Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.



15 de outubro de 2020
Consultar edições passadas

Vice-líder do governo apanhado com dinheiro nas nádegas


O cumprimento de um mandado de busca e apreensão na casa do senador Chico Rodrigues, vice-líder do governo, terminou com a descoberta pela Polícia Federal de R$ 30 mil escondidos na cueca do parlamentar. O dinheiro era tanto que, num nível tal de indignidade, entrou nas nádegas e sujou de fezes — é um novo ponto baixo numa história já pouco honrosa da corrupção política brasileira. O constrangimento foi geral — e as imagens foram registradas em vídeo. Rodrigues era alvo da Operação Desvid-19, que investiga desvio de R$ 20 milhões em emendas destinadas à Secretaria de Saúde de Roraima para combate ao novo coronavírus. (Crusoé)

De acordo com Bela Megale, no Planalto o martelo já foi batido. Ou o senador pede para sair ou será saído. (Globo)

Mas o impacto na imagem será difícil de contar. Ontem mesmo já circulavam pelas redes inúmeras imagens de um Bolsonaro particularmente à vontade com Rodrigues. Em um dos vídeos, o senador fala de como o presidente representa o “resgate da moralidade”. (Twitter)

No comando do PT já se fala abertamente em jogar a toalha para aderir à candidatura de Guilherme Boulos, do PSOL, à prefeitura de São Paulo. O candidato do partido, Jilmar Tatto, tem até o fim de outubro para atingir dois dígitos na pesquisa. Ele tem 1% de acordo com o último Datafolha. (Folha)

Saíram pesquisas Ibope para as prefeituras de algumas capitais. Em Fortaleza, Capitão Wagner (Pros), com 28% e Luizianne Lins (PT), com 23% estão tecnicamente empatados devido a margem de erro da pesquisa que é de 4 pontos percentuais. Em seguida aparece Sarto (PDT), com 16%.

Em Manaus, o ex-governador e ex-prefeito, Amazonino Mendes (Pode) aparece na liderança com 25% das intenções de voto. Em outro patamar, David Almeida (Avante) obtém 13% das menções e Ricardo Nicolau (PSD) aparece com 11%.

O deputado estadual Gandini (Cidadania) e o ex-prefeito Joao Coser (PT) aparecem empatados com 22% das intenções de voto em Vitória. Seguidos pelo delegado Pazolini (REPUBLICANOS) com 10%.

Em Curitiba, o atual prefeito e candidato à reeleição, Rafael Greca (DEM), lidera com vantagem, com 47% das intenções. E Fernando Francischini, do PSL, é citado por 6%.

O candidato do DEM, Bruno Reis, aparece na liderança com 42% das intenções em Salvador. Bem na frente do Pastor Sargento Isidório (Avante) que obtém 10%.

Ainda não terminou o julgamento, no plenário do STF, que definirá a prisão preventiva do traficante André Oliveira Macedo, o André do Rap. Mas com seis votos a zero, já se formou maioria para manutenção da prisão. O líder do PCC foi solto por medida liminar de Marco Aurélio Mello. (G1)


Numa decisão inédita, e provavelmente histórica, Facebook e Twitter seguraram a distribuição de uma reportagem contra o candidato democrata Joe Biden em suas redes. A matéria foi publicada pelo tablóide New York Post, que pertence à News Corp, mesma holding da Fox News. “Quero deixar claro que esta matéria pode ser checada pelos parceiros de checagem do Facebook”, escreveu Andy Stone, um dos executivos da rede, no Twitter. “Até lá, estamos reduzindo sua distribuição em nossa plataforma. Isto é parte de nosso processo padrão para reduzir a desinformação.” Ambas as redes foram muito criticadas nas últimas eleições americanas — e não apenas nestes pleitos — justamente por permitirem que fake news interferissem na qualidade do que chega aos eleitores. (Recode)

Pois é... No caso do Twitter o critério para restringir a distribuição da história, que envolve um dos filhos de Biden, Hunter, é de que desde maio a rede não permite que circulem informações hackeadas. (OneZero)

