Assine o Meio: notícia confiável para quem não tem tempo de ler jornal.



2 de agosto de 2022
Consultar edições passadas..



Bolsonaro marca ida à Fiesp no dia de ato pela democracia


O presidente Jair Bolsonaro (PL) marcou para o próximo dia 11 sua participação na série de sabatinas organizada pela Fiesp. É a mesma data para a qual estão convocados dois atos em São Paulo em defesa da Justiça Eleitoral, da democracia e contra a grande mentira, as investidas do presidente sobre o processo eleitoral brasileiro. Um destes atos é organizado pela própria federação das indústrias. Na quinta-feira Bolsonaro havia criticado o presidente da Fiesp, Josué Gomes, por organizar um manifesto pela democracia com outras entidades empresariais. “Eu não entendi essa nota, que foi patrocinada pelo nosso querido filho do vice do ex-presidente Lula, seu Josué Gomes da Silva. É uma nota política em ano eleitoral”, afirmou. (Estadão)

Então... Bolsonaro pode ter se colocado numa posição delicada, como conta o Painel. Como foi feito com Felipe D’Ávila (Novo), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), ele deve ser convidado a assinar o manifesto da Fiesp durante a sabatina. O mesmo acontecerá com o ex-presidente Lula (PT), que conversará com os empresários no dia 9. (Folha)

Enquanto isso... O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), disse que ainda não recebeu qualquer comunicação sobre a mudança do desfile militar de Sete de Setembro para Copacabana, anunciada por Bolsonaro. Até que aconteça, a parada segue prevista para seu local tradicional, a Avenida Presidente Vargas, no Centro. (CNN Brasil)

Meio em vídeo. A sociedade civil organizada tentará mobilizar atos pela democracia em 11 de Agosto. Se queremos evitar um golpe, uma tentativa de anular as eleições, o caminho passa por povo na rua. Não tem outro. Confira a análise de Pedro Doria no Ponto de Partida. (YouTube)

“Nossa democracia conta com um dos sistemas eleitorais mais eficientes, confiáveis e modernos de todo o mundo.” Com essa defesa do TSE, alvo constante dos ataques de Bolsonaro, o presidente do STF, Luiz Fux, abriu os trabalhos do segundo semestre no Supremo. O ministro também cobrou dos candidatos respeito aos adversários e que a campanha eleitoral transcorra sem incidentes. (g1)

Se a fala de Fux foi conciliadora, o que veio depois foi um clima azedo. A vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, voltou a pedir o arquivamento do inquérito contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre o vazamento de uma investigação sigilosa da PF. Ela criticou o ministro Alexandre de Moraes, dizendo que ele cometeu uma “violação do princípio acusatório” ao manter as diligências mesmo após o primeiro pedido de arquivamento. Moraes não lhe deu resposta. (Poder360)

Para ler com calma. Cerca de 70% da população não sabe o que significa STF, sendo que 22% nunca ouviram falar da instância mais alta do Judiciário, revela pesquisa da Quaest. Mesmo admitindo o desconhecimento, 78% disseram não confiar no Supremo por considerar seus juízes “parciais”. Entretanto, a maioria aprova decisões da Corte, como a obrigatoriedade da vacinação infantil e a tipificação da homofobia como crime análogo ao racismo. (UOL)

Aliás... Bolsonaro contou a um interlocutor que vê uma conspiração para levá-lo preso. “Eu atiro para matar”, ele afirmou, de acordo com Guilherme Amado.. “Ninguém me leva preso. Prefiro morrer”. (Metrópoles)

O MDB e a federação PSDB-Cidadania bateram o martelo e escolheram a senadora tucana Mara Gabrilli (SP) como vice de da também senadora Simone Tebet (MDB-MS) na corrida ao Planalto, o que deve ser oficializado ainda hoje. Em evento ontem na Fiesp, Tebet confirmou que teria uma vice mulher, sem citar o nome de Gabrilli. A avaliação da cúpula da coligação é que uma chapa feminina pode atrair a atenção dos eleitores e que a vice pode ampliar o apoio em São Paulo, o maior colégio eleitoral do país. (Globo)

Mesmo cumprindo prisão domiciliar, de tornozeleira eletrônica e inelegível por condenação no STF, o ex-deputado Roberto Jefferson foi oficializado ontem candidato à presidência pelo PTB. Segundo o deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), Jefferson usará a campanha para defender o presidente Jair Bolsonaro (PL), do qual é aliado. Silveira, aliás, também está inelegível, mas concorre ao Senado pelo Rio. (Metrópoles)

