Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.



1 de agosto de 2022
Consultar edições passadas..



Ameaçado por Kassio, Bolsonaro derruba candidato de Gilmar ao STJ


O preenchimento das duas vagas abertas no Superior Tribunal de Justiça (STJ) tem tudo para trazer dor de cabeça para o presidente Jair Bolsonaro (PL) uma instância acima, no Supremo Tribunal Federal (STF). A edição de hoje do Diário Oficial da União trouxe os nomes dos escolhidos: os desembargadores federais Messod Azulay, atual presidente do TRF-2, e Paulo Sérgio Domingues, que atua no TRF-3. O segundo é uma surpresa, já que o favorito era o desembargador Ney Bello, que teria sido preterido por pressão do ministro do STF Kássio Nunes Marques, conta Juliana Dal Piva. Os dois, que atuaram juntos no TRF-1, se tornaram desafetos em 2020. Além disso, Bello seria apadrinhado do ministro Gilmar Mendes. Defensor fiel — e não raro isolado — do governo, Nunes Marques fez saber ao Planalto que romperia com Bolsonaro se a nomeação fosse confirmada. Os dois nomes precisam ser confirmados pelo Senado. (Poder360 e UOL)

Uma semana depois de chamar seus apoiadores às ruas para o Sete de Setembro, o presidente convidou os chefes de Estado dos países de língua portuguesa para assistirem à parada militar em Brasília, que celebrará os 200 anos da Independência. A expectativa de interlocutores é de que o desfile na capital seja mais protocolar, para não expor os dignitários estrangeiros. A manifestação mais aguerrida aconteceria no Rio, para onde Bolsonaro anunciou uma inédita exibição militar em Copacabana. (Folha)

Enquanto isso... O PP do Piauí recorreu à Justiça para proibir a circulação no estado de uma montagem em que o candidato a governador que apoia, Sílvio Mendes, do União Brasil, aparece ao lado de Bolsonaro. O PL, partido do presidente, tem candidato próprio. A alegação do PP é que, além de falsa, a imagem associa Mendes ao presidente, que “possui altíssimo índice de rejeição em pesquisas mais recentes”. A inciativa causou desconforto, já que partido é um dos alicerces do governo, e seu principal líder, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, é do Piauí. (g1)

O presidente do União Brasil, Luciano Bivar, desistiu de sua candidatura ao Planalto e vai buscar se reeleger deputado. A anúncio foi feito ontem durante a convenção do partido em Pernambuco, seu estado. O próprio Bivar antecipou que a senadora Soraya Thronicke (MS), ex-aliada de Bolsonaro, o substituirá na eleição presidencial. Nos bastidores, porém, ele negocia apoiar o ex-presidente Lula (PT) em Pernambuco, em troca de ajuda dos petistas em sua candidatura, já que mudança de cargo embaralhou o jogo de caciques do União Brasil no estado. (Estadão)

Quem também parece perto de desembarcar da campanha é o deputado André Janones (Avante-MG). Ele tem uma reunião com Lula nesta quarta-feira e disse que, se suas propostas forem incorporadas ao plano de governo do petista, poderá apoiá-lo já no primeiro turno. Entre as propostas estão a manutenção do auxílio Brasil em R$ 600 e mais verbas para o SUS. (g1)

Então. As alianças que Lula vem costurando no Norte, Nordeste e Centro-Oeste vêm provocando descompasso com a militância do partido. Apoiado pelo PT na disputa pelo governo de Pernambuco, o deputado Danilo Cabral (PSB) foi recebido pela plateia petista com vaias e gritos de “golpista” num evento com Lula no último dia 21. A estratégia petista é eleger Lula e fazer uma grande bancada na Câmara, usando os governos estaduais e o Senado como forma de ampliar a base de Lula para além do partido e mesmo da esquerda. (Folha)

Para ler com calma. Com menos de 80 mil habitantes, o município de Rio Largo (AL) recebeu R$ 90,8 milhões em verbas do chamado orçamento secreto, do qual somente R$ 16,7 milhões têm o nome do deputado que os enviou: Arthur Lira (PP-AL). Pela cidade, cartazes enaltecem a parceria entre o presidente da Câmara e o prefeito Gilberto Gonçalves, seu colega de partido. Segundo a Polícia Federal, Gonçalves teria desviado pelo menos R$ 12 milhões desses recursos, usando empresas de fachada. Seu pedido de prisão está parado na Justiça. O deputado e o prefeito são parceiros desde os tempos da Assembleia Legislativa de Alagoas, quando foram indiciados na Operação Taturana, de 2007. Gonçalves chegou a ser preso; Lira perdeu o cargo e foi condenado por improbidade administrativa em duas instâncias. (piauí)

