Forças Armadas não têm papel de ‘árbitro político’, diz presidente do Senado

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Na sessão comemorativa pelos 35 anos da Constituição, o presidente do Senado e do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que a Carta Magna impede o retorno do autoritarismo. Ele também destacou o papel das Forças Armadas, em recado aos militares pelo envolvimento de figuras nos atos de 8 de janeiro. “A Constituição é um texto vivo, flexível, que se adapta às necessidades do país. Os últimos 35 anos mostram isso. A Constituição valorizou e deu contornos nítidos às instituições brasileiras, disciplinando o exercício do Poder. (…) Definiu e fortaleceu o papel das Forças Armadas, não como árbitro político, mas, sim, como braço relevante na defesa do Estado Democrático de Direito.” (Metrópoles)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.