Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.



12 de maio de 2022
Consultar edições passadas



Mais um ministro bolsonarista promete privatizar Petrobras


O novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, pedirá estudos ao governo sobre como privatizar a Petrobras e a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA) — estatal responsável por gerir os contratos da União no pré-sal. Este será, ele diz, seu primeiro ato no cargo. Defendeu também que se avance na privatização da Eletrobras com medidas prioritárias a serem aprovadas pelo Congresso. A indicação de Sachsida acontece em meio à insatisfação do presidente Jair Bolsonaro (PL) com os reajustes nos preços dos combustíveis, que teriam motivado a troca de comando do ministério. Sachsida substituiu nesta quarta-feira Bento Albuquerque, exonerado ontem. (Poder360)

Mas não é só isso. Bento Albuquerque também resistia ao projeto de construção de gasodutos pelo país, conta Mônica Bergamo. A proposta, que tem custo de R$ 100 bilhões e é patrocinada pelo Centrão, está travada na Câmara desde 2015 por falta de consenso sobre seu financiamento. O Centrão queria retirar os R$ 100 bilhões da exploração do pré-sal que iriam para o Tesouro, por meio de uma emenda no projeto de modernização do setor elétrico. O ex-ministro resistia à ideia. (Folha)

Os planos sugeridos por Sachsida chamaram a atenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que afirmou a apoiadores nesta quarta, em Minas Gerais, ser contrário à privatização das principais estatais nacionais. “Quem se meter a comprar a Petrobras vai ter de conversar conosco depois das eleições. Parem de tentar vender a Eletrobras. O Programa Luz Para Todos, que custou ao povo brasileiro R$ 20 bilhões, só pôde ser feito porque a empresa (Eletrobras) era pública. Não tem de privatizar os Correios, a Caixa Econômica e o BNDES”, afirmou Lula. “Parem de vender as coisas que já estão prontas”. (Estadão)

Foram divulgadas nesta quarta-feira duas pesquisas eleitorais. O levantamento da Quaest/Genial indica que o ex-presidente Lula (PT) venceria no primeiro turno em todos os cenários. Na simulação com mais postulantes, ele alcança seu menor índice, 46%, mais do que a soma dos adversários: Jair Bolsonaro (PL), com 29%; Ciro Gomes (PDT), com 7%; João Doria (PSDB) e André Janones (Avante), com 3% cada; e Simone Tebet (MDB) e Felipe D’Ávila (Novo), ambos com 1%. Num eventual segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 54% a 35%. (CNN Brasil)

Já a pesquisa do PoderData mostra um primeiro turno mais apertado, embora revele que Bolsonaro parou de crescer. Lula lidera com 42%, seguido de Bolsonaro com 35%, Ciro com 5%, Doria com 4%, Janones com 3% e Tebet com 2%. Os demais pré-candidatos não atingiram um ponto. No segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 49% a 38%. (Poder360)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou lançar dúvidas sobre o sistema eleitoral ao dizer, em evento no Paraná, que não teme “o resultado de eleições limpas”. Ele defendeu que a população se arme “para resistir, se for o caso, à tentação de um ditador de plantão”. (Folha)

O Ministério Público do Rio de Janeiro pediu ontem ao Tribunal de Justiça a anulação da denúncia contra o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) relativa ao esquema de rachadinhas quando era deputado na Alerj. Segundo o procurador-geral de Justiça do MPRJ, Luciano Mattos, a denúncia não pode ser reaproveitada porque o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF) anularam as provas que a sustentavam. A investigação terá de voltar ao início, o primeiro relatório financeiro do Coaf sobre movimentações suspeitas entre os funcionários do gabinete do Zero Um na Alerj. (Globo)

O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos ainda busca driblar a Justiça e o YouTube. No fim de semana, ele criou um novo canal na plataforma, removido dias depois. Ontem, mais um perfil foi criado. Investigado no inquérito das milícias digitais, Santos está foragido nos EUA. (Congresso em Foco)

Militante bolsonarista e postulante a uma vaga no Congresso, o major do Exército João Paulo da Costa Araújo Alves foi preso por fazer publicações em redes sociais de apoio ao presidente. O Regulamento do Exército classifica como transgressão disciplinar a manifestação política de militares da ativa. (g1)

E o Telegram suspendeu esta semana, por promover conteúdo ilegal, o maior grupo bolsonarista de sua rede, com cerca de 67 mil membros. (Globo)


