Ainda não é assinante? Assine. Não custa nada.



22 de junho de 2022
Consultar edições passadas



PF agora investiga tráfico pelas mortes de Bruno e Dom


Após descartar a existência de um mandante nos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips, a Polícia Federal abriu uma nova linha de investigação e agora apura o envolvimento de traficantes de drogas com o crime, além dos pescadores ilegais já presos. De acordo com os policiais, a venda do pirarucu, abundante nas terras indígenas, é usada na lavagem de dinheiro do tráfico, o que uniria os dois grupos criminosos. O combate à pesca ilegal era uma prioridade de Pereira, que sofria constantes ameaças de morte. (Jornal Nacional)

Primeiro preso pelo crime, o pescador clandestino Amarildo da Costa de Oliveira, conhecido como Pelado, caiu em contradição várias vezes durante a reconstituição do crime. Ele havia confessado ter participado do assassinato, mas depois disse que apenas ocultou os corpos, atribuindo as mortes a outro preso, Jeferson da Silva Lima. Inicialmente Amarildo afirmou ter visto à distância o acusado e o indigenista discutindo antes dos tiros. Durante a reconstituição, porém, ele admitiu que estava no barco de Jefferson o tempo todo. (g1)

Em resposta à pressão dos ministérios da Justiça e da Defesa por uma participação diferenciada no processo eleitoral, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, deu prazo de 15 dias para que militares, Polícia Federal e todas as outras organizações interessadas se inscrevam para participar da fiscalização. Segundo fontes ouvidas por Valdo Cruz, o objetivo foi mostrar que a decisão de como e quando será feito o acompanhamento cabe à Justiça Federal e que PF e militares não terão tratamento especial. O ministro da Justiça, Anderson Torres, chegou a dizer em ofício que os agentes federais poderiam usar programas próprios para fiscalizar as urnas. (g1)

E os arranjos políticos nos estados devem mudar com uma decisão tomada ontem pelo TSE permitindo que partidos coligados na disputa pelo governo lancem candidatos próprios ao Senado. Um exemplo dessa situação é o Distrito Federal, onde Republicanos e PL apoiam a reeleição de Ibaneis Rocha (MDB), mas querem lançar ao Senado, respectivamente, as ex-ministras Damares Alves e Flávia Arruda. Os partidos não podem, porém, apoiar candidatos a senador de legendas fora da coligação majoritária. (CNN Brasil)

Enquanto isso... O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) rejeitou uma ação do PSOL contra a transferência de domicílio eleitoral do ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos), candidato do Planalto ao governo paulista. O partido alega que ele vive e trabalha em Brasília, sem vínculos com São Paulo. Por unanimidade, os integrantes da Corte concluíram que o pedido do PSOL foi feito fora do prazo, devendo ser arquivado sem análise do mérito. O partido já avisou que vai recorrer. (Poder360)

O lançamento das novas diretrizes para um programa de governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ontem em São Paulo foi tumultuado tanto por um adversário quanto por um antigo aliado. Enquanto Lula discursava, um bolsonarista, o pré-candidato a deputado estadual Caíque Mafra (Republicanos) invadiu o local e avançou aos gritos em direção ao ex-governador Geraldo Alckmin (PSB), pré-candidato a vice-presidente. Mafra foi contido e retirado sem que Lula interrompesse o discurso. Depois, quando falava o ex-ministro Aloizio Mercadante, o ex-senador Eduardo Suplicy, que completou 81 anos ontem, o interrompeu para entregar uma proposta de programa de renda mínima, reclamando por não ter sido convidado a participar da elaboração das diretrizes. (g1)

O Ministério das Relações Exteriores enviou ontem, após dois dias, as congratulações oficiais do Brasil ao presidente eleito da Colômbia, Gustavo Petro. Em nota, o Itamaraty afirmou “seu compromisso com a continuidade e o aprofundamento das relações bilaterais com a Colômbia”. Já o presidente Jair Bolsonaro foi na direção oposta e usou Petro, primeiro esquerdista eleito no país vizinho, para atacar o ex-presidente Lula. Em seu discurso de vitória no domingo, o colombiano defendeu a libertação de jovens presos durante protestos em 2019. “Vocês viram o discurso de hoje do novo presidente da Colômbia? ‘Soltar todos os meninos presos, todos’. O Lula vai soltar os menininhos que mataram alguém por um celular para tomar uma cerveja”, disse Bolsonaro, tirando de contexto declarações tanto de Petro quanto de Lula. (UOL)

