Após fala de Lula desacreditando déficit zero, Haddad diz que sua meta está ‘estabelecida’

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Nada de respostas diretas sobre a manutenção do objetivo de déficit zero em 2024. Após a fala do presidente Lula da última sexta-feira, afirmando que dificilmente o governo cumprirá a meta para as contas públicas no ano que vem, em entrevista nesta segunda-feira, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, saiu pela tangente. Mas afirmou que a sua “meta está estabelecida”. Disse também que pode antecipar medidas de arrecadação de receitas previstas para o próximo ano para perseguir o ajuste fiscal. “O que levei para o presidente foram os cenários possíveis, se tiver de antecipar medidas para 2024, eu encaminho. O meu papel é buscar o equilíbrio fiscal, farei isso enquanto estiver no cargo, não é por pressão do mercado financeiro, acredito que o Brasil, depois de dez anos, precisa voltar a olhar para as contas públicas”, afirmou. “A minha meta está estabelecida: vou buscar o equilíbrio fiscal de todas as formas justas e necessárias para que nós tenhamos um país melhor.”

PUBLICIDADE

Haddad afirmou que a Fazenda vai apresentar todas as medidas possíveis para recompor a base de arrecadação e disse que não há “descompromisso” de Lula com a meta fiscal. “Da parte do presidente, não há nenhum descompromisso. Pelo contrário. Se ele não estivesse preocupado com a situação fiscal ele não estaria pedindo apoio da área econômica para orientação das lideranças do Congresso. Isso [correção da base fiscal] é algo que precisa ser feito pelos Três Poderes.”

O ministro disse que a arrecadação está caindo em um “ralo tributário” e isso que motivou a declaração na última sexta-feira. “O presidente constatou que os ralos tributários estão em patamar exagerado. Dizem que o presidente está sabotando o país. Não, o presidente está constatando os problemas advindos de decisões que podem ser reformadas e as decisões que não podem ser reformadas, serem saneadas”, afirmou.

 

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.

Se você já é assinante faça o login aqui.

Fake news são um problema

O Meio é a solução.

Edições exclusivas para assinantes

Todo sábado você recebe uma newsletter com artigos apurados cuidadosamente durante a semana. Política, tecnologia, cultura, comportamento, entre outros temas importantes do momento.


R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)
Edição de Sábado: Biden e a sombra de 1968
Edição de Sábado: Descriminalizou, e agora?
Edição de Sábado: Em nome delas
Edição de Sábado: Nova era dos extremos
Edição de Sábado: A realidade argentina nos 6 meses de Milei

Sala secreta do #MesaDoMeio

Participe via chat dos nossos debates ao vivo.


R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)

Outras vantagens!

  • Entrega prioritária – sua newsletter chega nos primeiros minutos da manhã.
  • Descontos nos cursos e na Loja do Meio

R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)