A Ucrânia interrompeu ontem parte do fornecimento de gás russo à Europa através de seu território. É a primeira vez que isso acontece desde a invasão do país, em 24 de fevereiro. Segundo a agência que opera o sistema, a suspensão se deve à “interferência das tropas de ocupação”. Kiev acusa a Rússia de desviar parte do gás destinado à Europa para províncias separatistas no leste do país. O gás russo é uma das principais fontes da energia europeia. (CNN)

O Meio é importante na sua rotina? Faça uma assinatura premium e nos ajude a crescer. Quem assina recebe suas edições logo depois que elas fecham. Ganha a edição de sábado, mais analítica. Recebe o Meio Político, todas às quartas, e tem acesso ao Monitor, nossa ferramenta de curadoria, que permite acompanhar minuto a minuto as principais notícias do dia.

Embratel

Tech no próximo nível


O 5G mal começou a ser implantado no Brasil e o mercado já está discutindo a próxima geração de internet móvel. Além de viabilizar ainda mais o uso de tecnologias como Internet das Coisas (IoT) e realidade aumentada, o 6G deve trazer maior estabilidade e velocidade de conexão, se comparado à quinta geração. Globalmente, a corrida pela tecnologia já começou, com previsão de incentivos no Reino Unido, na Índia, União Europeia, China, Japão e Estados Unidos. Saiba como será o processo de transição para a tecnologia e as características da sexta geração de telefonia.

O Google anunciou ontem uma paleta de 10 tons de pele que a empresa descreveu como um passo à frente na criação de dispositivos e aplicativos que possam atender melhor às pessoas negras. A companhia fez uma parceria com a socióloga da Universidade de Harvard Ellis Monk, que estuda discriminação racial. A nova escala substitui um padrão falho de seis cores que se tornou popular na indústria de tecnologia para avaliar se sistemas de inteligência artificial e reconhecimento facial mostram preconceito com a cor da pele. (CNN Brasil)

O metaverso também chegou para mudar a maneira de assistir às partidas de futebol. Na reta final do Campeonato Italiano, o duelo entre Milan e Fiorentina, no dia 1º de maio, foi o primeiro jogo a ser transmitido em um espaço virtual. A plataforma de videogame The Nemesis foi a responsável pela criação do mundo virtual que reuniu os fãs em torno da partida. (Estadão)

Viver


Uma pesquisa da Fiocruz constatou que metade dos pacientes que tiveram covid-19 continuaram a apresentar sintomas muito depois de “curados”. O estudo acompanhou 646 infectados ao longo de 14 meses; 324 tiveram sintomas pós-infecção. Os mais comuns foram fadiga, tosse persistente, dificuldade de respirar, perda de olfato e paladar e dores de cabeça frequentes. (g1)

Enquanto isso... Apenas 40% dos brasileiros tomaram dose de reforço da vacina, segundo dados do consórcio de veículos de comunicação. A pior situação é em Roraima, com 12,09%. (Jornal Nacional)

As pistas de pouso e clareiras para helicópteros usadas por garimpeiros em terras ianomâmis em Roraima se multiplicaram durante o governo Bolsonaro, como mostram relatórios sigilosos da Funai feitos a partir de dados do Ibama. Em 2019 havia três pistas de pouso e 14 helipontos ilegais ao longo do Rio Mucajaí; três anos depois já foram identificados 87 espaços de aterrissagem na mesma região – em todo o território ianomâmi, o total chega a 227. O tráfego aéreo do crime é tão intenso que já colocou em risco voos comerciais. (Globo)

Os democratas bem que tentaram aprovar no Senado dos EUA uma lei que garantiria nacionalmente o direito ao aborto, mas passaram longe dos 60 votos necessários. Além de os 50 senadores republicanos votarem contra, um democrata, Joe Manchin III, da Virgínia Ocidental, ficou com a oposição. A ideia da lei surgiu após o vazamento de um rascunho da Suprema Corte prevendo a reversão de uma decisão de 1972 tornando o aborto um direito em todo o país. (New York Times)

Panelinha no Meio. Não importa se você chama de mandioca, aipim ou macaxeira. Ela atende do mesmo jeito e, fritinha, rende um petisco inigualável. Mas que tal fazê-la de um jeito igualmente saboroso, só que mais saudável? São os palitos de mandioca assada, igualmente crocantes. O segredo é o tempo certo da raiz na panela de pressão. Ela tem que ficar cozida por dentro, mas ainda firme para ser cortada nos palitos que vão ao forno.