Meio em vídeo. Essa semana no Conversas com o Meio, o ensaísta Francisco Bosco fala do seu novo livro, O Diálogo Possível. E aí, nesse Brasil tão confuso será que todos nós, não bolsonaristas, seremos capazes de conversar juntos novamente? (YouTube)


A Comissão Parlamentar que investiga o envolvimento de Donald Trump nos acontecimentos que levaram à invasão do Capitólio em 6 de janeiro do ano passado concluiu que o ex-presidente participou ativamente de ações para fraudar as eleições de 2020. A informação foi dada ontem na quarta audiência pública do colegiado. Trump, dizem os depoimentos, agiu em duas frentes. De um lado, pressionou funcionários em estados para mudarem o resultado das urnas; de outro, elaborou um plano para nomear delegados (os representantes de estados que votam no Colégio Eleitoral) “alternativos”. Pelo menos dois parlamentares republicanos, um deputado e um senador, foram apontados como participantes nas manobras. (New York Times)


Tristes trópicos

Spacca

civilizacao 1080

Nossa assinatura premium não tem pegadinha, daquelas que é mais barata nos primeiros meses e depois dá um salto, ou daquelas outras que você precisa falar com sei lá quantos atendentes para cancelar, precisa dar um tempo? É só ir em nosso site premium e cancelar, depois você pode voltar, quando quiser. Sempre pelo mesmo preço, mais barato do que um lanche na padaria. Assine.

Viver


A Justiça de Santa Catarina determinou que seja devolvida à mãe a menina de 11 anos, grávida em decorrência de um estupro, que estava confinada havia um mês em um abrigo por ordem judicial a fim de impedir que fizesse um aborto legal, para o qual já há autorização. O caso foi revelado na segunda-feira por reportagem do Intercept Brasil em colaboração com o Portal Catarinas. Em gravações obtidas pelas jornalistas, a juíza Joana Ribeiro Zimmer tenta induzir a vítima a não fazer o aborto, chegando a se referir ao estuprador como “pai da criança” e perguntar se ela “já tinha escolhido o nome do bebê”. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) está investigando a conduta da magistrada. A advogada da família confirmou a devolução da criança à mãe, mas não informou se a gravidez será interrompida. (g1)

Em entrevista, a juíza Joana Ribeiro Zimmer negou ontem que seja contra o aborto, alegando que tomou sua decisão porque havia “passado o prazo” para o procedimento. Ela se baseou numa portaria do Ministério da Saúde que prevê o aborto até a 20ª semana de gestação — a menina hoje está na 29ª. Zimmer, que afirma estar sofrendo ameaças, não está mais no caso. No dia 15 ela foi promovida e transferida para a comarca de Brusque, no Vale do Itajaí. (Diário Catarinense)

Segundo especialistas, a lei não estabelece limites de tempo para abortos legais, com estados imponto critérios próprios. (g1)

A violência contra a mulher acontece até onde se deveria fazer a Justiça. A procuradora-geral do município de Registro (SP), Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos, foi espancada a socos e pontapés pelo também procurador Demétrius Oliveira Macedo, de 34 anos. O motivo da agressão, gravada por colegas, foi uma investigação interna, a partir de denúncia dela, sobre comportamento violento dele. A prefeitura de Registro diz que pediu o afastamento de Macedo. (Metrópoles)

Acontece na próxima semana a segunda edição do Sisu 2022, que vai oferecer 66 mil vagas em universidades públicas para o segundo semestre. As inscrições podem ser feitas no site oficial entre os dias 28 de junho e 1º de julho, e o resultado será divulgado no dia 6. Para participar, o candidato precisa ter feito o Enem 2021, já ter concluído o Ensino Médio e ter tirado nota superior a zero na redação. (Metrópoles)

