Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.



16 de dezembro de 2021
Consultar edições passadas



Acusada de politizar, PF faz operação contra Ciro


A Polícia Federal fez ontem uma de suas mais polêmicas operações dos últimos tempos, ao cumprir mandados de busca e apreensão contra o pré-candidato do PDT ao Planalto, Ciro Gomes, e seus irmãos, o senador Cid Gomes (PDT-CE) e Lúcio Gomes. Os três são suspeitos, em inquérito aberto em 2017, de receber propina de R$ 11 milhões para beneficiar uma empreiteira na construção da Arena Castelão. Na época, Cid governava o Ceará. Ciro reagiu, negando as acusações e atribuindo a ação ao presidente Jair Bolsonaro (PL). “O braço do estado policialesco de Bolsonaro, que trata opositores como inimigos a serem destruídos fisicamente, levanta-se novamente contra mim”, disse ele no Twitter. (UOL)

O Ministério Público Federal do Ceará foi contra as operações da PF, embora tenha concordado com as quebras de sigilos. Os procuradores dizem haver indícios de crimes de corrupção. (Globo)

Confira o que diz o inquérito contra Ciro e seus irmãos. (g1)

Segundo Bela Megale, a ação contra os Gomes causou incômodo dentro da PF. Delegados dizem que dificilmente uma operação de busca e apreensão encontrará provas quatro anos após a abertura do inquérito. “Esse modelo ‘lava-jatista’ de fazer um barulho enorme, desgastar a imagem da pessoa para depois ver se acha alguma prova tem prejudicado a imagem da PF”, disse um deles. (Globo)

A ação da PF teve uma primeira consequência: aproximar dois ex-aliados que há muito se bicavam. No Twitter, o ex-presidente Lula (PT) se solidarizou com Ciro e Cid que, segundo ele, “tiveram suas casas invadidas sem necessidade” e “merecem ser respeitados”. Ciro usou a mesma rede para agradecer e reiterar que “estado policial de Bolsonaro é uma ameaça à democracia e a todos os democratas”.

Após 33 anos no PSDB, com direito a duas candidaturas presidenciais a mais longa permanência no Palácio dos Bandeirantes, Geraldo Alckmin se desfiliou do partido ontem. “É um novo tempo! Agora, chegou a hora da despedida. Hora de traçar um novo caminho”, escreveu em redes sociais. Oficialmente, Alckmin estuda propostas do PSB, do PSD e do Solidariedade, mas sua saída do PSDB foi selada após uma reunião na terça-feira com a cúpula do PSB. O presidente regional do partido, Márcio França, que foi vice-governador do último mandato de Alckmin (2011-2018), disse que a chance de ele se filiar à legenda e ser candidato a vice do ex-presidente Lula (PT) no ano que vem “é de 99%”. (Globo)

Então... De acordo com Vicente Nunes, o acordo já estaria selado e envolveria a chapa Lula/Alckmin e as candidaturas de França ao governo paulista e do petista Fernando Haddad a uma vaga no Senado. (Correio Braziliense)

Haddad não gostou e negou a informação no Twitter.

De qualquer forma... O PT já encomendou pesquisas para medir qual seria o impacto de Alckmin como vice. (Globo)

Derrotado na disputa por uma vaga no TCU, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) é um pote até aqui de mágoa, como conta Igor Gadelha. Ele renunciou ao cargo de líder do governo no Senado e se diz vítima de traição. Segundo Bezerra, o Planalto o abandonou em favor de Antonio Anastasia (PSD-MG) para evitar a vitória de Kátia Abreu (PP-TO). Anastasia, que venceu com 52 votos, teve a indicação ao tribunal confirmada ontem pela Câmara. (Metrópoles)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proibiu ontem formalmente para as eleições do ano que vem o disparo em massa de propaganda e mensagens por aplicativos para beneficiar candidatos ou repassar informações falsas ou contendo injúrias, calúnias ou difamações. O tribunal decidiu ainda que a votação em todo o país seguirá o horário de Brasília, começando e terminando mais cedo em estados onde há fuso horário. (g1)