Os republicanos não gostaram e acusam censura e intromissão no processo eleitoral pelas plataformas. “É terrível que Facebook e Twitter tenham derrubado a história bomba”, escreveu num tuíte o presidente Donald Trump. “Não há nada pior do que um político corrupto.” (Twitter)

Do ponto de vista jornalístico, a reportagem é muito questionável e o Post não é um jornal conhecido por sua credibilidade. Os detalhes, que o Meio não descreverá, envolvem e-mails e fotografias que teriam vindo do disco de um computador abandonado numa loja para consertar. Este computador pertenceria a Hunter Biden, que Trump acusa de estar envolvido em processos de corrupção na Ucrânia. Foi justamente esta história que levou à abertura do processo de impeachment de Trump. O tablóide conta uma história tortuosa de como o laptop misterioso chegou à tal loja, não oferece explicação de por que teria sido abandonado, e revela que o ex-prefeito nova-iorquino Rudolf Giuliani é quem forneceu ao jornal os dados. Não há qualquer comprovação de que os e-mails sejam legítimos nem os jornalistas demonstram como checaram sua veracidade. A equipe de Biden, porém, apresentou sua agenda oficial quando vice-presidente para provar que um determinado encontro não poderia ter acontecido. O Post publicou fotografias privadas do filho de Biden, o que indica que algo eles têm. Giuliani é justamente o intermediário entre Trump e o grupo ucraniano que lhe forneceu informações e sustenta uma teoria conspiratória que o governo americano alimenta. Há motivos para acreditar que hackers estejam envolvidos na captura das fotos para dar credibilidade à reportagem. (Vox)

Viver


O país registrou 716 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 151.779 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 496, uma variação de -29% em relação aos dados registrados em 14 dias. É o 3º dia seguido com a curva de mortes apontando queda, após 28 dias em estabilidade. Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 5.141.498 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 26.675 desses confirmados no último dia.

Mas a Universidade de Washington estima que o Brasil deve começar 2021 com 175 mil mortes. No mundo todo, a estimativa é que a marca de 2 milhões de mortos seja alcançada em 4 de janeiro.

A pandemia causou 206 mil mortes a mais em 20 países. Entre fevereiro e maio, 19 nações europeias, Austrália e Nova Zelândia registraram, em média, 20% mais mortes do que o esperado, segundo a revista Nature. Apenas 167 mil óbitos foram oficialmente atribuídos à Covid-19. A diferença de 40 mil mortes pode ser atribuída diretamente á doença, pela falta de testes. E indiretamente, com falecimentos por outras causas, que a sobrecarga dos serviços de saúde não conseguiu evitar.

A Europa voltou a superar os EUA em número de novos casos diários. A primeira vez desde o pico na região no começo do ano. Nos 27 países da UE e no Reino Unido foram registrados 78 mil casos por dia, em média, durante um período de sete dias até 12 de outubro. Enquanto nos EUA foram 49 mil novas infecções por dia em média no mesmo período. (Valor)

Sem vacina ou distanciamento, a Covid-19 deve se tornar uma doença sazonal, que aumenta no inverno e diminui no verão. Segundo um estudo da Universidade de Connecticut, o clima explica 17% da variação nas taxas de crescimento e a disseminação aumenta com redução da luz ultravioleta, altas temperaturas e menor umidade relativa.

Sobre a vacina… A OMS disse que a maioria da população vai ter que esperar até 2022 para ser vacinada. A entidade insistiu que não haverá capacidade de produção suficiente para todos de forma imediata. A prioridade ficaria para profissionais de saúde, idosos e pessoas com condições de vulnerabilidade, que juntos não somam 20% da população mundial.

Aliás… Sem passar pela fase 3, a Rússia já aprovou a sua segunda candidata que só foi testada em cinco voluntários. A sua primeira vacina, Sputnik 5, foi registrada em agosto e está em fase avançada de testes com pelo menos 40 mil pessoas.

Sobre a volta às aulas… A rede estadual do Rio de Janeiro definiu que os alunos serão automaticamente aprovados este ano. As escolas particulares também devem seguir os mesmos passos, mas cada colégio terá autonomia para decidir.