Cultura


A Netflix divulgou ontem o trailer oficial (YouTube) dos dois últimos episódios da quarta temporada de Stranger Things, que entram na plataforma em 1º de julho. Ainda mais soturno em com um clima pessimista, o trailer mostra os personagens travando contato com tragédias, confrontando o vilão Vecna e percebendo que talvez não estejam à altura do desafio. Sem spoilers, os primeiros sete episódios da temporada tiveram duas linhas, uma nos EUA, outra na Rússia, e o trailer não indica que elas vão se encontrar. Esse pode ser um sinal de que as aventuras de Eleven ainda vão continuar. (Omelete)

Os adolescentes de Hawkins, onde se passa a série, podem estar sofrendo, mas uma senhora inglesa está feliz da vida. A cantora e compositora Kate Bush, de 63 anos, que nas últimas três semanas faturou, segundo estimativas, US$ 500 mil (R$ 2,57 milhões) apenas no Spotify. Sua canção Running Up That Hill, de 1985, entrou com destaque na trilha sonora da quarta temporada e foi catapultada para o topo das paradas. Ao contrário da maioria dos artistas, Kate é dona de todos os direitos sobre sua obra, portanto, única beneficiária do sucesso. E vem mais. Uma versão remixada da canção entrou no novo trailer e também deve avançar nas paradas. (LAD Bible)

A beleza, dizem, está nos olhos de quem vê. Entretanto, usando um algoritmo que aplica no rosto humano o conceito geométrico da proporção áurea, especialistas concluíram que o ator Robert Pattinson é hoje o homem mais bonito do mundo. De acordo com a avaliação, o astro de Batman, O Farol e, vá lá, Crepúsculo tem o rosto 92,15% perfeito, seguido de perto por Henry Superman Cavill, que marcou 91,64%. (CinePop)

É possível calcular a sua pontuação na proporção áurea de beleza, basta medir partes do seu rosto e fazer um teste. Não, a opinião da mãe não conta.

Muita gente não sabe, mas existe uma cena Emo ativa no Brasil, e ela movimentou as redes sociais nos últimos dias por conta de um show gratuito em São Paulo com expoentes nacionais e a banda americana NLM. Os fãs e os demais artistas não sabiam que a atração internacional era uma banda gospel que usava o estilo para fazer pregações. Em seu show, uma encenação simulava uma tentativa de suicídio (nada mais Emo), interrompida por um narrador que começou a pregar. A reclamação de uma fã nas redes acendeu uma discussão que culminou com as bandas nacionais Scalene e Sebastianismos negando relação com o Emo Gospel e dizendo que os americanos estavam fora do próximo show, marcado para Florianópolis. (Tenho Mais Discos Que Amigos)

Cotidiano Digital


A Microsoft decidiu encerrar alguns recursos e limitar o acesso livre a ferramentas de inteligência artificial usadas para detectar, analisar e reconhecer rostos. A definição faz parte de uma nova postura mais rígida da gigante de tecnologia com a ética em seus produtos de IA. A partir de agora, os usuários terão que se inscrever para usar o reconhecimento facial da Azure, por exemplo, e informar como e onde aplicarão a ferramenta. Outros recursos serão encerrados definitivamente. O sistema Azure Face vem sendo criticado por especialistas, que consideram esse tipo de tecnologia tendenciosa, invasiva e não confiável. (The New York Times)

E após encerrar oficialmente suas operações na Rússia, a Microsoft suspendeu downloads do Windows 10 e 11 no país. (Yahoo)

O bilionário Elon Musk está a um passo de ser dono do Twitter. O conselho de administração da companhia recomendou que os acionistas votassem a favor da aquisição de US$ 44 bilhões. Segundo o documento enviado à comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos, o conselho “determinou que o acordo é aconselhável e que a fusão e as outras transações contempladas pelo documento são justas, recomendadas e no melhor interesse do Twitter e de seus acionistas”. A data para a votação ainda não foi definida. (Business Insider)

Meio em vídeo. Vazou no Verge um relatório do Facebook que mostra suas intenções de ficar mais parecido com o TikTok. E, mais uma vez, a empresa da Meta passará por uma mudança? A crise de identidade do Facebook é real? O que mantém as pessoas numa empresa sem identidade? Pedro Doria e Cora Rónai comentam. (YouTube)

Você já conhece o Pioneiros? O programa de membros traz vários benefícios a quem indica o Meio para os amigos. De newsletter exclusiva a ecobags personalizadas. Faça parte do Pioneiros. Não custa nada.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



22 de junho de 2022
Consultar edições passadas