O Meio transmitirá hoje a live Uma Agenda Inadiável, do grupo apartidário Derrubando Muros. Um time de especialistas — dentre eles alguns dos melhores no Brasil em suas respectivas áreas — apresentará sugestões de caminhos para o Brasil pós-Bolsonaro em temas como Educação, Saúde, Segurança Pública, Energia, Economia Verde, Geopolítica e outros. São, todas, missões urgentes para o país. A proposta está na mesa para todos os candidatos. Trabalharam no projeto nomes como Ilona Szabó, Cristóvam Buarque, Horácio Lafer Piva, Samuel Pessôa, Silvio Meira e Fersen Lambranho. A mediação será do coordenador do DM, José Cesar Martins e debaterão com os especialistas o economista Armínio Fraga e os jornalistas Fernando Gabeira e Pedro Doria. Às 15h, no YouTube.


O recado do presidente chinês Xi Jinping para que os EUA não brincassem com fogo parece ter surtido efeito. A comitiva de deputados americanos que fará um tour pela Ásia esta semana, liderada pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi, anunciou ontem o roteiro da viagem. Taiwan, que a China considera uma província rebelde, ficou de fora. (CNN)


Vale tudo por reeleição

Orlando Pedroso

Centrão 560

Com o Meio Político, você não fica sem argumento. Com a nossa assinatura premium você recebe todas as quartas-feiras a nossa edição exclusiva sobre o cenário político, em profundidade. Conheça os benefícios e assine agora.

Viver


O Brasil teve a primeira morte confirmada para varíola dos macacos. Um homem de 41 anos, que passava por tratamento oncológico por causa de um linfoma e era imunossuprimido, morreu após uma infecção generalizada agravada pelo vírus, na quinta-feira em Belo Horizonte, segundo nota divulgada pelo Ministério da Saúde na sexta-feira. A morte pelo monkeypox em Minas Gerais pode ter sido a primeira ocorrida fora de países africanos onde a doença é considerada endêmica. Até então, a OMS tinha recebido a confirmação de apenas cinco óbitos, sendo três na Nigéria e dois na República Centro-Africana. (Estadão)

O boletim divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira mostra que o Brasil tem 1.066 casos confirmados da varíola dos macacos. Com o aumento do número de diagnósticos e suspeitas, os laboratórios referenciados para análise da doença começam a ficar sobrecarregados. Para evitar o descontrole do vírus, eles pedem que a pasta credencie mais locais de testagens. Atualmente, o país tem apenas quatro laboratórios nessa condição, todos no sudeste. (Folha)

A Espanha também confirmou as duas primeiras mortes na Europa por pessoas infectadas pela varíola dos macacos, ainda neste fim de semana, sendo uma na sexta-feira e a segunda neste sábado. Segundo a imprensa espanhola, os casos estão sendo investigados para saber se o vírus causou os óbitos. Enquanto isso, o governo de Nova York declarou estado de emergência na sexta após registrar 1.383 casos confirmados, equivalente a mais de 25% do total nos Estados Unidos. (g1)

Uma decisão da Suprema Corte do Canadá estabeleceu que não usar camisinha sem o consentimento do parceiro pode ser considerado abuso sexual no país. O parecer proferido nesta sexta-feira envolveu um caso em que um homem não utilizou o preservativo sem autorização da parceira durante o ato sexual. A juíza Sheilah L. Martin disse durante o julgamento que quando o uso da proteção é combinado entre o casal, “não há acordo para o ato físico de relação sexual sem preservativo”. (Washington Post)

O Papa Francisco afirmou ontem que pode chegar o momento em que avalie a possibilidade de renunciar ao cargo. Isto será em caso de a saúde não lhe permitir servir às suas funções. Não é, porém, algo em que esteja pensando. Francisco também classificou como “genocídio” o que ocorreu no Canadá entre 1881 e 1996, quando mais de 150 mil crianças indígenas foram separadas de suas famílias e levadas a internatos mantidos pela Igreja Católica e outras religiões cristãs, onde muitas sofreram violência que levou a cerca de quatro mil a seis mil mortes. (g1)