Em apenas três horas e três minutos o foguete Soyuz MS-17 decolou e se acoplou na Estação Espacial Internacional (ISS) com os astronautas Kate Rubins, Sergey Ryzhikov e Sergey Kud-Sverchkov. Um recorde graças a um novo sistema de orientação dos foguetes. O tempo dos voos tripulados rumo à ISS antes duravam no mínimo seis horas. A própria missão também é histórica: é a última vez que astronautas americanos usarão um foguete russo para ir à ISS. As próximas viagens americanas já serão com os foguetes da SpaceX. A decolagem em fotos.

Panelinha no Meio. Para quem teve de voltar ao trabalho presencial, preparar marmita virou uma maneira de proteger ainda mais a saúde. Quando prepara sua comida em casa, além de ter total controle sobre os ingredientes, também reduz a exposição desse alimento a outras pessoas. Você sabe quem tocou na sua comida ou mesmo na embalagem. Uma medida que além de proteger a saúde, também dá uma força para as contas do mês. No Panelinha, a gente levanta a bandeira da marmita há muito tempo! Tem muita receita e dica para encaixar o preparo na rotina reunidas no especial Marmitas. E uma série do Panelinha.

Cultura


Joaquim Ferreira dos Santos: “Alguns podem até não ligar o nome à pessoa, pois ele andou tomando umas liberdades e se modernizando, mas o samba-canção está vivíssimo. Um de seus principais nomes, Antônio Maria, autor de clássicos como Ninguém me ama, morreu há exatos 56 anos, num 15 de outubro. O samba-canção, no entanto, mostrou sua longevidade ainda no mês passado, quando Tom Veloso, 23 anos, o filho mais novo de Caetano Veloso, lançou, de sua autoria e Cézar Mendes, o belo e contemporâneo Talvez. No andamento do violão, na voz suave da interpretação e no sofrimento elegante da letra — nenhuma dúvida. Antônio Maria morreu, mas o samba-canção está on. O samba-canção tem se mantido na mesma situação de um brasileiro típico — agoniza dia e noite, mas, ao contrário do que tentam alguns, não morre nem deixa que sumam com suas mais ricas tradições. Num momento de culto aos ‘fodões’, todos eles príncipes gritando vitórias no Instagram, ficou feio chegar na frente da distinta plateia e dizer ‘perdi’. Não é o caso de Tim Bernardes, 29 anos. Um dos expoentes da nova geração de cantores e compositores, ele lançou recentemente o samba-canção Buraco da Consolação, gravado em dupla com Jards Macalé. A letra fala em ‘fundo do poço’, ‘mundo podre’ e demais tristezas do fim de caso, mas acena ao final: ‘E quando a noite cair/ E o cobrir por completo de escuridão/ Você enfim poderá enxergar/ A beleza que é o amor’. O samba-canção é mais ou menos isso. Não desiste.” (Globo)

Ouça: Talvez (Spotify ou YouTube). Buraco da Consolação (Spotify ou YouTube)

Um vídeo divertido... Uma piloto de caças comenta cenas de cinema com caças. Assista.

Cotidiano Digital


Os analistas do Verge mergulharam nos novos iPhones para observar uma transformação que pode se mostrar particularmente importante com o tempo. É a maneira de explorar os ímãs traseiros que permitem ao smartphone que carregue sem fio — a tecnologia MagSafe. Desta vez, o iPhone não vem mais com carregador na caixa. A Apple está talvez a uma geração de lançar o primeiro celular sem portas de entrada para cabos. Mas não é só aí que estes ímãs mudam a relação entre nós que usamos e o aparelho — eles também servem para que as capas, ao invés de serem presas ao celular, se encaixem. Portanto, soltam num snap. E que nas capas se encaixem também acessórios — de seguradores a porta cartões ou o que for imaginado. Isto quer dizer dar liberdade para troca de capas e acessórios de acordo com o momento do dia ou o clima da noite.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



15 de outubro de 2020
Consultar edições passadas