O presidente Jair Bolsonaro admitiu, ou melhor, gabou-se ontem, durante evento da Fiesp, de ter “ripado” o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) após técnicos do órgão terem interrompido uma obra da Havan, empresa de Luciano Hang, um de seus mais fiéis apoiadores. “O Luciano Hang estava fazendo mais uma obra e apareceu um pedaço de azulejo nas escavações. Chegou o Iphan e interditou a obra. Liguei para o ministro da pasta e ripei todo mundo do Iphan. Botei outro cara lá”, disse o presidente. A plateia, formada majoritariamente por empresários, aplaudiu. (Poder360)

Toma posse hoje no STF o ministro “terrivelmente evangélico” André Mendonça. O presidente Jair Bolsonaro, que o indicou para o cargo, anunciou ter feito teste de covid-19 exigido pelo Supremo e vai comparecer à cerimônia. (g1)

Está difícil acompanhar as notícias, não é? Anda tudo muito rápido, muito dinâmico e barulhento. O Meio te ajuda a separar o que é importante. Aos sábados, uma edição especial em que te oferecemos um contexto sobre grandes temas do momento. Assine o Premium e não perca tempo no seu dia.

Embratel

Tech no próximo nível


A VPN é uma ferramenta muito utilizada por empresas que possuem colaboradores em trabalho remoto. E, como qualquer outra plataforma para apoiar as operações de uma empresa, ela também está vulnerável a ameaças. Entre os principais alvos de hackers estão entidades públicas e empresas da indústria e do setor financeiro. O objetivo, como na maior parte dos ataques, é roubar credenciais para obter acesso aos sistemas dessas organizações. Entenda como funciona a VPN e por que as empresas devem se preocupar com a tecnologia.

Por falar em segurança, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta semana a política de segurança cibernética para agentes do setor de energia elétrica, como geradoras, distribuidoras e transmissoras. O objetivo é aumentar a resiliência dos sistemas usados pelo setor e garantir a segurança de dados considerados críticos. A resolução aprovada traz a regulamentação das diretrizes, os parâmetros mínimos a serem adotados, além de orientações sobre melhores práticas. (g1)

E uma falha importante em um software fez com que especialistas em segurança cibernética disparassem alertas e grandes empresas corressem para consertar o problema nos últimos dias. A vulnerabilidade, relatada na semana passada, está em um software baseado em Java e usado por companhias como Apple, IBM, Google e Amazon. Saiba como a falha Log4j pode afetar toda a internet. (CNN Brasil)

Cultura


Acabou a espera dos fãs do “seu amigo e vizinho”. Estreia hoje Homem-Aranha Sem Volta Para Casa (trailer), que encerra o ciclo do personagem no Universo Cinematográfico da Marvel (MCU para quem é do ramo). Uma distorção na realidade traz para o mundo do Aranha de Tom Holland todos os vilões dos diferentes filmes, e o elenco (oficial) pede que os fãs não deem spoilers. Segundo o Omelete, o longa oscila entre a nostalgia e a farsa para ajustar as diferentes versões do personagem. Evidentemente as estreias não se limitam ao cinema-pipoca. Chega às telas Nós Duas (trailer), candidato francês ao Oscar. Dirigido por Filippo Meneghetti, o longa conta a história de duas vizinhas na terceira idade que não assumem sua condição de casal por medo da reação da família de uma delas, até que esta tem um AVC.

Confira a programação completa em sua cidade. (Adoro Cinema)

Em 69 anos de vida, Gloria Jean Watkins conheceu a segregação racial nas escolas do Kentucky, adotou, em homenagem à avó, o pseudônimo de bell hooks (em minúsculas mesmo) e publicou mais de 40 livros, tornando-se uma das mais expressivas vozes do feminismo negro nos Estados Unidos. Isso dá uma breve dimensão do vazio deixado pela notícia de sua morte, divulgada ontem por uma sobrinha. Obras como Olhares Negros: Raça e Representação, Ensinando a Transgredir e O Feminismo É Para Todo Mundo foram traduzidas em mais de 15 idiomas e lançadas em todo o mundo, inclusive no Brasil. A causa da morte não foi informada. (g1)

A exemplo de astros como Bob Dylan e Neil Young, Bruce Springsteen (Spotify) vendeu os direitos de seu extenso catálogo para a Sony Music Entertainment. Os números são confidenciais, mas pessoas ligadas à operação dizem que a empresa pagou pelo menos US$ 500 milhões (R$ 2,85 bilhões) para se tornar dona de clássicos como Born To Run (Spotify) e The River (Spotify). (New York Times)

