Conversas: Isabela Kalil e o perfil dos eleitores da Nova Direita

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Não é possível compreender a nova direita no Brasil — ou a novíssima direita, pois são diferentes — sem conversar com a antropóloga Isabela Kalil. Professora da Escola de Sociologia e Política de São Paulo, onde coordena o NEU (Núcleo de Etnografia Urbana), ela é também pesquisadora do painel internacional SPW (Sexuality Policy Watch), pesquisadora do OED (Observatório da Extrema Direita) e compõe o painel de pesquisa sobre COVID19 e desinformação, financiado pelo CNPq. Desde 2013, Isabela Kalil vem acompanhando (e assistindo) a evolução deste grupo até culminar com a eleição de Jair Bolsonaro, em 2018. Mas o início mesmo ela não coloca em 2013 — é em 2010. Quem são, quais seus valores, como se dividem os novos militantes? A professora explica.

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.