Cultura


Destaque entre as estreias da semana, O Homem do Norte (trailer) não é uma adaptação do Hamlet de Shakespeare, mas da lenda escandinava que inspirou o bardo. Dirigido pelo grande Robert Eggers (A Bruxa e O Farol) e estrelado por Alexander Skarsgard, Anya Talyor-Joy e Nicole Kidman, é um épico viking com sangue, sexo, músculos e, como é marca do diretor, sobrenatural. Quem quer algo contemporâneo tem o francês @Arthur.Rambo - Ódio nas Redes (trailer), onde o público descobre que um jovem e bem-sucedido escritor engajado tinha um perfil falso onde destilava o discurso racista que condena nos livros. E, testando os limites da canastrice, Nicholas Cage interpreta a si mesmo em O Peso do Talento (trailer). Falido, Cage aceita US$ 1 milhão para participar da festa de um fã milionário, mas nem tudo é o que parece.

Confira a programação completa dos cinemas na sua cidade. (Adoro Cinema)

Aos 18 anos, Paul Hewson, como tantos outros irlandeses em 1980, amava punk rock e não tinha muitas perspectivas de futuro. Um ano depois, já usando o apelido Bono Vox, sua banda, o U2, debutava com Boy (Spotify). O resto, bem, vocês sabem. Essa é a história que o próprio Bono conta em Surrender: 40 Songs, One Story (Render-se: 40 Canções, Uma História), autobiografia a ser lançada em todo o mundo em 1º de novembro. Cada passagem da vida do cantor e ativista é emoldurada por uma música da banda, a começar pela que dá título à obra (Spotify). Para quem não aguenta esperar, aqui está uma palhinha do próprio Bono lendo um trecho. (Estadão)

Há coisas que parecem ficção. Em fevereiro a editora Riverhead Books cancelou o lançamento do livro The Leaving, da escritora americana Jumi Bello, após a autora admitir que havia plagiado trechos escritos por outras pessoas. Nesta segunda-feira, ela publicou uma explicação no site LitHub. Dizia basicamente que, embora nunca tivesse engravidado, queria descrever vividamente a experiência de ser mãe, daí pegar textos alheios. “Digo a mim mesma que estou apenas pegando emprestado e mudando o idioma. Digo a mim mesma que vou reescrever essas partes mais tarde, durante a fase editorial. Vou fazer essa história minha novamente”, escreveu. Horas depois, a explicação foi tirada da rede, pois, segundo o LitHub, também era um plágio. (Globo)

Cotidiano Digital


O Google apresentou ontem os detalhes do Android 13, a nova versão do sistema operacional da empresa. O anúncio foi feito durante o Google I/O, maior evento da companhia do ano. A tecnologia aposta no design colorido e na conexão com diversos aparelhos inteligentes, aprimorando os conceitos já apresentados pela gigante de tecnologia. O sistema oferece mais privacidade e permite reduzir a quantidade de informações às quais um aplicativo tem acesso. O Google também revelou os novos smartphones Pixel, fones de ouvido, relógios e óculos inteligentes, além de melhorias em serviços como Tradutor, Maps e Assistente. Veja as novidades apresentadas na conferência. (g1)

O início da implantação do 5G nas capitais brasileiras pode ser postergado e começar com atraso de dois meses. O Grupo de Acompanhamento das Obrigações da Faixa 3,4 GHz, o Gaispi, aprovou ontem um prazo adicional de 60 dias para as operadoras começarem a rodar a tecnologia 5G nas principais cidades. A decisão ainda precisa ser avaliada pelo conselho da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Pela regra estabelecida no leilão das faixas do 5G, a tecnologia deveria estar disponível nas capitais até 31 de julho, mas pode ficar para até 29 de setembro. Um dos motivos é a escassez de equipamentos necessários na implantação do 5G. (Estadão)

Se você gosta de se informar enquanto faz exercícios, vai para o trabalho ou toma café, pode ouvir as notícias mais importantes do dia No pé do Ouvido. O nosso podcast é a versão em áudio das edições diárias do Meio. Disponível nos principais tocadores: Apple PodcastsSpotifyAmazon MusicDeezerPocket Casts e Google Podcasts. Ouça agora.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



12 de maio de 2022
Consultar edições passadas