E quem voltou a ficar inelegível foi o ex-presidente da Câmara José Roberto Arruda (PL-DF). O ministro do STJ Gurgel de Faria cassou a liminar concedida durante o recesso judiciário pelo presidente da Corte, Humberto Martins, que suspendeu os efeitos da condenação de Arruda por improbidade administrativa. (CNN Brasil)

De ministro da Secretaria de Governo a desafeto público do presidente Jair Bolsonaro, o general da reserva Carlos Alberto dos Santos Cruz conhece como poucos os meandros do governo e o pensamento dos militares. Ele é o convidado de hoje do #MesadoMeio e será entrevistado por Mariliz Pereira Jorge, Christian Lynch e Pedro Doria ao vivo, às 19h. Na pauta, o quer realmente o Exército, os riscos da democracia, e a busca por compreender o presidente. Não perca. (YouTube)

A dois meses das eleições, a Câmara quer votar hoje um projeto que cria lista tríplice para escolha dos comandantes das PMs e lhes concede mandato de três anos e dá autonomia administrativa às corporações. Iniciativa da bancada da bala apoiada pelo Executivo, a proposta limita o poder dos governadores sobre as polícias e é criticado por especialistas em segurança pública. (Estadão)


Os Estados Unidos anunciaram ontem a morte de Ayman al-Zawahiri, sucessor de Osama Bin Laden no comando da rede terrorista al-Qaeda. Ele foi atingido por ataque de drones comandado pela CIA no domingo em Cabul, capital do Afeganistão. O Talibã, grupo extremista islâmico que governa o país, protestou contra o ataque, que classificou como “clara violação de princípios internacionais”. (BBC)

Com o Meio Político, você não fica sem argumento. Com a nossa assinatura premium você recebe todas as quartas-feiras a nossa edição exclusiva sobre o cenário político, em profundidade. Conheça os benefícios e assine agora.

Viver


O ministro da Saúde Marcelo Queiroga anunciou, nesta segunda-feira, pelo Twitter a chegada do antiviral tecovirimat para pacientes em estado grave da varíola dos macacos. Serão 50 medicamentos doados pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), que poderão estar no país já na próxima semana, segundo Mônica Bergamo. Por não ter sido aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o remédio ainda não poderá ser comercializado, mas com a nova classificação da doença como emergência de saúde pública pela OMS, o antiviral poderá ser utilizado por pacientes em estado grave, mesmo sem aprovação da Anvisa. Atualmente, foram registrados 1.369 casos de infecção no Brasil, que levou à primeira morte em Minas Gerais na quinta-feira, a primeira também ocorrida fora de países africanos, onde a doença é considerada endêmica. (Folha)

Após ser adiado pela necessidade do distanciamento social na fase mais crítica da pandemia de covid-19 em 2020, e depois pela falta de orçamento disponibilizado pelo governo federal para sua execução em 2021, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) começou a realizar o Censo 2022 nesta segunda-feira. Entre agosto e novembro, 183 mil recenseadores passarão pelos 5.570 municípios para entrevistar um morador em cada residência do país. O Censo é realizado a cada dez anos, sendo fundamental para traçar o perfil socioeconômico e implementar políticas públicas pelos governos. (g1)

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que houve um aumento de 8% no número de incêndios florestais na Amazônia brasileira no mês de julho, comparado ao mesmo período do ano passado. Foram detectados 5.373 focos de incêndio no último mês, contra 4.977 em julho de 2021. Desde o início deste ano, já são 12.906 incêndios, 13% a mais que o registrado nos sete primeiros meses do ano anterior. O porta-voz do Greenpeace, Rômulo Batista, alerta que, além de destruir a biodiversidade da região, a fumaça das queimadas também afeta a saúde da população local. (Folha)

Panelinha no Meio. Quer fazer um prato para impressionar, mas não está com vontade de passar horas na cozinha? Sem problemas. Esse salmão agridoce com legumes picantes tem uma combinação exótica de sabores com o mel e o molho de soja do salmão e os tons picantes dos legumes. E seu colorido compõe um prato lindo, especialmente em contraste com o branco do arroz perfumado, um ótimo acompanhamento.

