para 6.074.702. A Índia informou ainda que contabilizou 1.039 mortes no mesmo período, chegando a 95.542. Segundo levantamento da universidade norte-americana Johns Hopkins, os indianos ficam atrás dos Estados Unidos (7.115.338 infecções e 204.758 óbitos) em número de casos e mortes, e do Brasil em número de mortes (141.776).

A França registrou 14.412 novos casos confirmados de coronavírus no sábado, não muito longe de um recorde diário de 16.096 estabelecido no início desta semana. O número total de casos já chega a 527.446, segundo dados do Ministério da Saúde.

Também no sábado, o estado de Nova York registrou 1.005 novos casos da Covid-19. É a primeira vez que o nível diário superou 1.000 desde o início de junho no estado americano. Nova York chegou a ser o centro da pandemia, mas tem desde então mantido os casos em níveis mais baixos. A nova alta ocorre no momento em que autoridades locais continuam a avançar na reabertura econômica. Na próxima terça-feira na cidade de Nova York, as escolas públicas para crianças até oito anos devem reabrir. Em 30 de setembro, os restaurantes da cidade poderão reabrir para o jantar no salão fechado, com ocupação de 25%, disse o prefeito Bill de Blasio na sexta-feira.

Um estudo com furões mostrou que o produto batizado de INNA-051, que poderia ser usado como complemento de vacinas, reduziu os níveis do vírus causador da Covid-19 em até 96%, disse a empresa empresa australiana de biotecnologia Ena Respiratory. O estudo foi liderado pela agência governamental britânica Public Health England.

Cotidiano Digital


Mais uma empresa chinesa na mira americana. Alegando risco de uso militar, os EUA impuseram restrições sobre exportações para a maior fabricante chinesa de chips, SMIC. Os fornecedores de equipamentos da gigante chinesa agora precisarão requisitar licenças individuais de exportações.

As big techs sofreram este mês. Depois da alta valorização, Facebook, Amazon, Microsoft e Alphabet (Google) já perderam em setembro US$ 817 bilhões em valor de mercado, segundo o MarketWatch. Esse valor é mais do que a capitalização de mercado de todas as 336 empresas listadas na Bolsa brasileira. E supera em muito o que antes era o pior mês já registrado para essas cinco empresas na Bolsa: em outubro de 2018, perderam US$ 425 bilhões.

Cultura


O grande vencedor da primeira edição virtual do Festival de Gramado foi o filme King Kong em Asunción, do pernambucano Camilo Cavalcanti. Além do Kikito de Melhor Filme, também conquistou os prêmios de Melhor Ator, Trilha Sonora Júri Popular. Os destaques na premiação de curtas brasileiros foram O Barco e o Rio, de Bernardo Ale Abinader (Melhor Filme e Direção), e Inabitável, de Matheus Farias & Enock Carvalho (Prêmio Canal Brasil e da Crítica). Veja a lista dos premiados.

O prêmio póstumo ao ator Andrade Júnior foi o momento de maior emoção na cerimônia de premiação do 48.º Festival de Gramado. Andrade morreu no ano passado sem ver seu trabalho concluído na tela.

Por falar em cinema, as salas de cinema e alguns teatros de São Paulo estão com todos os protocolos sanitários prontos para a reabertura. Além de máscara, álcool em gel e distanciamento social, esses espaços culturais adotaram uma série de cuidados. Agora tudo depende que a capital entre na fase verde do Plano São Paulo para que as portas reabram. No dia 9 de outubro, o governo do estado vai divulgar a nova reclassificação das regiões de SP. Placas de acrílico nos locais de atendimento, totens de autoatendimento, interdição de assentos na plateia e de cabines e pias nos banheiros, cartazes orientando o distanciamento e a higienização das mãos, limpeza das salas entre as sessões e recomendação de compra de ingresso pela internet são algumas das adaptações feitas pelos cinemas para receber o público.

James Comey se sentiu mal ao encontrar Jeff Daniels pela primeira vez. Foi assim que Comey soube que a cena, parte de uma nova minissérie da Showtime baseada em suas memórias, estava funcionando. O vencedor do Emmy e o ex-diretor do FBI se conheceram em Toronto no set de The Comey Rule. Daniels interpreta Comey. Até então, Comey se colocara à disposição por telefone e e-mail, mas encontrou tempo para passar um dia no set. A programação daquele dia, por acaso, incluía uma recriação do agora jantar privado no qual Comey disse que o presidente Trump disse: “Eu preciso de lealdade. Espero lealdade”. (Trump contestou esta versão dos eventos.)

E uma newsletter sobre música com novidades nada óbvias. Boombop Indica por Bárbara Scarambone.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



28 de setembro de 2020
Consultar edições passadas