Cotidiano Digital


A 3ª turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) formou maioria para reconhecer o vínculo empregatício entre o aplicativo de transporte Uber e motoristas da plataforma. Dois dos três ministros do colegiado votaram a favor, mas o julgamento foi suspenso por pedido de vistas. O julgamento teve início em dezembro de 2020 e foi retomado ontem. Se for concluído sem alteração de votos, a decisão será a primeira do tribunal favorável aos motoristas. Em decisões anteriores, o TST definiu que não havia vínculo de emprego entre Uber e os trabalhadores, classificados pela plataforma como “parceiros autônomos”. Com o reconhecimento do vínculo, a empresa passa a ser obrigada a garantir direitos como férias, décimo-terceiro salário, FGTS e descanso semanal remunerado. (Exame)

Esse novo recurso do WhatsApp é para quem tem o costume de ouvir o áudio logo depois de enviá-lo. O aplicativo de mensagens anunciou ontem uma novidade que permite ouvir a gravação antes de enviá-la, além de pausar uma gravação para continuar em outro momento. Para usar o recurso, é preciso gravar a mensagem no modo “mãos livres”. (g1)

E o Google apresentou ontem o Android 12 (Go edition), uma versão do sistema operacional que promete melhorar a experiência para usuários de aparelhos Android mais acessíveis. (Olhar Digital)

Viver


O Supremo Tribunal Federal formou maioria de cinco votos para manter a exigência de comprovante de vacinação para estrangeiros que entrem no país. Originalmente, a liminar do ministro Luís Roberto Barroso valia para todos, mas ele alterou a decisão, determinando que brasileiros e estrangeiros que residam no país possam sair e voltar apresentando teste negativo e fazendo quarentena. Barroso estabeleceu também que o comprovante de vacinação seja conferido pela companhia aérea no momento do embarque. “Não há qualquer razão para tumulto na chegada ao Brasil, pois o controle já terá sido feito”, explica nota divulgada pelo STF. (UOL)

Enquanto isso... A Anvisa deve anunciar hoje a liberação da vacina da Pfizer para aplicação em crianças entre cinco e onze anos, só que elas não serão imunizadas imediatamente. É que as vacinas para essa faixa vêm em doses e envases diferentes das de adolescentes e adultos, e o Brasil não recebeu nenhum lote de imunizantes pediátricos. A estimativa que as primeiras doses cheguem em janeiro, e o Ministério da Saúde pretende vacinar 70 milhões de crianças no ano que vem. (Folha)

O governo dos EUA bloqueou ontem bens e investimentos de dez pessoas e 15 entidades que teriam ligações com o crime organizado em quatro países. Um dos alvos é o Primeiro Comando da Capital (PCC), considerada mais importante facção do tráfico de drogas no Brasil. (g1)

Como no clássico conto Os Frutos Dourados do Sol, de Ray Bradbury (1920-2012), um artefato humano “tocou” nossa estrela e colheu dela um pouco de sua essência. A NASA anunciou na terça-feira que sua sonda Parker Solar atravessou com sucesso a coroa solar, a atmosfera superior, e recolheu amostras de partículas e dados sobre o campo magnético. O feito foi ainda mais notável porque a coroa tem uma temperatura 166 vezes maior que a superfície solar. Lançada em 2018, a Parker deve fazer novos mergulhos ao logo dos sete anos de sua missão. (CNN Brasil)

Atual campeão brasileiro e estadual, o Atlético Mineiro conquistou ontem a Copa do Brasil ao vencer, por 2 a 1, o Athletico Paranaense na Arena da Baixada. (Globo Esporte)

Panelinha no Meio. Tudo bem, a gente reconhece. O panetone recheado com sorvete é muito mais uma instrução de montagem que uma receita de preparo, mas tem que ser feita com muito cuidado para manter a integridade do panetone, que, assim como o sorvete, deve ser de boa qualidade. Ah, claro, tem o preparo da calda de caramelo. Sucesso absoluto como sobremesa natalina.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



16 de dezembro de 2021
Consultar edições passadas