Cultura


Dizem que agosto é mês de desgosto. Não para os fãs de fantasia, já que nele chegam às plataformas de streaming duas das séries mais esperadas do ano. A primeira, que entra na Netflix na próxima sexta-feira, é Sandman (trailer), baseada nos quadrinhos clássicos escritos pelo inglês Neil Gaiman nos anos 1980. O autor participou diretamente da adaptação e da escolha do elenco, mais diverso que nas revistas, embora Desejo já fosse não binário e os Perpétuos tivessem a etnia e a espécie de quem os via, sendo coerente a escalação de uma atriz negra para o papel da Morte. A segunda, que chega dia 21 à HBO Max, é House of The Dragons (trailer), inspirada no livro A Dança dos Dragões, de George R.R. Martin, e ambientada séculos antes dos eventos de Game of Thrones. Mas não é só isso, confira outros lançamentos programados para este mês. (Estadão)

Mas nem tudo é boa notícia. A Disney+ adiou para 21 de setembro a estreia de Andor (trailer lançado ontem), nova série baseada no universo de Star Wars. (Rolling Stone)

Menos de uma semana depois do lançamento de Renaissance, Beyoncé viu-se envolvida numa polêmica que a fez mudar a letra da canção Heathed e se desculpar com o público. Parceria com o rapper canadense Drake, a música incomodou por conta do poético verso Spazzin’ on that ass, spazz on that ass (“Pirando nesse rabo, pirado nesse rabo”, em tradução livre). O problema é que “spaz”, embora seja uma gíria para “enlouquecer”, é uma expressão ofensiva a pessoas com paralisia cerebral espástica, doença que dificulta o controle dos movimentos. Semanas atrás a cantora Lizzo mudou a letra de GRRRLS pelo mesmo motivo. (CNN)

Stephen King, mestre da literatura de terror vai aos tribunais para evitar um pesadelo na vida real. Ele foi arrolado como testemunha num processo que o Departamento de Justiça dos EUA move para impedir a fusão de duas das cinco maiores editoras do mundo, a Penguin Random House e a Simon & Schuster. Além da concentração do mercado, o governo argumenta que a união das empresas implicará redução nos adiantamentos a autores consagrados, daí o depoimento de King. E-mails mostram que os executivos das editoras sabiam que o negócio seria contestado pelo Departamento de Justiça. (Folha)

Cotidiano Digital


São Paulo será a quinta cidade do país a receber a ativação do sinal 5G puro, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A tecnologia será liberada na quinta-feira e deve operar na faixa 3,5 gigahertz, que oferece maior velocidade e menor tempo de resposta. Em julho, o 5G puro foi ativado em Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS). Até o momento, a capital paulistana estava fora da lista de cidades a terem aval para o 5G por conta de trâmites operacionais, como a instalação de filtros em antenas para evitar interferências de sinais. (G1)

Um em cada quatro adolescentes brasileiros faz uso excessivo de videogames, segundo um estudo da Universidade de São Paulo (USP). Com base em respostas de milhares de jovens, a pesquisa indica que 85,85% deles jogam videogames e 28,17% se enquadram nos critérios de Transtorno de Jogo pelas Internet (TJI), número maior que a média global. Em outros países, a média oscila de 1,3% a 19,9%. O uso realmente excessivo de jogos online leva ao desestímulo de atividades escolares e sociais, e causa sintomas de abstinência quando retirados, além de isolamento e comportamento agressivo. (Estadão)

A SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk, vem lançando milhares de satélites na órbita da Terra. Os equipamentos fazem parte do projeto Starlink, que fornece serviços a pessoas que vivem em áreas remotas e que não têm acesso à internet de alta velocidade. Mas existem discussões sobre uma série de quase acidentes envolvendo os satélites e os problemas que o excesso deles em órbita pode gerar no futuro. Entenda. (BBC)

Ajude mais pessoas a ficarem bem informadas todos os dias e ganhe recompensas. Com o Pioneiros, nosso programa de membros, quanto mais amigos indicar, mais brindes recebe. Tem newsletter exclusiva, figurinhas para mandar no WhatsApp, acesso premium, ecobags e adesivos personalizados, além de um agradecimento de Pedro Doria no Ponto de Partida. Com apenas 10 indicações você já se torna um pioneiro e começa a ganhar. Conheça o Pioneiros e faça parte.





Bem-vindo ao Meio. A assinatura básica é gratuita, comece agora mesmo.



2 de agosto de 2022
Consultar edições passadas