Cultura


No início de 1967, durante um evento do movimento pelos direitos civis nos EUA, a atriz, cantora e bailarina Nichelle Nichols confidenciou ao reverendo Martin Luther King Jr. que pretendia deixar o elenco de Jornada nas Estrelas (Netflix). Ela estava insatisfeita com seu papel, a tenente Uhura, e pretendia investir numa carreira na Broadway. Fã da série, Luther King, protestou, dizendo que a personagem era imprescindível, um modelo para crianças negras, especialmente meninas, que semanalmente viam uma mulher negra como uma oficial qualificada numa nave estelar. Nichelle, que morreu ontem aos 89 anos, mudou de ideia, para a alegria de gente como a também atriz Woopy Goldberg, que sempre se referiu a ela como uma inspiração. Em 1978, a Nasa a contratou para divulgar um programa de recrutamento de mulheres e pessoas não brancas - Mae Jemison, primeira mulher negra a voar no ônibus espacial, atribuiu à atriz a vontade de se tornar uma astronauta. O ator George Takei, seu parceiro na série e nos filmes dela derivados, publicou uma homenagem no Twitter. “Nós tivemos uma vida longa e próspera juntos”, escreveu. (Variety)

Uma perda artística igualmente devastadora aconteceu no Brasil, com a morte da atriz Maria Fernanda, aos 96 anos, em decorrência de uma pneumonia. Filha da poeta Cecília Meireles, estreou nos palcos em 1948, interpretando Ofélia na primeira montagem de Hamlet no Brasil. Onze anos depois, encantou o público e a crítica como Blanche Dubois em Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Williams, que ficou dez anos em cartaz e rendeu-lhe o primeiro de seus prêmios Molière. Seu habitat natural era o palco, mas também brilhou nos cinemas desde os anos 1950 e na TV. Um de seus papéis mais marcantes em novelas, embora a participação fosse curta, foi em Gabriela (1975), na qual viveu Dona Sinhazinha, assassinada pelo marido, o coronel Jesuíno (Francisco Dantas).

Para ler com calma. “Tem piadas hoje que não se deve fazer num programa de humor porque não se deve fazer na vida.” Assim o ator e roteirista Bruno Mazzeo resume as regras da comédia moderna. Em entrevista ao programa Comediantes que Amamos, do canal Viva, ele afirma que, para funcionar, o humor precisa se comunicar com o momento da sociedade. “Isso serve, claro, para os costumes”, diz Bruno. “Então, o humor muda junto com a sociedade, a partir do momento em que a sociedade evolui em alguns comportamentos, em alguns entendimentos de erros históricos.” (Folha)

Cotidiano Digital


Um equipamento de 30 toneladas para ajudar a encontrar petróleo no fundo do oceano. Esse é o Pégaso, o supercomputador da Petrobras que começou a ser construído em julho deste ano. A máquina vai auxiliar geofísicos a encontrarem o lugar certo para perfurar poços exploratórios, reduzindo os riscos operacionais. Com a mesma capacidade de 150 mil laptops ou 6 milhões de celulares, o Pégaso será o quarto e maior supercomputador da estatal e o sétimo do Brasil. O início da operação deve acontecer até o final do ano. (Estadão)

Mais três capitais brasileiras receberam na sexta-feira o sinal de internet 5G: Porto Alegre, João Pessoa e Belo Horizonte. São as primeiras cidades a contarem com a tecnologia após Brasília. A previsão é que todas as capitais recebam o 5G até o final de setembro. Para as demais cidades do país, o serviço será gradual até 2029. O 5G promete aumentar em até 100 vezes a velocidade do envio e recebimento dos arquivos em comparação ao 4G. Mas vale lembrar que nem todos os aparelhos são compatíveis com a nova tecnologia. (g1)

Para ler com calma. Quando compramos um novo celular ou baixamos aplicativos, é comum que eles venham com um certo padrão de configuração. Empresas de tecnologia como Apple, Google ou Microsoft usam esses padrões para treinar algoritmos, detectar bugs ou tornar os dispositivos mais fáceis de usar. Entretanto, isso nem sempre será vantajoso para o usuário e ainda permite o compartilhamento desnecessário de dados. Saiba como mudar ou desativar algumas destas configurações. (New York Times)

Um novo jeito de ficar por dentro dos principais assuntos da semana é acompanhando as análises e comentários críticos, mas com leveza, de Mariliz Pereira Jorge no programa De Tédio a Gente Não Morre. Toda sexta às 11h da manhã no nosso canal do Youtube. Veja.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



1 de agosto de 2022
Consultar edições passadas