Contrariando STF, Senado aprova marco temporal para demarcação de terras indígenas

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Em votação relâmpago, o Senado aprovou ontem o projeto de lei do marco temporal, reagindo à decisão da semana passada do Supremo Tribunal Federal (STF) de derrubar a tese que estabelece que os povos indígenas só podem reivindicar as terras que ocupavam quando a Constituição foi promulgada, em 5 de outubro de 1988.

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.